Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sab | 28.02.09

OS SEGREDOS "SUJOS" DOS RESTAURANTES

Dr. Luís Romariz

Dois jornalistas de investigação puseram a descoberto alguns segredos sujos que a indústria da restauração gostaria que nunca fossem revelados. Em certos casos, os ingredientes com que preparam as refeições são chocantes. Noutros casos o segredo está no seio dos trabalhadores.
Como é que um restaurante pode esconder os factos nutricionais da comida que prepara? A legislação não obriga a indústria da restauração a fornecer os dados nutricionais dos seus menus. Nomeadamente era muito importante saber o conteúdo em sal, gorduras trans, índice glicémico e quantidade e qualidade das proteínas.
Eis uma lista:

1.    Casos de “frango 100% natural” mas que contêm substâncias químicas para melhorar o sabor. Noutros casos os batidos “naturais” têm xarope de milho com altíssimos teores em fructose.

2.     Certos “bifes” têm 2 900 calorias.

3.     Noutros casos os molhos contêm gorduras parcialmente hidrogenadas, isto é, margarina, maltodextrina, propileno glicol, goma e outros aditivos.

4.     Noutros, um iogurte médio tem 4 vezes mais açúcar do que um donut.

5.     Alguns produtos de pastelaria têm corantes sintéticos ligados a problemas de irritabilidade, astenia e alterações do padrão do sono – especialmente em crianças.

6.     Os Top 4 ingredientes no Baskin Robbins’ frutos silvestres eram soda, água, açúcar e xarope de fructose.

7.     A tosta francesa no Burger King era levada à mesma sertã das salsichas e outras frituras – e todas elas têm gorduras trans.

Esta investigação da Men’s Health revelou que a maioria dos restaurantes não revela quais os ingredientes da sua comida.

Ora a grande questão é: algum de nós tem ideia do que pode comer num “shoping”, ou pior, o que pode dar aos seus filhos? Alguém é capaz de por as mãos no fogo? Se for, ponha água fria imediatamente…