Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sex | 22.04.11

Cara Lurdes

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz gostaria de saber que substâncias, como por exemplo os parabenos, não devem fazer parte dos produtos de higiene tipo champô, sabonete, toalhetes de bebé e ainda nos cremes para o rosto e corpo, desodorizante,   etc. 
Há muita contra informação, por isso peço a sua ajuda para que, quando eu for às compras ao ler os rótulos faça a selecção dos produtos.  
Aguardo resposta.
Com os melhores cumprimentos.
Lurdes Santos

 

Olá

Para não ser sempre o mesmo a responder, vou pedir à Dra. Isabel Figueira - provavelmente muito mais bem informada do que eu - a gentileza de respoder cabalmente.

Sex | 22.04.11

Cara leitora

Dr. Luís Romariz

Bom dia Dr.Romariz 
Ontem ao ver o programa do Dr. Phill em que se falava na perimenopausa e nas hormonas bioidenticas fiquei curiosa pois muitos dos sintomas que falaram eu tenho!

Tenho 33 anos e dois filhos um menino com 5 anos e uma menina com 2 anos.  Os sintomas com os quais me relaciono são: 
Aumento de peso, durmo mal, variação de humor repentinas sem razão aparente, irritabilidade, implicativa, longos períodos sem menstruação (desde adolescente que tenho ciclos irregulares e tenho ovários poliquisticos ), falta de apetite sexual, sentimentos depressivos, cansaço, fadiga são alguns dos sintomas que tenho sentido e que me tem complicado a minha vida familiar e em especial a vida em casal.

O Dr. dá consultas no Algarve? Ou apenas em Lisboa? Qual será o procedimento antes de marcar a consulta, visto que vivo no Algarve e se tiver que me deslocar a Lisboa ir já com alguns exames preparados. Desde já agradeço a atenção e aguardo os seus comentários.

Cumprimentos 
P. A.

 

Os sintomas que me relata parecem encaixar-se numa insuficiência em progesterona. É muito comum nas mulheres com ovários poliquísticos e na depressão pós-parto. Só dou consulta em Lisboa e no Porto. Para a atender preciso de análises da progesterona, estradiol, SHBG, testosterona livre, DHEA, TSH, T3 e T4 livres, cortisol, ácido fólico e 25-OH- colecalciferol, para além do hemograma. Deverá fazer a colheita de sangue por volta do 21ª dia do ciclo – o 1º é quando vem a menstruação.

Sex | 22.04.11

NUTRIÇÃO E IMUNIDADE: DEFESA ESTRATÉGICA

Dr. Luís Romariz

O nosso corpo vive em zona de guerra. A nossa imunidade tem uma tarefa ciclópica ao lutar contra o inimigo público nº1: os microrganismos invasores. Eles estão em toda a parte e apresentam-se sob várias formas, desde vírus mutantes, bactérias, toxinas ambientais e aditivos alimentares, alergénios, adoçantes e gorduras trans (margarinas). Vamos rever a acção de alguns alimentos capazes de criar uma defesa estratégica de forma a fortalecer o sistema imune.

Estratégia oposta. Numa palavra: nutrientes. Claro, um plano nutricional é fundamental, mas também são necessários os suplementos correctos de forma a estarmos bem preparados para a baralha. Pensemos em vitamina C, A, E, D, B6, ácido fólico, zinco, óleo de peixe e GLA. E asseguremo-nos que ingerimos muita água, no mínimo seis a oito copos diários. Além de tudo ajuda à limpeza das toxinas.

Alimentos super.  A proteína magra encima a lista. Ela aumenta a produção e energia celulares e sustenta a imunidade. Saiba que as sociedades em que se vive mais as pessoas comem mais proteína do que nós. Ao contrário, uma dieta rica em HC suprime a imunidade. Portanto concentremo-nos nos ovos, e no frango, peru, bife, cordeiro, marisco e peixe. E não esquecer que devemos preferir os produtos biológicos pois são livres de antibióticos e hormonas. Os lacticínios podem ser prejudiciais por favorecerem a proliferação de fungos. As ervilhas e as nozes também são boas fontes proteicas.

