Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 30.09.13

SUPER ALIMENTOS & VENENOS

Dr. Luís Romariz

Não se anda a sentir bem, ou apenas quer melhorar a sua saude de uma forma geral? Antes de consultar um medico, experimente comer estes alimentos:

• Romãs. Eram consideradas o alimento dos antigos Deuses! Felizmente, são acessíveis aos mortais e ajudam a reverter a aterosclerose com uma taxa de 35% ao fim de um ano.

• Beterrabas, sob várias formas desde inteiras s até sumos. Ajudam a combater a hipertensão por aumentarem a produção de óxido nítrico (nitratos). O seu efeito na tensão é notório ao fim de cerca de 3 a 6 horas.

• Cerejas inteiras ou em sumo, aumentam a produção de melatonina (a hormona do sono) ajudando a regularizar o sono.

• Tomates, ricos em licopeno um antioxidante-chave no combate ao cancro, nomeadamente da próstata. Um consumo diário de 30 mg de licopeno acarreta uma diminuição do PSA em 17.5%, ao fim de poucas semanas.

• Iogurte. É fabuloso para os intestinos e para a saúde oral. O seu consumo regular previne as cáries dentárias.

• Couves. São conhecidas como alimentos anti-cancro pois contêm S-metionina, bem como DIM e I3C, os quais protegem de cancro da mama e da próstata.

Em contraste, tenha atenção aos rótulos:

• Corantes artificiais

• Adoçantes como aspartame e sacarina; acessulfame de potássio

• Cloreto de amónio

• Benzoatos

• Bisfenol A

• Brometos

• Ciclamatos

• Etileno (óxido)

• Frutos e xarope de frutose

• Gorduras hidrogenadas, parcialmente hidrogenadas, margarinas e cremes vegetais

• Monoglutamato de sódio (MSG)

• Nitratos/nitritos

• Parabenos

• Sulfito de sódio

• TBHQ

Conclusão: Numerosos alimentos cumprem o desiderato “que a tua medicina seja a tua comida e que a tua comida seja a tua medicina” pensamento com vários séculos e muito verdadeiro.

Sex | 27.09.13

IMUNIDADE AUMENTADA

Dr. Luís Romariz

Foram examinados os efeitos de 446 diferentes compostos químicos na imunidade humana e identificadas duas substâncias com um impacto significativo. Estes dois compostos, quando em associação com a vitamina D aumentam a actividade de um gene (CAMP) o qual aumenta a capacidade para resistir à doença. Um desses compostos, o resveratrol, que se encontra nas uvas, tem várias acções benéficas, tais como ajudar a combater o cancro e a baixar o risco de doença cardíaca. O outro composto é o pterostilbeno, encontrado nos mirtilos, os quais têm reconhecida acção antioxidante. A vitamina D, já se demonstrou ter actividade benéfica sobre a imunidade. Um copo de vinho tinto às refeições, e uma sobremesa à base de mirtilos podem ajudar muito a conseguir melhor imunidade, e portanto melhor rejuvenescimento. Quanto à vitamina D, nesta fase já só é possível de obter sob a forma de suplementos. Brevemente, será introduzido um avanço fantástico nesta área: cogumelos enriquecidos naturalmente com vitamina D!



Sex | 27.09.13

INTOLERÂNCIA AO GLÚTEN

Dr. Luís Romariz

Adicionou-se vitamina C a culturas de tecido intestinal de doentes com doença celíaca – forma grave de intolerância ao glúten – e o resultado foi dramático, os vários factores inflamatórios (INF-a & y, TNF, IL-13, 16, 17) foram pura e simplesmente abolidos! Afinal, parece haver outras manifestações de falta de vitamina C, para além do escorbuto! Já sabíamos que os pré e pró bióticos minoravam as manifestações alérgicas e inflamatórias da doença celíaca, mas agora temos mais armas ao nosso dispor para reverter a intolerância ao glúten.

Sex | 27.09.13

COLESTEROL & CATARATAS

Dr. Luís Romariz

O consumo regular de estatinas – fármacos para diminuir o colesterol – enfraquece a estrutura do cristalino e aumenta o risco de desenvolver cataratas. As estatinas causam fadiga ao exaurirem as células em Q10, e lesam os músculos e os tendões. Também aumentam o risco de diabetes, bem como de AVC. Para além disso, não fazem nada ao dito colesterol, pois o que dá mau carácter cardiovascular são os triglicéridos, e sobre estes as estatinas pouco ou nada fazem. Pior, interferem negativamente na composição das membranas celulares, mecanismo pelo qual afectam a função cerebral!

Seg | 23.09.13

REDUZA O RISCO DE ATAQUE CARDÍACO: DÊ SANGUE!

