Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 21.10.13

ZINCO vs ENVELHECIMENTO

Dr. Luís Romariz

A alteração das proteínas celulares com a consequente aglutinação numa massa disforme e disfuncional é uma caracteristica e causa do envelhecimento, e do inicio de doenças degenerativas. Consiste nas proteínas que enfraquecem as células nervosas, como é o caso nas doenças de Alzheimer e de Parkinson. O zinco é um nutriente indispensável para a adequada formação das proteí...nas. O “negócio” principal da actividade dentro das células envolve as proteínas/enzimas. Estas requerem estruturas apropriadas de forma a poderem efectuar o seu trabalho, que envolve elaborara proteínas que comandam as acções dentro da célula. Quando isto se torna ineficiente conduz à acumulação de proteínas alteradas as quais se aglutinam e causam problemas associados ao envelhecimento. Isto é muito visível nos diabéticos, pois o açúcar (glicose) forma um tipo de caramelo com as proteínas celulares, nomeadamente o colagénio, lesando-as. O zinco é fundamental para a formação apropriada das proteínas. Isto ajuda a ultrapassar o uso e desgaste corporal. Também é relevante o papel dos antioxidantes flavonóides, como é caso dos contidos no extracto de grainha de uva, pois ajudam a preservar a estrutura das proteínas. Alguns sinais típicos da insuficiência em zinco consistem na lentificação do crescimento da unhas (redução na taxa de síntese proteica), no seu enfraquecimento (baixa integridade das proteínas), bem como manchas brancas (reflectem a inadequada formação proteica). Dado que as unhas são uma estrutura proteica que cresce rapidamente, o seu estudo permite-nos ter uma ideia do metabolismo proteico corporal.

3 comentários

Comentar post