Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qui | 24.05.12

CÁLCIO: HERÓI OU VILÃO?

Dr. Luís Romariz

Uma questão muito actual consiste em saber o que causa morte súbita até às pessoas que tudo fazem para ser saudáveis. A minha resposta é que numa boa maioria dos casos há um factor precipitante catastrófico que inicia a cascata das alterações degenerativas que culminam com a morte. Um bom exemplo reside numa pessoa sénior com boa saúde e que faz uma fractura de uma perna; a combinação do trauma, inflamação, internamento, perda da mobilidade, stress resulta numa sindroma que conspira para causar a morte num relativo curto espaço de tempo. Ora os acontecimentos catastróficos não estão apenas ligados aos acidentes. O trauma cirúrgico ou uma diminuição temporária do fluxo sanguíneo podem iniciar uma espiral negativa da qual uma pessoa sénior não mais recupera. Uma das lesões cardiovasculares mais comuns nestas pessoas é a estenose aórtica, a qual é passível de prevenção e eventualmente de terapia médica. O que é válido para a prevenção da osteoporose e da ateroscleroe também é válido para a prevenção desta valvulopatia, pois previne a calcificação da válvula aórtica.A valvula aórtica controla a saída do sangue do coração para todo o corpo, podendo ficar calcificada e disfuncional. Isto acontece frequentemente devido ao trama cirúrgico e ao uso de Varfarina para controlar a fibrilação auricular. Ora nós temos à mão a possibilidade de prevenir esta alteração valvular e a consequente morte e insuficiência cardíaca. Para tal basta suplementar a nossa alimentação com vitamina K2 – M7 e vitamina D. Estas vitaminas impedem o cálcio de se depositar onde não é pretendido ao invés dos ossos. AQ verdade é que o cálcio é mantido pelo nosso corpo numa margem de variação muito estreita. No revestimento interno das nossas artérias há uma proteína – a MGP - que comanda a infiltração do cálcio nas paredes arteriais. Em certas lesões este mecanismo pode ser de reparação face a uma agressão vascular. Mas na generalidade causa transtorno arterial. Para que esta proteína não permita a infiltração de cálcio precisa da vitamina K2. As pessoas com boa ingestão desta vitamina têm uma redução do risco de morte por doença cardiovascular na ordem dos 57%. Claro que há outros factores envolvidos na ateroesclerose: alterações das “gorduras” no sangue, hipertensão, tabagismo e diabetes. Um factor precipitante quem abre caminho à lesão da parede das artérias com a consequente infiltração de cálcio como tentativa de reparação, é a homocisteína. Esta, é um aminoácido derivado das proteínas da nossa alimentação e que tem a capadidade de “arranhar” o interior das artérias. Um complexo B (vitamina B12+B6+ácido fólico) põe fim a esta ameaça. As doenças cardiovasculares ainda são a  maior causa de diminuição da nossa longevidade … e são perfeiotamente preveníveis!