Dr. Luís Romariz

A dádiva regular de sangue reduz a viscosidade sanguínea, e o risco de enfarte do miocárdio em 88%. A dádiva de sangue causa hemodiluição, mas também potencia a formação de novas células sanguíneas – os eritrócitos ou glóbulos vermelhos, Estas células, mais jovens, têm membranas celulares mais deformáveis e menor tendência à agregação. De facto, os glóbulos vermelhos mais velhos têm uma rigidez 30% aumentada em relação às formas jovens, e uma tendência 80% maior à agregação. A circulação sanguínea melhorada por uma maior proporção de células jovens causa uma menor lesão nas paredes dos vasos sanguíneos, levando a uma menor formação de placa de aterosclerose, bem como a um menor risco de ruptura desta placa quando já formada. Os principais determinantes da viscosidade do sangue são o hematócrito – a quantidade de glóbulos vermelhos – a capacidade de deformação destes, e a viscosidade do plasma. As gorduras do sangue (lipoproteínas + trigliceridos), vulgo colesterol, têm um impacto profundo no fluxo sanguíneo, diminuindo-o. A viscosidade sanguínea é uma medida directa da capacidade do sangue atravessar os vasos sanguíneos, e indirecta da fricção do sangue contra as artérias e veias, e da quantidade de oxigénio fornecida aos órgãos e tecidos. A viscosidade do sangue é o único parâmetro biológico que está associado a todos os parâmetros major de risco cardiovascular, incluindo hipertensão arterial, c- LDL elevado, c-HDL baixo, diabetes II, obesidade, tabagismo, idade e género masculino.
Incrivelmente, a viscosidade sanguínea é facilmente modificável, quer com fármacos e suplementos (óleo de peixe), quer com alterações dos estilos de vida – por exemplo, o tempo frio está fortemente associado a um acréscimo de ataques cardíacos e a ingestão regular de água diminui a viscosidade – dos quais ¼ poderiam ser facilmente prevenidos.

Seg | 16.09.13

REGRESSO ÀS AULAS

Dr. Luís Romariz

 Para além da aquisição de toda a panóplia de material escolar, será bom não descurar a saúde cerebral das nossa crianças. O DHA – um tipo de omega-3 – é vital ao desenvolvimento cerebral E é-o especialmente nas crianças, pois têm o seu cérebro em desenvolvimento ao mesmo tempo que estão num processo acelerado de aprendizagem. Nestas, as crianças hiperactivas beneficiam muito mais... deste ácido gordo, embora esteja provado que o ser humano, independentemente da idade, beneficia da ingestão de elevadas doses de DHA – entre 2 a 4 gramas. Mais, sabemos que doses destas quando associadas ao exercício aeróbico promovem novas conexões inter-neuronais. Nas crianças, o DHA potencia a acuidade visual, as capacidades cognitivas e a aprendizagem, e os lobos frontais têm uma necessidade acrescida para terem um desempenho óptimo. Esta região do cérebro é a responsável pelo planeamento, resolução de problemas, e concentração e atenção, e ajuda ainda a controlar as estruturas associadas ao comportamento. Quando suplementadas com DHA as crianças apresentam melhores resultados e aptidões, bem como melhores interacções sociais. Uma dose diária de 1200 de DHA – não são 1200 de ómega-3 – é a mais indicada para a optimização cerebral, mas dado que as dietas modernas têm deficits em DHA, as dose podem e devem ser aumentadas. Há muito que sabemos que a falta de DHA está associada a depressão e a ansiedade. Esta última, por causar inflamação nos nervos, é particularmente gravosa nas crianças em fase escolar. O DHA também propicia à formação de protectinas e resolvinas as quais são essenciais para o cérebro ter uma boa tolerância ao stress. A protecção destas estruturas é vital ao ser humano, pelo que alguns derivados dos citrinos – a nobiletina e a tangeritina – oferecem protecção dinâmica anti-stress e anti-aging. Estes flavonoides (antioxidantes) têm propriedades anti-inflamatórias, para além de muitas outras, e são muito úteis quer na doença de Alzheimer, quer no Parkinsonismo. Assim, são de primeira linha na protecção das células cerebrais nas crianças, nomeadamente nas crianças em fase escolar. Por tudo isto, aconselho vivamente a incluir na dieta das nossas crianças o peixe azul e gordo, bem como os citrinos – embora de sabor mais intenso, os sumos obtidos por centrifugadoras têm mais propriedades do que os obtidos a partir de espremedores. Não convém descurar o potencial da suplementação alimentar com estes autênticos medicamentos naturais, que certamente serão encontrados à venda nas dietéticas e outras lojas especializadas.

Qui | 12.09.13

FRUTOSE: VENENO OU NÃO?

Dr. Luís Romariz

 

Muito se tem falado de venenos, mas afinal o que é um veneno? O interessante é que há várias teorias sobre o que faz de uma substância um veneno, nomeadamente:

  • “Químico perigoso, natural ou artificial, o qual entra na corrente sanguínea através da pele, dos pulmões, ou da boca, e que é transportado ao fígado, que é o órgão primário de desintoxicação”.

