Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qui | 06.01.11

MENOPAUSA: REPAPIAS ALTERNATIVAS

Dr. Luís Romariz

As terapias alternativas emergiram da insatisfação pública da limitação das terapias convencionais. O sistema de saúde convencional posicionou-se no diagnóstico e tratamento das doenças, em vez de se ter concentrado na sua prevenção. Embora tenham sido feitas tentativas para fazer diagnósticos precoces, a verdade é que a medicina convencional ainda não consegue responder às necessidades das pessoas saudáveis que apenas procuram maneiras de permanecerem saudáveis. O que a medicina convencional considera prevenção – citologia PAP, mamografia, colonoscopia, ECG de esforço – são métodos de diagnosticar as doenças nos seus estágios iniciais. Nenhum desses métodos previne que a doença ocorra. Deseperadamente consciente da necessidade de prevenir a doença, o público tem procurado por diferentes maneiras de fazer a verdadeira prevenção. A menopausa com os desequilíbrios hormonais tem fornecido o combustível a uma indústria de saúde alternativa. À medida que esta tendência alternativa vai crescendo e as pacientes vão ficando mais vigilantes, vão aparecendo médicos de medicina inovativa capazes de fazer escolhas cientificamente mais seguras nesta nova área. Mesmo nos casos em que é possível obter as terapias sem receita médica, elas devem ter a supervisão de um médico especializado nesta área sob pena de se criarem novos desequilíbrios. Contrariamente ao que querem fazer crer, as hormonas bioidênticas – rigorosamente iguais às que a espécie humana produz – são seguras, prescritas há mais de quatro décadas, e estão connosco há milhões de anos. Através da sua criteriosa harmonização é possível fazer face à menopausa e às suas patologias associadas, com um mínimo de efeitos indesejáveis. Se queremos viver mais e melhor temos de fazer compensação hormonal pois uma das maneiras dos nossos genes se “livrarem” de nós é através da diminuição da produção hormonal. Não caiam na falácia dos estudos que apontam problemas à substituição hormonal, pois estes são apenas verdadeiros para as hormonas sintéticas – as que dão lucros fabulosos – nada tendo a ver com a harmonização hormonal bioidêntica. Outro engano comum é assumir que as medicações provenientes de plantas – isoflavonas por exemplo – são eficazes e seguras. Estamos a tentar compensar perdas hormonais à custa de hormonas de soja ou outra planta, as quais são completamente estranhas ao nosso organismo. Nenhuma mulher é insuficiente em isoflavonas, progestinas e em Prozac, mas sim em estradiol, progesterona e serotonina. E tenham cuidado porque esses tipos de terapias são na maioria das vezes mais caras do que a terapia bioidêntica. Natural é a reposição do que está em falta em doses adequadas e cientificamente prescritas.