Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 25.05.09

POLIVITAMINAS E LONGEVIDADE

Dr. Luís Romariz

Um novo estudo com 586 mulheres mostrou pela primeira vez que a ingestão regular de multivitaminas aumenta o comprimento dos telómeros em cerca de 5.1%. Esta é uma descoberta anti-envelhecimento muito significativa pois o comprimento dos telómeros limita a nossa capacidade de rejuvenescimento (limite de Hayflick).

 Os telómeros estão localizados da ponta dos cromossomas e protegem-nos   de serem destruídos.   À medida que as células se replicam o comprimento dos telómeros é encurtado, e as células encontram aí o seu limite de renovação.  È por causa deste fenómeno que teoricamente a nossa longevidade é de 120 anos. Se é certo que algumas substâncias tais como os derivados da vitamina A são capazes de alterar este limite a nosso favor, esta é a primeira vez que se demonstra o efeito benéfico das multivitaminas a este nível.
O estudo também comprovou que uma ingestão aumentada de vitamina C e vitamina E também exercia este efeito.
O que devemos questionar é o que consideramos um multivitamínico. As vitaminas ocorrem naturalmente em complexos. Por exemplo a vitamina C – complexo C – ocorre juntamente com a rutina e outros elementos. A vitamina E ocorre sob a forma de tocoferois e tocotrienois, e dentro destes em unidades alfa, beta e gama. Se ao desenhar um polivitamínico não se tiver isto em consideração, e reduzir a vitamina C a ácido ascórbico ou a vitamina E a alfa-tocoferol, vai-se produzir desequilíbrios em que será pior a emenda do que o soneto.
Se bem desenhado, poderá acrescentar anos à vida e vida aos anos!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.