Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dom | 10.07.11

Dose da vitamina D

Dr. Luís Romariz

Boa dia Drº Luís Romariz.
Coloco-lhe a seguinte questão: Qual a dosagem a tomar relativamente a esta vitamina, como e quando se deve tomar? Adquiri o manipulado da farmácia central de 6 cápsulas com 100.000 UI e penso que a recomendação é de uma cápsula por mês. 
Deixo também o meu comentário sobre os cosméticos biológicos. São óptimos e recomendo-os.
Obrigada pela atenção.
Cordialmente
Maria

 

Bom dia
Idealmente, a dosagem da vitamina D deveria ser aferida pelo seu doseamento no soro. Mas, a dose que refere é uma dose média ajustada à maioria das pessoas do nosso país.

Dom | 10.07.11

TRATAMENTOS ESTÉTICOS 3

Dr. Luís Romariz

Os tratamentos cosméticos também podem ser efectuados em clínicas de estética, através dos cuidados de uma esteticista. A clínica é um lugar importante na abordagem geral dos tratamentos de estética. Com efeito, poderemos considerar que é a base da pirâmide dos cuidados estéticos, a qual abre a porta para o mundo da medicina estética. A esteticista tem um papel major na educação estética da sua cliente, explicando a importância da alimentação e dos estilos de vida e fazendo a manutenção da saúde cutânea. Os cuidados dispensados a este nível são basicamente:

  • Desmaquilhagem
  • Esfoliação, incluindo o peeling glicólico superficial
  • Aplicação de produtos específicos com aparelhos de altas frequências
  • Aplicação de sérum anti-rugas e refirmantes
  • Massagens tónicas alternadas com ionizações
  • Aplicações de patches anti-rugas no contorno dos olhos
  • Aplicação de máscaras, especialmente máscaras térmicas vitaminadas
  • Massagem com produtos refirmantes e/ou anti-rugas nas peles maduras

Este tipo de tratamentos deverá ser efectuado uma vez por mês. Esta abordagem permite à pele encontrar uma boa hidratação administrando-lhe produtos cosméticos anti-envelhecimento visando melhorar a sua regeneração. A cliente deverá partir destes cuidados para uma cosmética biológica domiciliária adaptada às suas necessidades. Estes tratamentos duram em média 1 hora, tempo em que a esteticista tem a possibilidade de educar e orientar os cuidados estéticos complementares. Esta complementaridade entre esteticista e medicina estética é muito importante pois contribui para uma abordagem global optimizada. Na França – mãe de todas as estéticas - este tipo de tratamento custa entre 50 e 70 €, não me parecendo que haja qualquer razão para ser mais caro no nosso país, antes pelo contrário.

Sab | 09.07.11

TRATAMENTOS ESTÉTICOS 2

Dr. Luís Romariz

A cosmética faz parte das primeiras paginas da publicidade. Não se passa um dia sem uma advertência acerca de um creme, uma loção miraculosa, etc. Mas porque é que um creme vendido nem há um mês já d´+a o seu lugar a outro, este sim mais miraculoso? É pois necessário explicar a uutilidade dos cremes e demais cosméticos, especialmente em relação aos princípios activos. Aanalise cientifica destes activos vai permitir compreender melhor a sua utilização nos cremes, podendo escolhe-los conscientemente.

Os cosméticos são, por definição, produtos sem virtudes curativa contrariamente aos medicamentos dos quais se espera uma acção terapêutica. O cosmético não pode ter uma acção em profundidade penetrando até à circulação cutânea, pelo que os seus princípios activos têm efeitos superficiais e muito limitados. Sendo assim, qual é o interesse em aplicar um creme no rosto ou no corpo? Retiremos as considerações publicitárias – fortemente vendedoras de sonhos – e as noções de conforto, prazer e sonho sobre o imaginário quanto à eficácia. Resta um benefício real de protecção da camada hidrolipídica da pele. Esta camada recobre toda a pele – é uma emulsão de água e gordura – é um óptimo meio de protecção em relação às agressões do meio ambiente tais como o sol, o vento, os micróbios, etc. A composição química desta camada é complexa, e em grade parte é geneticamente determinada (razão para que a ingestão de gorduras saudáveis tenha efeito na pele). Os cosméticos deverão antes de tudo não agredir nem deteriorar esta camada protectora natural, melhor ainda devem ser capazes de a reparar e se a fortalecer. A composição dos cosméticos pode ser reduzida a 4 tipos de ingredientes:

