Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dom | 13.04.14

A DANÇA DAS CALORIAS

Dr. Luís Romariz

Ter excesso de peso começa a ser uma epidemia mundial. Afecta pessoas de todas as idades. Se tiver sobre peso, então perder gordura deverá ser um desígnio saudável. Também será um benefício para qualquer patologia. Manter um peso saudável será então de primordial importância para obter ganhos em saúde. Normalmente, a ideia que se passa é: comer menos e exercitar mais. Ou em alternativa fazer medicação agressiva ou uma cirurgia de redução de peso! Muito mais importante é comer bem. Não fazer merendas é um bom exemplo disso, apesar da crença infundada da maioria dos profissionais de saúde. Importante também é não comer nada após o jantar. Claro que o exercício também pode ser importante, mas a eficiência metabólica é-o muito mais pois determina quantas calorias podem ser consumidas como combustível. Sendo certo que um grama de gordura tem 9 calorias e dos outros macro nutrientes têm 4, a sua conversão a energia depende de quão activos somos e qual o impacto metabólico que cada um dos macro nutrientes tem. Enquanto as calorias provenientes dos hidratos de carbono estimulam a produção de insulina, e a sua conversão em gordura e consequente armazenamento, a mesma energia oriunda das proteínas tem um efeito diverso pois para serem incorporadas gasta-se cerca de 30% da sua energia. A dança hormonal é importantíssima, e a leptina tem de estar na quantidade certa. De mais torna o cérebro insensível à gordura – resistência à leptina – e de menos não sinaliza que já ingerimos mais do que o suficiente e é preciso começar a gastar o que comemos. O facto de termos muitos adipócitos cheios de gordura implica uma chamada de glóbulos brancos os quais geram inflamação, e entra-se num ciclo vicioso. Uma alimentação pobre em hidratos de carbono de elevado índice glicémico e com um máximo de 1200 calorias na mulher e 1600 no homem satisfaz as necessidades actuais do ser humano médio. Não podemos esquecer que cerca de 72% do resíduo seco do corpo humano é formado por proteína. A matriz óssea, os músculos, a pele e tecidos de suporte, os vasos sanguíneos e as imunoglobulinas são formados por proteínas … Parece-me bem que as gorduras forneçam 30% da energia, e os hidratos de carbono carca de outros 30%. Assim, deveremos consumir cerca de 40% de energia sob a forma proteica, ou seja, uma média de 1.8 gramas de proteína por quilograma de peso corporal. Quanto à gordura não podemos esquecer que cerca de 3 gramas devem ser oriundos dos óleos ómega-3, pois baixam a inflamação e a adiponectina – uma hormona que tem impacto positivo na obesidade. São gorduras saudáveis para além dos ómega-3 o azeite, a manteiga integral, e a banha, sendo a melhor delas todas o óleo de coco. Não devemos ingerir óleos alimentares e muito menos margarinas ou cremes vegetais. A fibra na dose de 30 gramas por dia é fundamental para uma dieta saudável. Dentro dos minerais, o magnésio e o iodo representam carências que urge ultrapassar. A insuficiência em vitamina D é um dos paradignas de fragilidade da sociedade actual. Somos seres do sol, e precisamos desta vitamina que praticamente só através da acção dos raios UV é passível de obter. Relembre que só o pode fazer entre as 10 e as 15 horas …