O fígado tenta desintoxicar o químico criando metabolitos que possam ser solúveis em água e excretados na urina ou nas fezes. Desta forma, para classificarmos a frutose como um tóxico, é preciso que se cumpram os passos descritos anteriormente. A frutose é um açúcar presente nos frutos, distinto da glicose, que não requer a presença de insulina para entrar nas células, e que uma vez dentro delas pode ser usado para a produção de energia. O grande problema que a frutose coloca à nossa saúde tem a ver com a quantidade, pois mais do que15 gramaspor dia torna-se deletério. Actualmente, os fabricantes de alimentos (refrigerantes) adicionam frutose em grandes quantidades, pois é barata e intensamente doce. A frutose é metabolizada no fígado, tal como a maioria dos venenos, como o álcool por exemplo. O fígado começa por retirar fosfato da nossa molécula de energia, o ATP, e adiciona-a à frutose. O resultado é frutose-1 fosfato e ADP. Este último, uma vez que este processo consome enormes quantidades de ATP, tem dificuldades em ser reconvertido a ATP. É como se uma pilha recarregável fosse de tal maneira exaurida de energia, que já não fosse possível carrega-la. Sem fosfatos a metabolização do ATP gera ácido úrico, o qual causa a gota e hipertensão arterial por inibir a produção de óxido nítrico, o qual dilata as artérias. Não se esqueçam, isto acontece apenas com a ingestão de um refrigerante por dia, que contenha xarope de frutose. Mas, o que acontece à frutose-1 fosfato? Alguma é transformada em piruvato e utilizada na produção de energia, mas a maioria é convertida em triglicéridos, que são os vilões das gorduras e dos ataques cardíacos! Assim, o veredicto quanto à frutose ser ou não um veneno, seja você o juiz!

Seg | 09.09.13

SEXO: TOME NOTA

Dr. Luís Romariz
ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE O SEXO:
1. Filmes que mexam consigo, sejam de acção ou comédia, fazem mais pela sua sexualidade do que os filmes calmos que o deixam sossegado no sofá. Isto deve-se ao facto de que a excitação provocada por estes filmes aumentam a resposta sexual.
2. Manter uma conversa activa com a sua parceira pode ser um bom afrodisíaco, e sincroniza os dois.
3. Os alimentos saudáveis mantêm o seu corpo mais saudável, e por consequência a sua sexualidade. Tente comer figos, pois são ricos em aminoácidos que mantêm o desejo. Coma mais bananas, ricas em bromelaina, enzima que aumenta a libido. Os alimentos ricos em zinco – caso das ostras – diminuem a perda da testosterona que se transforma em estrogénio.
4. Os espargos e o aipo também ajudam. Os últimos contêm androsterona, uma hormona contida no suor masculino a qual “liga” as mulheres.
5. O gingeng demonstrou potencialidades na excitação sexual, em ambos os sexos.
6. Os exercícios físicos pélvicos são benéficos para os dois, nomeadamente após 6 meses de treino.
7. A televisão ligada no quarto está associada a um aumento da disfunção eréctil.
8. Se bem que uma bebida alcoólica possa desinibir e ser útil, demasiadas bebidas alcoólicas arruínam a relação sexual. Um copo de vinho ou uma cerveja é o suficiente.
9. A obesidade, o consumo exagerado de hidratos de carbono como os doces e o pão, arruínam a sexualidade e entopem as artérias. Desintoxique-se fazendo exercício e tendo hábitos de vida saudáveis.
10. Alguns medicamentos são inimigos da sexualidade, nomeadamente os beta bloqueantes, os antidepressivos, os anti-histamínicos, e os anti-hipertensores. Fale com o seu médico e tente substitui-los por versões naturais mais amigáveis.
 
Seg | 09.09.13

ENXAQUECAS

Dr. Luís Romariz
As pessoas com enxaqueca crónica, especialmente a variedade com aura, devem ter em atenção os recentes avanços médicos sobre o tema, pois acabarão por pagar uma factura sobre a saúde cerebral. Temos agora, graças à ressonância magnética nuclear, (RMN) uma janela sobre a maneira como o cérebro envelhece. Tradicionalmente, considera-se a enxaqueca como uma condição benigna, mas estudos recentes demonstram que esta desordem pode afectar a estrutura cerebral de várias maneiras. As repercussões, detectáveis na RMN, evidenciam “micro AVC’s” com consequente diminuição da massa cerebral. Isto é evidenciavel a partir dos 35 anos. O stress, a depressão, a falta de sono, as enxaquecas, a poluição ambiental, as medicações antidepressivas e contra o colesterol, a má nutrição, o sedentarismo e os traumatismos cranianos,induzem lesão cerebral. As dores de cabeça (cefaleias) podem ser classificadas em:
• Cefaleis de tensão/limfáticas
• Hormonais, nomeadamente na dominância estrogénica em que há falta de progesterona
• Tóxicas/entéricas
• Inflamatórias
• Etc
Podemos combater estas condições com complexo B, magnésio, vitamina C, ómega-3, antioxidantes, progesterona, quecertina, ácido alfa lipoico, MSM, entre outros.