  • Excipiente. A ideia geral que nos transmitem é de que a qualidade do cosmético depende dos seus princípios activos. Ora nada de mais falacioso, pois o que mais conta é o excipiente. Este é responsável por 80% da qualidade do produto. Eles são água, óleos e emulsionantes. Os óleos podem ser de diversas qualidades, sendo os piores os oles minerais como a parafina, óleos sintéticos e a silicone. São óleos nobres, e por isso mais caros, os óleos vegetais como de amendos doces, karité, azeite virgem, onagra, etc. A presença de óleos vegetais de biológicos é só por si indicativa de qualidade. Os emulsionantes são ceras que estabilizam as emulsões. Podem ser de origem animal (cera de abelha) e de origem vegetal (lanolina, jojoba, etc.). Logicamente só devem ser usados produtos de origem natural …
  • Princípios activos. São responsáveis pelos outros 20%. Esta é a parte do sonho repetidamente publicitada até à exaustão. A sua utilização visa dar aos cosméticos a dignidade de fármacos com a consequente credibilidade cientifica. Dada a sua baixíssima proporção nestes cremes, muitas vezes cerca de 1%, dificilmente farão milagres. Ainda assim, apenas cerca de meia dúzia têm efeito activo comprovado – vitamina C, E e A; ácido alfa lipoico e astaxantina; alguns inibidores das metaloproteases. – desde que nas concentrações adequadas. Eventualmente o HÁ – ácido hialurónico.
  • Aditivos. São de ignorar ao máximo pois normalmente causam problemas.
  • Perfumes. Devem ser evitados, mas ainda assim poderão ser udaos se forem de origem natural – o que encarece o produto final.

Em conclusão: use um produto de limpeza o mais suave possível, proceda a uma nebulização do rosto com água termal, e aplique um creme de noite ou de dia conforme as circunstâncias. O creme de dia deve, se possível, conter elementos filtrantes dos raios UV. O creme de noite deverá ter mais activos como astaxantina e vitaminas. Nunca utilizar produtos que se ingeridos possam causar dano. Se não prestam para comer, não podem ser bons para a pele…

Sab | 09.07.11

REVISÃO SOBRE A VITAMINA D

Dr. Luís Romariz

Uma revisão extensa de vários estudos - 50 estudos - publicada na Cochrane Library revela que a suplementação com vitamina D está associada a uma redução na mortalidade nos dois anos seguintes à suplementação. A maioria dos estudos analisou o efeito da suplementação sobre a densidade mineral óssea, quedas e fracturas. A média de idades dos indivíduos estudados foi de 74 anos, e 80% das pessoas eram mulheres. O tempo médio de suplementação foi de 2 anos. Os investigadores declararam que outros benefícios, para alem do aumento da longevidade – redução da mortalidade em 6% - eram evidentes, nomeadamente ao nível da densidade óssea.

De facto, conforme tenho dito, não é possível ter bons ossos sem ter níveis adequados de vitamina D. E infelizmente ainda foram raros os pacientes que testei etinham níveis normais desta vitamina/hormona.

Sex | 08.07.11

EQUIPA DA UNIVERSIDADE DE DUKE ENCONTRA UMA CHAVE PARA A PROPAGAÇÃO DO CANCRO

Dr. Luís Romariz

As células cancerosas que circulam no sangue transportam consigo proteínas recentemente identificadas as quais podem ser rastreadas e detectadas, melhorando assim a acuidade do diagnostico e das intervenções terapêuticas. Baseada em recentes tecnologias que detectam células tumorais em circulação, os investigadores foram capazes de caracterizar estas células, de uma nova forma, fazendo luz sobre como elas se escapam dos tumores originais. Esta descoberta vai aumentar a acuidade na detecção de tumores malignos, permitindo aos médicos obter informação preciosa em tempo útil.

Sex | 08.07.11

TRATAMENTOS ESTÉTICOS 1

Dr. Luís Romariz

Todos os tios de mídia, particularmente a Internet, são fonte de informação sobre os tratamentos estéticos. Mas demasiada informação... é desinformação!

Ser e parecer tem sido uma constante na humanidade. Basicamente procura-se prevenir o envelhecimento cutâneo. Este, pode ser intrínseco – referente ao envelhecimento geral – e/ou foto-envelhecimento – dependente da radiação solar. Em ambos os casos podemos tratar quer por “dentro”, quer “por fora”. Em relação à intervenção estética podemos questionar: o que é que pode ser feito? Onde e como poderemos intervir? Sobretudo, não devemos arranjar problemas, mas sim soluções – todas as terapias que carreguem mais risco do que beneficio deverão ser banidas. As maiores agressões feitas à pele são fruto do tabagismo, do sol (UV), do álcool, dos poluentes e da ingestão de OGM’s (produtos geneticamente modificados). Uma vez que a maior parte do envelhecimento da pele se prende com a oxidação (radicais livres) devemos dar uma importância acrescida ao conceito antioxidante. Consideraremos dois níveis de tratamentos:

  • Nível externo, através da cosmética
  • Nível interno da pele, através de microinjecçóes; terapias químicas, físicas e mecânicas. Este nível interno, porque atinge as camadas 10 minutos de profundas, é obrigatoriamente de cuidados médicos.

