Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dom | 12.01.14

SOJA: POLITICAMENTE INCORRECTO!

Dr. Luís Romariz

Desde há vários anos que escrevo que a soja conforme a conhecemos, é um veneno para a saúde humana. Para além de ser difícil acreditar que haja soja não transgénica à venda, os seus malefícios são vastos, pelo que apenas enumerarei os mais nefastos. Dirão que os Orientais comem muita soja e são saudáveis! Pois, mas é soja fermentada. Nada de leite de soja, iogurtes, etc. Duas curiosidades nos asiáticos: as mulheres têm tradicionalmente mamas pequenas, e os monges têm interesse em consumir soja … pois tira-lhes a libido!
O ácido fítico da soja provoca a inactivação (quelação) do cálcio, ferro, cobre, magnésio e zinco. Ora sendo o magnésio interveniente em mais de 300 reacções no nosso organismo, e imprescindível para a saúde cardiovascular … o cálcio é vital para a polarização celular e para os ossos … sem ferro há anemia … sem zinco não há antioxidantes internos, cicatrização e saúde cerebral … bem como o cobre, etc! 
Mais, os anti-nutrientes contidos na soja inibem a tripsina, enzima que ajuda a digerir as proteínas, portanto não há boa digestão e absorção proteica. 
As vitaminas B12 e D são negativamente afectadas pela soja. Só a vitamina D controla mais de 2000 genes, e a B12 é fulcral para a produção de energia celular… A soja tem altos níveis de alumínio e manganês pelo que pode criar toxicidade no nosso organismo.
A soja inibe a conversão da hormona da tiróide T4 em T3 (a sua forma activa), pelo que compromete o metabolismo e propicia ao aumento de peso por excesso de acumulação de gordura.
A soja provoca disfunção do sistema endócrino, pois os fitoestrogénios nela contidos causam estrogenicidade, com a consequente prematuridade da menarca, e efeminização nos rapazes. Esta verdade está escarrapachada da food database dos EUA, na fundação Weston-Price, e no fantástico livro “The soy ploy”. O maior cego é aquele que não quer ver!