Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qui | 27.09.12

WHEY E IMUNIDADE

Dr. Luís Romariz

São bem conhecidas as complicações da diabetes, nomeadamente ao nível do aparecimento de feridas e de comprometimento da imunidade., o que aumenta imenso o risco de infecção. A resolução das feridas nos diabéticos é lenta e penosa. A proteína de soro de leite aumenta a imunidade e a resolução destas feridas de forma mais rápida e eficaz. Este novo conhecimento é de importância vital para os diabéticos. Para alem disto, o whey é uma arma terapêutica extraordinariamente eficaz na gestão da diabetes e do peso, pois ao manter o açúcar baixo não estimula a insulina permitindo assim diminuir a resistência à sua acção, que é a principal característica da diabetes tipo 2. Isto permite manter a glicemia (açúcar no sangue) estável durante várias horas, fazendo com que se gaste TG e consequentemente baixando a resistência à insulina.

Qui | 27.09.12

FANTÁSTICO AZEITE

Dr. Luís Romariz

Um estudo clínico publicado no American Journal of Clinical Nutrition revela uma associação positiva entre o consumo de azeite e uma redução de 13.4 anos no risco de morte. Foram analisados os dados de 40.622 doentes com idades compreendidas entre 29 e 69 anos descobrindo-se que aqueles que tinham a maior ingestão de azeite tinham menos 26% de risco de morrer por qualquer causa e menos 44% de risco de morte por doença cardiovascular, quando comparados com os que não consumiam azeite.

Qui | 20.09.12

CONTROLE O AÇÚCAR

Dr. Luís Romariz

A manutenção dos níveis de açúcar no sangue pode ser muito mais fácil do que se pensa se comermos os alimentos certos. O grande problema é o facto das pessoas estarem habituadas a comer alimentos que aumentam imenso o açúcar, dificultando o controlo da glicemia e favorecendo o aparecimento de picos glicémicos fatais. Portanto, o grande desafio no tratamento da diabetes pode ser apenas memorizar quais os alimentos que se devem ou não se devem comer! Tenham consciência que os alimentos proibidos põem a vida das pessoasem risco. As elevações do açúcar favorecem o aparecimento de doenças cardiovasculares, cancro, Alzheimer e morte prematura. O índice glicémico (IG) que mede a velocidade de transferência do açúcar de um alimento para a corrente sanguínea, dá uma boa ideia de quais os alimentos proibidos e os permitidos. É da fácil acesso na Internet e é um bom instrumento na gestão do peso e glicemia. Alimentos a evitar:

 

  • Doces
  • Pão de qualquer tipo
  • Batatas
  • Cereais
  • Açúcar e todas as suas formas (mel, melaço, agave, etc)
  • Sumos, mesmo que naturais e caseiros
  • Pizza
  • Bolachas de qualquer tipo e feitio

 

Há centenas de alimentos com baixo IG à espera de serem descobertos: bagas, mostardas, leguminosas, brócolos, tomates e frutos secos. Obviamente que a base da alimentação deve incidir na carne, peixe, ovos e marisco. A manutenção dos níveis de açúcar no sangue pode ser muito mais fácil do que se pensa se comermos os alimentos certos. O grande problema é o facto das pessoas estarem habituadas a comer alimentos que aumentam imenso o açúcar, dificultando o controlo da glicemia e favorecendo o aparecimento de picos glicémicos fatais. Portanto, o grande desafio no tratamento da diabetes pode ser apenas memorizar quais os alimentos que se devem ou não se devem comer! Tenham consciência que os alimentos proibidos põem a vida das pessoas em risco. As elevações do açúcar favorecem o aparecimento de doenças cardiovasculares, cancro, Alzheimer e morte prematura. O índice glicémico (IG) que mede a velocidade de transferência do açúcar de um alimento para a corrente sanguínea, dá uma boa ideia de quais os alimentos proibidos e os permitidos. É de fácil acesso na Internet e é um bom instrumento na gestão do peso e glicemia. Alimentos a evitar:

 

  • Doces
  • Pão de qualquer tipo
  • Batatas
  • Cereais
  • Açúcar e todas as suas formas (mel, melaço, agave, etc)
  • Sumos, mesmo que naturais e caseiros
  • Pizza
  • Bolachas de qualquer tipo e feitio

 

Há centenas de alimentos com baixo IG à espera de serem descobertos: bagas, mostardas, leguminosas, brócolos, tomates e frutos secos. Obviamente que a base da alimentação deve incidir na carne, peixe, ovos e marisco. Se um alimento tiver mais de 16 gramas de hidratos de carbono por cada dose, tenha cuidado – especialmente se for um sumo, o qual é rapidamente digerido.

