Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sab | 10.11.12

Cara Suzana

Dr. Luís Romariz

Olá
Acho que o magnésio pode melhorar o odor, mas atenção à possibilidade de acelerar o transito intestinal. Quanto aos metais pesado, penso ser útil fazer um mineralograma ao cabelo e proceder segundo os resultados.
Também pode tentar minorar a inflamação com suplemento de Boswelia.
Sempre ao dispor
Luis Romariz

 

Bom dia Dr. Romariz
 
     Tenho um filho de 21 anos, portador da Síndrome de Asperger, do espectro autista, que faz um tratamento específico com diversos suplementos e nutrientes. Ele tem sintomas depressivos, (TOC), mas tudo isto vem melhorando aos poucos com o referido tratamento, que inclui omega 3, 5-HTP, betaína, pepsina, ocitocina, lactobacilos e um polivitamínico manipulado sob medida, contendo todo tipo de vitaminas, minerais e outros.
 
     O único ponto em que não conseguimos melhoras é quanto à pele: ele apresenta há anos, um caso de acne muito severo, uma inflamação na pele como um todo (apesar de estar tomando suplementos antioxidantes em grande quantidade, fazendo um regime sem glúten e caseína, conforme estabelecido pelos resultados dos exames que mandamos fazer nos EUA). Ele ingere carnes, legumes ao vapor, frutas, arroz, e alguns produtos feitos em casa, como biscoitos de polvilho, etc.
 
     Ele apresenta um odor corporal desagradável, além de halitose, e não adiantam os banhos amiúde ou a escovação correta (tem dentes perfeitos). A coloração da urina é escura e tem forte odor, apesar de ingerir bastante água. Antes do tratamento iniciar, há mais de um ano, ele ficava dias sem evacuar; porém, agora ele geralmente evacua a cada 2 dias. O ideal seria todos os dias, mas ainda não conseguimos chegar a este resultado.
 
   Noto que quando ele ingere mais açúcares e farinhas, a inflamação parece piorar. Pensei em candidíase sistêmica, porém ele já fez tratamento com Nistatina e outros antifúngicos, sem melhoras.
 
    Me ocorreu que talvez o fígado pudesse estar envolvido nisto, mas ele não apresenta outros sintomas que corroborem esta hipótese. Ouvi falar no uso do sulfato de magnésio em banhos de imersão ou escalda-pés, para eliminar toxinas do trato intestinal, não sei se é válido tentar.
 
    Outra linha de raciocínio diz a respeito de intoxicação com metais pesados. De fato, ele foi exposto a situações em que uma contaminação teria sido possível, mas seria possível que isso causasse estes sintomas?
 
    Que exames o sr. aconselharia a fazer? Obrigada