Antes de detalhar, devemos falar sobre as recomendações gerais tais como um bom padrão de sono, alimentar, de higiene geral, evitar demasiada exposição solar, evitar os tóxicos (tabaco e álcool), diminuir o stress, arranjar tempo para viver, etc. São critérios comuns às várias classificações da pele:

  • Luminosidade; radiosidade
  • Hidratação; pele seca, gorda, normal, mista, sensível
  • Textura; macia ou fibrosada, poros dilatados, cicatrizes
  • Densidade; pele fina, espessa, normal
  • Coloração; pele avermelhada, manchas, bronzeada, uniforme

Finalmente, devemos respeitar a regra diária dos três10: Dez minutos de relaxamento cutâneo, dez de massagem, e 10 minutos de relax geral (preferencialmente com técnicas respiratórias apropriadas.

Qua | 06.07.11

SÃO AS MÁS ESCOLHAS ALIMENTARES E NÃO A IDADE QUEM ACRESCENTA QUILOS…

Dr. Luís Romariz

Os adultos ganham uma media de 0.5 Kg anuais, e muito deste peso extra é causado por alterações alimentares tais como doses extra de batatas fritas, bebidas açucaradas, cereais de pequeno-almoço, Segundo um grande e abrangente estudo sobre aumento de peso em adultos. Outra causas que podem contribuir, mas que não são determinantes, são o baixo consumo de fruta, vegetais, e outros alimentos não processados; menor actividade física; mais tempo gasto a ver televisão; maus hábitos de sono. Os estudos apontam como causas primárias do excesso de peso a alimentação e os maus estilos de vida. Pequenas alterações nos hábitos alimentares acrescentam quilos ao fim de alguns anos. Vejamos: se todos os dias comermos um bolo ou equivalente que contenha cerca de 270 Kcal estaremos a engordar à razão de 30 gramas por dia, ou seja, 3.6 Kg ano – 36 quilos ao fim de 10 anos … e estes 10 anos passam depressa! As pessoas com maus hábitos alimentares ganham quatro vezes mais peso em 4 anos  do que os que têm uma alimentação correcta. Agora, façam as vossas contas … e as dos vossos filhos em relação à ingestão crónica de coca-cola, e outras bebidas doces. Contrariamente ao que se pensa, alguns alimentos gordos como as nozes ajudam a prevenir o aumento de peso. O pão, os cereais de pequeno-almoço e a batata são quem mais contribui para o aumento de peso dos Portugueses. Embora importante, o exercício não tem tanta importância como isso na gestão dom peso. Nada que se assemelhe com a loucura do programa televisivo em curso (peso pesado), o qual só pode trazer graves benefícios para a saúde dos participantes. É pela boca que morre o peixe…

Dom | 03.07.11

HÁ NOVIDADES

Dr. Luís Romariz

Há novidades, baseadas numa descoberta que rendeu um prémio Nobel. O caso prende-se com a descoberta que o óxido nítrico produzido pela fina camada que reveste o interior das artérias e que as faz dilatar – aumentando assim o fluxo sanguíneo – pode ser aumentado. Isto permite uma melhoria da função endotelial geral, com o consequente aumento no desempenho sexual, na força física, na energia, etc.

Ora o oxido nítrico deriva do aminoácido arginina, pelo que qualquer aumento no consumo de arginina se repercute numa vasodilatação saudável. Esta também é uma das razoes pela qual a ingestão de arginina controla a hipertensão arterial e as tonturas/vertigens associadas à má perfusão arterial cerebral. Por sua vez o aumento da circulação arterial melhora as condições para uma musculatura mais possante, razão pela qual a arginina é tão apreciada pelas pessoas que fazem musculação. O mais nobre dos músculos é …o músculo cardíaco! Doses diárias de2 gramasde arginina a cada refeição fazem maravilhas na cama … e também são eficazes nas mulheres. A arginina alfa ketoglutarato (A-AKG) é mais eficaz no curto prazo, enquanto a arginina tradicional funciona bem a médio prazo, pelo que parece lógico suplementar com os dois tipos de arginina à nossa disposição. Mas há mais. A citrulina é outro nutriente capaz de aumentar a produção de óxido nítrico, pois transforma-se rapidamente em arginina funcionando como um turbo.

Outras vias de implementar o óxido nítrico consistem em melhorar a enzima de conversão arginina/óxido nítrico através do pycnogenol e de diminuir a sua destruição suplementando com a super-oxido-dismutase (SOD). Todas juntas fazem mais pela saúde das nossas artérias do que possamos pensar. E para os homens uma derradeira palavra … as alterações das artérias do pénis precedem o enfarte do miocárdio em cerca de dois anos.

Pág. 3/3