Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sex | 24.04.15

VITAMINAS LIPOSOLÚVEIS E INGESTÃO DE GORDURA

Dr. Luís Romariz

As gorduras são uma importante parte da nossa alimentação não apenas porque o corpo precisa delas para construir células saudáveis e para produzir hormonas – as gorduras são imprescindíveis à absorção das vitaminas liposolúveis (A, D, E e K). As vitaminas A, D e K funcionam sinergicamente umas com as outras e também com minerais como o magnésio, cálcio e zinco.

Ambas as vitaminas A e D contribuem para a imunidade quando se ligam aos seus respectivos receptores, dirigindo processos celulares que promovem boas respostas imunes. Os estudos sugerem que a vitamina D precisa da cooperação da vitamina A para activar os seus receptores, e isso depende do quociente entre as duas. A melhor forma reside em expor ao sol, e ingerir cenouras e ouros vegetais coloridos, bem como a manteiga. Estas duas vitaminas cooperam para activar a proteínas dependentes da vitamina K. Quando a vitamina K2 activa essas proteínas elas ajudam a mineralizar os ossos e retiram o cálcio das artérias e ligamentos. Aliás, a vitamina K2 activa na forma de menaquinona-7 é capaz de descalcificar as válvulas cardíacas num prazo de cerca de 6 meses!

Claro que a actual heliofobia e lipofobia não ajudam em nada a obter níveis saudáveis destas proteínas. Os nossos antepassados sempre comeram gordura e se expuseram ao sol. Foram uma espécie com sucesso, tanto que estamos aqui a comunicar!

Seg | 20.04.15

STRESS E CORAÇÃO

Dr. Luís Romariz

Os ataques cardíacos são 50% mais comuns nas pessoas que lidam mal com o stress. A sobrevivência nestes casos é pior nestas pessoas do que nas que conseguem minimizar o stress, sendo os anteriores quatro vezes mais susceptíveis a morrer! Os marcadores de inflamação também são mais elevados nestes doentes, bem como nos que têm diabetes, hipertensão e aumento da frequência cardíaca. A morte de um conjugue dobra a probabilidade de risco de ataque cardíaco ou AVC nos trinta dias seguintes. Os divórcios , o desemprego e outros, aumentam o risco de ataque cardíaco. É bem sabido que as manhãs de segunda-feira ou o retorno de férias e feriados são alturas populares para um evento cardíaco. Há uma ameaçadora tendência crescente para a síndroma de Takotsubo também conhecido como “Síndroma do coração partido”. Neste cenário, um evento stressante conduz ao ataque cardiac e a uma lesão do coração. Quando se faz um angiograma não se visualiza qualquer bloqueio à passagem do sangue. O culpado é um espasmo coronário por um surto de adrenalina. As vítimas mais frequentes são as mulheres de meia-idade. O que fazer quanto ao stress?

  • Comer de forma saudável.
  • Diminuir o consumo de cafeína. Beba água e chás.
  • Durma entre 8 a 9 horas.
  • Faça a gestão da sua carreira de forma equilibrada e feliz.
  • Faça exercício físico. Reduz o stress e baixa o risco cardiovascular.
  • Apanhe sol. Fonte de vida, os raios solares libertam os nitratos acumulados sob a pele, e estes são vasodilatadores.
  • Pratique técnicas de relaxamento. Boa aplicação nos smartfones: Relax Lite from Saagara.
  • Navegue nos meios sociais e conviva com os vizinhos.
  • Tome vitamina C, D, L-teanina e ashwagandha; ómega-3 e DHEA.
Seg | 06.04.15

AMBIENTE TÓXICO?

Dr. Luís Romariz

Diariamente, contactamos com vários itens capazes de nos arruinar a saúde de forma cumulativa e ao longo do tempo, sem que nos apercebamos e os associemos a isso. Muitos químicos que parecem ser seguros não o são, de todo e raramente suspeitamos dos seus malefícios quando ficamos doentes. A lista de substâncias problemáticas é longa, mas aqui refiro os mais comuns:

  • Adoçantes artificiais como o aspartame e a sucralose. Se por um lado nos podem causar obesidade, por outro o aspartame é neuroexcitatório com consequente possibilidade de lesão das células cerebrais, e a sucralose é tóxica nomeadamente para a tiróide. Doença cardiovascular, AVC e Alzheimer são algumas das doenças possíveis. Também são capazes de causar disbiose intestinal com todas a más consequências para a permeabilidade do nosso intestino.
  • Vasilhame em plástico. Têm na sua constituição bispenois (BPA e BPS) e ftalatos. Estes químicos arruínam o sistema endócrino, com repercussão no na função sexual e causam cancro, nomeadamente da mama e próstata. O aquecimento (caso típico do café em copinhos de plástico) liberta uma enorme quantidade destes químicos nocivos. Invista em vasilhame PBA free.
  • Utensílios de cozinha, não aderentes. Contêm um químico – PFOA – que é um carcinogénio. Invista em cerâmica.
  • Frequentemente contêm diclorofenol associado a puberdade precoce e cancro. Também contêm ftalatos. Procure alternativas naturais.
  • Sabões e detergentes microbicidas. Promovem a resistência bacteriana, e os compostos como o triclosan estão associados a doenças várias, nomeadamente hormonais. Àgua morna e sabão natural são o suficiente.
  • Produtos de limpeza doméstica. São do piorio, em virtude da quantidade de químicos nocivos que contêm. Use bicarbonato, vinagre, sumo de limão, água oxigenada, e sabão líquido.
  • Produtos de higiene pessoal. Contêm chumbo, berílio, tálio, cádmio, arsénico e outros.
  • Aparelhos electrónicos. Emitem radiações que por serem cumulativas se tornam muito perigosas para a saúde, nomeadamente cancro do cérebro.
  • Sim, a sua cadeira permite-lhe passar muito tempo sentado e isso está associado a um maior risco de morte.

Faça exercício e uma alimentação sem alimentos processados.