Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 15.11.10

METFORMINA: DROGA MARAVILHA

Dr. Luís Romariz

Ano após ano, emerge nova evidência científica demonstrando que os humanos em processo de envelhecimento beneficiam com a ingestão de metformina. A capacidade que a metformina tem em ajudar a perde peso/gordura e a combater – pele prevenção – o cancro é bem reconhecida pela medicina. Embora actualmente seja vendida como medicamento de prescrição médica, iniciou a sua longa história como um composto botânico (Gallega officianalis) com lugar na medicina tradicional desde há vários séculos. Têm sido reconhecidas associações estreitas entre a diabetes o cancro desde há mais de um século, mas o mecanismo causal só há pouco é que foi desvendado. A diabetes comporta elevações crónicas na glicemia (açúcar no sangue) que mesmo quando frustres conduzem a lesão tecidular e a aumento dos níveis de insulina (insulino-resistência) a qual pode promover a cancerigenação. A metformina é um medicamento seguro e amplamente receitado para o tratamento da diabetes tipo II; também é um poderoso fármaco indutor dos efeitos similares aos da restrição calórica. Estes efeitos incluem a activação do poderoso sensor metabólico AMPK, cuja activação sujeita as células cancerosas a um stress não experimentado pelas células normais, promovendo assim a morte das células cancerosas. A metformina também inibe o complexo-envelhcimento conhecido como mTOR, tendo sido demonstrada protecção contra os cancros da mama, do endométrio, próstata, cólon e pâncreas. Qualquer regime hipocalórico deverá incluir a metformina.

A metfomina, originalmente concebida par tratar a diabetes tipo II – sendo o fármaco de primeira escolha – emerge desta forma como “medi camento-marvilha”. A metformina melhora o controlo diabético através da diminuição da resistência à insulina, e é extremamente útil no combate à obesidade – mesmo nos não diabéticos – e ao cancro. Ao promover a melhoria da sensibilidade à insulina combate a disfunção endotelial, e consequentemente protege o coração. Num estudo da Universidade de Stamford demonstrou-se a capacidade a metformina para diminuir significativamente o índice de massa corporal. A lista de cancros contra os quais a metformina dá protecção aumenta dia-a-dia, sendo o cancro do pulmão o mais importante. Este fármaco está no entanto contra-indicado na insuficiência renal e na insuficiência cardíaca, pois aumenta a produção de ácido láctico, podendo conduzir a acidose láctica.

2 comentários

Comentar post