Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 27.06.11

ENDOMETRIOSE

Dr. Luís Romariz

Endometriose é uma doença na qual há um crescimento de tecido endometrial (revestimento uterino) fora do útero. Esta patologia é mais frequente entre os 25 e os 44 anos podendo causar dor pélvica e infertilidade, bem como complicações gastrointestinais. A causa é desconhecida ainda que o tecido extra-endometrial se comporte como o revestimento uterino normal causando inflamação na fase da menstruação, o que leva estas mulheres a apresentarem um nível elevado de marcadores inflamatórios havendo o risco de cancro da mama e ovárico. Em cerca de 2/3 dos casos os ovários são colonizados por este tipo de tecido. Quem tem mães com a doença tem um risco dez vezes maior de a vir a ter também. Foi demonstrada uma associação entre esta condição e os químicos ambientais nomeadamente os hidrocarbonetos, os bifenois e as dioxinas. Os sintomas mais comuns da endometriose são dor pélvica anormal que se inicia cerca de dois dias antes da menstruação e dor durante as relações sexuais. Contudo, num terço dos casos não há sintomas sendo aparente quando se está perante um útero retrovertido, e na infertilidade. Normalmente o tratamento é hormonal, sendo que as progestinas (sintéticos da nossa progesterona) são muito mal tolerados.

Os óleos EPA e DHA (óleo de peixe), o GLA e DGLA (ómega-6) são gorduras anti-inflamatórias. A vitamina E e a vitamina C ajudam a lidar com esta patologia, bem como o beta-caroteno (cenouras). A progesterona humana  (bioidêntica) demonstrou reduzir a inflamação associada e limitar o crescimento deste tecido. A modulação dos metabolitos dos estrogénios através do consumo de brócolos ou de I3C também ajuda a limitar esta patologia