Cogumelos.  Devido ao seu conteúdo em Selénio são bons activadores da resposta imune. As vitaminas B (riboflavina e niacina) também aumentam a imunidade.

Citrinos.  Estão repletos de vitamina C e flavonoides (antioxidantes) que incrementam a função imune.

Amêndoas.  Ajudam a fazer face ao stress através da vitamina E e do complexo B.

Couves.  Estão carregadas de antioxidantes e aumentam a produção do glutatião – o nosso antioxidante major.

Brócolos.  Ricos em nutrientes, estes vegetais ajudam a estimular a imunidade e protegem das lesões. Têm vitaminas A e C, glutatião e sulforafane (agente anticancerígeno).

Germe de trigo.  Faz parte no núcleo do trigo, e tem potente actividade imuno-estimuladora. Reúne 23 nutrientes, incluindo zinco, antioxidantes, e complexo vitamínico, Tem um bom conteúdo proteico, para alem de gordura saudável e fibra.

Iogurte.  Os bacilos do iogurte activam a imunidade. O iogurte Grego, mais rico em proteína, é óptimo para fazer molhos ou batidos.

Espinafres.   Um alimento verdadeiramente "super-imune", ajuda à produção de novas células, à reparação do AND e ao fortalecimento da imunidade. Como? Através dos folatos, vitamina C e fibra.

Pimentos vermelhos.  Muitos nutrientes e poucas calorias, estão carregados de vitamina C e betacarotenos, protegendo as células dos efeitos dos radicais livres e aumentando a imunidade.

Batata-doce.  Outro alimento rico em betacaroteno, de baixo índice glicémico, ajuda a abrandar o envelhecimento e é uma boa fonte de vitamina A.

Bagas.  Ricas em antioxidantes combatem a inflamação, o cancro e a degeneração das veias.

Uma alimentação baixa em HC e complementada com exercício físico contribui para aumentar a imunidade. 

Seg | 18.04.11

PORQUE É QUE ALGUNS MÉDICOS SE ASSUSTAM COM AS HORMONAS

Dr. Luís Romariz

Deve-se dizer que os intervalos de referência providenciados pela maioria dos laboratórios de análises estão ajustados às diferentes idades, o que significa que à medida que envelhecemos, o laboratório diminui o valor de referência. É por esta razão que as pessoas que fazem terapia de reposição hormonal para níveis próximos dos que tinham quando eram jovens podem ter resultados acima do normal. Isto pode ser desconcertante para os médicos que não estão familiarizados com a ideia de restaurar as hormonas para níveis de jovens. Frequentemente alarmam-se e aconselham, erradamente, os pacientes a pararem com a medicação. Se estiver a ser medicado por um médico experiente em terapia de substituição hormonal, ele estará à espera de ver valores mais altos dos que os laboratórios referenciam. Há outros parâmetros que guiam os médicos com essa experiencia e que os sossegam quando os níveis hormonais parecem altos. É o caso da SHBG.

Sex | 15.04.11

STRESS, BACTÉRIAS INTESTINAIS E IMUNIDADE

Dr. Luís Romariz

Médicos e cientistas sabem que o stress pode levar à doença. Só não sabem como. Mas começam a perceber onde tudo se inicia. Investigadores da Universidade de Ohio descobriram que as doenças relacionadas com o stress começam num sítio improvável … entre as hordas de bactérias amigas e inimigas que vivem no nosso intestino. Há mais de 500 espécies de bactérias a viver nos intestinos, numa combinação que chega aos 100 triliões, estes micróbios ajudam a transferir nutrientes e vitaminas enquanto outros promovem a limpeza dos desperdícios ou matam bactérias agressivas. O stress activa o sistema imune para lutar contra a doença, mesmo quando estamos livres de ameaças! Este é um elo entre a flora intestinal e a imunidade, que poderá levar a novos tratamentos anti-stress para melhorar doenças como a cardiovascular, a inflamação intestinal e a diarreia crónica. Ora o stress altera o equilíbrio entre a flora intestinal amiga e inimiga. Quanto maior forem as colónias intestinais de bactérias “amigas” menor será a produção de citoquinas inflamatórias. Será pois interessante a utilização de probióticos para amenizar alguns dos efeitos do stress.

