Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dom | 15.04.18

MAGNESIO, ESTATINAS, COLESTEROL E DOENÇA CARDÍACA

Dr. Luís Romariz

A insuficiência em magnésio é muito comum, especialmente nas pessoas com doença do foro cardiovascular. Tal como qualquer outro músculo, o coração necessita de magnésio. A actual epidemia de doença cardíaca nas mulheres pode ter a ver com o excesso de cálcio prescrito para a osteoporose. Vários estudos publicados na prestigiada revista médica BMJ provaram este facto. Quem toma cálcio de forma isolada (sem vitamina D, K2, e magnésio) vive em média menos 7 anos. O fármaco padrão para o excesso cardíaco de cálcio são os “inibidores de canais de cálcio”, sendo o magnésio o inibidor natural, eficaz e sem efeitos secundários. Os diuréticos são os fármacos mais prescritos para a hipertensão arterial, mas ironicamente exaurem o corpo em magnésio.

Por outro lado, o magnésio é a nossa “estatina” natural, pois modula a enzima que produz colesterol – HMG-CoA redutase. Assim, ajuda a baixar o “mau” colesterol, subindo o “bom” e baixando os triglicerídeos. Outra enzima magnésio-dependente converte os ómega-3 e ómega-6 em eicosanoides anti-inflamatórios e anti-trombóticos. A reter: magnésio nunca é demais!