Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qui | 21.01.16

ATAQUE À TIRÓIDE

Dr. Luís Romariz

O bócio, ou aumento da tiróide, é um problema comum. Há vários factores responsáveis por isto, nomeadamente alimentos, químicos e deficiências nutricionais. O impacto dos alimentos goitrogénicos é minorado quando a saúde da glândula e o estado nutricional são bons. Estes factores podem ajudar a manter a energia, aliviar a fadiga, a retenção de líquidos, e o aumento de peso. Os pacientes podem sentir desconforto na garganta, voz mais rouca, dificuldade na deglutição e até uma tosse crónica. Às vezes apenas se nota um inchaço no pescoço, pois nem todos os bócios dão sintomas. O inchaço da tiróide pode estar ligado quer a uma tiróide em baixa ou em alta produção. Pode traduzir-se através de nódulos solitários ou múltiplos. Goitrogénios são por definição alimentos, químicos ou mesmo medicamentos que causam o colapso na produção hormonal interferindo com a captação do iodo pela tiróide. O risco aumenta com os lacticínios, estado nutricional e exposição química. A tolerância à exposição a estes produtos aumenta com a ingestão de iodo, selénio, ferro, zinco e vitaminas A e B12. As crucíferas são consideradas alimentos potencialmente goitrogénicos pois contêm tiocianatos, os quais afectam a utilização do iodo levando a um aumento da glândula. O cozimento destes compostos das couves – couve-flor, brócolos, espinafres e couve-de-bruxelas – desactiva-os tornando-os acessíveis para a nossa alimentação. Os feijões e os amendoins também contêm estes compostos, pelo que devemos evitar o seu consumo crónico. A intolerância ao trigo (glúten), muito mais comum do que se pensa, também causa alterações na tiróide com uma resposta inflamatória auto-imune (tiroidite de Hashimoto). Os produtos derivados da soja são dos principais goitrogénicos, para além de poderem causar muitos outros problemas de saúde. O tabagismo também ataca fortemente a tiróide, bem como os percloratos – químico muito comum nos produtos de limpeza doméstica. A água com cloro, bem como o flúor e os brometos contidos em muitos medicamentos, são capazes de atacarem a glândula de uma forma crónica e insidiosa. Esteja atenta.