Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Ter | 19.05.09

CANCRO DO CÓLON

Dr. Luís Romariz

Ficou perfeitamente estabelecido por grande estudo Europeu envolvendo 452 755 pessoas, que um elevado consumo de frutos e vegetais está associado a uma diminuição de cancro do cólon. Os participantes neste estudo foram seguidos durante 8 anos. Houve menos 86% de cancro do cólon no grupo com alto consumo destes alimentos.
Sabemos há décadas que estes alimentos contêm fibra, antioxidantes e outros co-factores que melhoram significativamente a saúde protegendo a célula das agressões a que está sujeita. Os cientistas também notaram que o fumo anula estes efeitos benéficos dos frutos e vegetais.
Outro estudo complementar avaliou a relação entre o consumo de proteína e gordura animal não tendo encontrado relação com o cancro do cólon. A melhor estratégia é comer muitos frutos e vegetais com a carne.

Por outro lado os estudos apontam para o facto de que a quercetina reduz marcadamente a inflamação no tracto gastrointestinal prevenindo as alterações conducentes ao cancro do cólon. Esta pode ser ingerida através dos alimentos ou de suplementos alimentares, normalmente em forma de polivitamínicos.Um outro elemento importante para a prevenção deste tipo de cancro é o ácido fólico cuja insuficiência está ligada a lesão do ADN. Para além da ingestão alimentar também pode ser encontrado à venda quer isoladamente quer associado ao complexo B de onde provém. Concomitantemente, a vitamina D; os mirtilos; e os probióticos diminuem a probabilidade de cancro do cólon.