 

Qui | 20.09.12

VITAMINA D BAIXA ASSOCIADA A DOENÇA NAS CRIANÇAS

Dr. Luís Romariz

A edição de Setembro da revista médica Pediatrics divulga um artigo de investigadores canadianos que revela uma grande prevalência de deficiência em vitamina Dentre as crianças hospitalizadas com doenças graves. Foram analisados os níveis de 25-OH vitamina D no soro de 326 crianças gravemente doentes com idades compreendidas entre os 6 meses e os treze anos internadas nos cuidados intensivos de hospitais canadianos, e 69% das crianças tinham deficiência em vitamina D.Esteé o primeiro estudo do género. O que fica muito claro é que há maneiras simples de reverter esta situação, pois a vitamina D pode ser dada através de suplementos. É necessário ter o cuidado de fazer com que as nossas crianças apanhem sol tal como era recomendado há alguns anos atrás. A heliofobia não leva a ganhos de saúde, antes pelo contrário. Concluindo, a vitamina D é fulcral à saúde humana, e é conveniente expor o corpo ao sol, de Abril a Outubro, durante cerca de 20 minutos sem protector solar. Nos outros meses é conveniente suplementar com vitamina D. O ideal é dosear esta vitamina no soro e proceder de acordo, mas na impossibilidade de tal teste podemos suplementar com uma média de 2000 UI dia – o equivalente a uma exposição solar de 3 dias – sem qualquer tipo de problemas.

Qua | 19.09.12

LONGEVIDADE SAUDÁVEL

Dr. Luís Romariz

Encoberto por smog e por torres de apartamentos, Hong Kong não está habitualmente associada a um estilo de vida saudável. Mas os seus habitantes têm uma das maiores longevidades do planeta. A esperança de vida para as mulheres situa-se nos 86 anos. Qual é o segredo? Os vários factores envolvidos, aceso a cuidados médicos modernos, manter-se ocupada, alimentação tradicional do Cantão e exercício – tai chi. O chá parece ser de importância capital fornecendo uma boa dose de antioxidantes. A alimentação Cantonesa é famosa pelo peixe e vegetais ao vapor, sem utilização de óleos. Um estudo publicado na prestigiada revista médica New England Journal of Medicine mostra que o tai chi reduz os desequilíbrios e as quedas. Uma boa parte da população ainda é ativa aos 80 anos, pois não há um estatuto de idade para a reforma, vendo-se frequentemente os mais idosos a trabalhar junto com os jovens.

Seg | 17.09.12

DIABETICOS MELHORAM COM O EXERCICIO

Dr. Luís Romariz

Os diabéticos tipo 2 podem melhorar espectacularmente os seus níveis de açúcar no sangue através da prática desportiva. Há uma série de estudos que apontam claramente para o facto de 45 a 60 minutos de exercício semanal alcançam resultados similares aos obtidos com a medicação anti-diabética. Ser-se obeso e sedentário são duas das razões para que a diabetes apareça. O desporto melhora a resistência muscular à insulina durante 48 horas, o que significa uma melhor absorção da glicose do sangue para os tecidos. O exercício de resistência (com pesos) deve ser efectuado pelo menos 3 vezes por semana, com um máximo de 10 repetições. Para além dos efeitos que este tipo de exercício tem nos músculos e na mineralização óssea, a vitamina K previne o aumento da gordura na menopausa. A osteocalcina que é uma proteína produzida pelas células que formam ossos (osteoblastos) precisa desta vitamina para ser activada. Na circulação sanguínea esta proteína comporta-se como uma hormona estando associada à melhoria do metabolismo do açúcar. A diminuição estrogénica da menopausa perturba a produção da osteocalcina, sendo uma razão importante para o ganho de peso das mulheres menopausicas bem como para a osteoporose e diabetes.

Sex | 07.09.12

MAU SONO FAZ ENGORDAR

Dr. Luís Romariz

Tal como as peças de um quebra-cabeças gigante, recente informação sobre os padrões alimentares e sobre o sono encaixam-se na perfeição. Falhando um sono repousado teremos um dia seguinte pleno de ânsias por hidratos de carbono e completamente arrasado. A urgência por HC provém em parte da extrema necessidade de auto-reparação. A grelina, hormona gástrica que inicia o sinal de ingestão de HC, ajuda a libertar hormona do crescimento que é a hormona da juventude eterna, necessária ao processo de reparação após desgaste. A hormona do crescimento é libertada à noite nas fases de sono mais profundo, em harmonia com os níveis de leptina (hormona produzida pelas células de gordura e que comunica ao cérebro a necessidade de parar de comer e começar a gastar energia). Se não dormirmos o suficiente o nosso corpo não tem uma adequada possibilidade de regeneração. Se tiver o sono suficiente então vai maximizar a sua queima de gordura nocturna e prevenir os excessos diurnos de hidratos de carbono. Se tiver um mau sono fica em risco de comer demasiado. Um cálcio extra pode acalmar a grelina, bem como o óleo de pinheiro.

Qui | 06.09.12

AFASTE O QUE QUE É MAU!

Dr. Luís Romariz

O alho afasta os vampiros, segundo uma antiga superstição. A ciencia moderna também lhe atribui poderes protectores – em relação a problemas de saúde. O alho foi citado como remédio no antigo Egipto em escritos que datam de 1550 AC, e ainda hoje em dia é visto como um agente profiláctico para muitas maleitas. O alho deve as suas propriedades medicinais aos seus componentes. Contém muitas vitaminas e minerais, incluindo as vitaminas A, B e C bem como potássio e selénio. Para além disso tem um sem número de fitoquímicos benefices, como polifenois e compostos de enxofre, e um conteúdo relativamente elevado de adenosina, um composto fundamental para oi metabolismo celular. Os compostos sulforados têm impacto na prevenção de doenças cardiovasculares, aumentam a imunidade e protegem de alguns tipos de cancro. Mas para obter estes efeitos deve ser consumido regularmente e em boas quantidades.

Qui | 06.09.12

COMO MANTER O COMANDO

Dr. Luís Romariz

Como é que o cérebro recupera do exercício intenso? Quando é que o subconsciente assume o peso que desejamos? E porque é que custa tanto a deixar-mos os velhos hábitos? As respostas podem residir na flexibilidade ou “plasticidade” das estruturas cerebrais. A plasticidade sináptica (referente às ligações entre os neurónios) é pedra de toque na arquitectura nervosa que permite ao cérebro tolerar o stress, recuperar dos traumas e efectuar as alterações necessárias. Esta plasticidade está baseada na nutrição apropriada e no nível de energia das células cerebrais, comparadas com as células cerebrais inflamadas em fase de lesão. A saúde das membranas celulares das células nervosas é vital à sua plasticidade. Níveis elevados do DHA e fosfatidilserina, bem como de cálcio são essenciais para a manutenção saudável das estruturas cerebrais. Muitos outros nutrientes protegem as células cerebrais do stress, nomeadamente o complexo vitamínico E, e o ácido lipoico, ao mesmo tempo que outros aumentam os seus níveis energéticos, a saber, a vitamina B5, os mirtilos e a curcumina. O exercício aeróbico sob a forma de treino intervalado estimula a plasticidade cerebral, nomeadamente quando combinado com a ingestão de quantidades apreciáveis de DHA. O suporte nutricional associado à diminuição do stress é o caminho para evitar a dependência de terceiros e manter-nos no comando da nossa vida.

Ter | 04.09.12

EM FORMA

Dr. Luís Romariz

Estar fisicamente em forma antes dos 50 anos, não só ajuda a aumentar a longevidade, como aumenta as hipóteses de envelhecer saudavelmente. Foram examinados os dados de 18670 pacientes no Cooper Institute – o qual tem mais de 250 000 registos obtidos nos últimos 40 anos – e poeriormente comparados quando os doentes tinham entre 70 e 85 anos. Este estudo que foi publicado nos Archives of Internal Medicine, revelou que quando se aumentavam os níveis da forma física em 20%, diminuíam as hipóteses de desenvolver doenças crónicas e degenerativas, nomeadamente insuficiência cardíaca, Alzheimer e cancro do colon. Este efeito positivo perdura até ao fim da vida com poucas doenças quer nos homens, quer nas mulheres.

Obviamente  que isto não significa que não haja ganhos para a saúde quando se inicia o exercicio em idades mais adiantadas!

Pág. 1/2