Sex | 15.04.11

Olá Carla

Dr. Luís Romariz

Olá Doutor Luís Romariz!

Antes de mais, desculpe o incómodo, mas preciso novamente dos seus  magníficos conselhos. Estava pensar comprar ómega 3 e 6, pois, segundo dizem faz muito bem à pele. O que me aconselha? Onde devo comprar? Pois, há muitas marcas e não  sei quais as de confiança. Obrigada pela atenção.

 Carla Figueiredo

 

Eu aconselho o ómega-3 da LEF europe, bem como o GLA (omega-6). São os que tomamos diariamente cá em casa.

Mas tenha em atençao que é preciso comer poucos HC - e nunca os de alto índice glicémico - pois caso contrário desvia a produção do GLA para produtos "maléficos".

 

Sex | 15.04.11

Cara Rosa Maria

Dr. Luís Romariz

Boa noite, Dr. Luís Romariz: 

Não consegui enviar mensagem através do Outlook. Agradeço que me desculpe.

Tenho 51 anos e gostaria que me indicasse  um tratamento adequado anti- envelhecimento, para peles mistas, eficaz e pouco dispendioso. Tenho muitas rugas em redor dos olhos e na testa. Acrescento que tenho dois vínculos acentuados que vão desde o nariz até aos cantos da boca.  A região da boca, queixo e pescoço apresentam-se "descaídas ", flácidas.

Agradeço a atenção.

Com os melhores cumprimentos, Rosa Maria

 

Olá

Presumo que esteja na menopausa, Nesse contexto antes do mais necessitará de equilibrar as suas hormonas. Depois, a nutrição adequada é meio caminho andado para a beleza da pele. Concretamente às suas questões – e dando de barato que não a estou a ver – deve precisar de:

  • Bioestimulação com plasma rico em plaquetas para obrigar a regenerar pele jovem
  • Algumas sessões, espaçadas no tempo, de mesolift, em que lhe é fornecido um cocktail de vitaminas, ácido hialurónico, minerais, etc
  • Aplicação diária dos nosso cremes biológicos, ou outros similares, com vitamina A. Claro que idealmente deveria ser consultada por um médico para poder prescrever um creme personalizado (vitamina D só caso a caso).

Quanto aos vincos de que fala, isso são sulcos que só passam com preenchimento por HA (com ou sem plasma). Não sei onde reside e portanto não lhe posso dizer onde o poderá fazer. Mas se estiver perto do Porto pode tentar no Instituto NewAge – 225020800 – pois é credível e para já tem preços a 50% do mercado. A filosofia é “Cumprir o que se promete, com o objectivo nos resultados e nunca no lucro”.

Qua | 13.04.11

OS MIRTILOS IMPEDEM A FORMAÇÃO DE GORDURA

Dr. Luís Romariz

Os mirtilos conferem um efeito inibidor no desenvolvimento dos adipócitos (células de gordura) segundo a investigação apresentada na Conferência Experimental Biology 2011, em Abril deste ano. Fez-se uma experiencia com três doses de polifenois derivados dos mirtilos administrados a pré-adipócitos em cultura, Estas foram analisadas para a diferenciação em adipócitos, que é o processo através do qual células não especializadas adquirem as características dos adipócitos, os quais sintetizam e armazenam gordura. Pretendeu-se verificar se os mirtilos (polifenois) conseguiriam inibir a obesidade ao nível celular. Comparados com adipócitos que não receberam os extractos de mirtilo, as células tratadas com as doses menores, intermédias e máximas mostraram uma redução, respectivamente, no conteúdo lipídico (gordura) de 27, 63 e 74 porcento. Esta é uma área da obesidade que está em expansão e permite inferir que podemos impedir o tecido gordo de se formar.

Seg | 11.04.11

Cara Leitora

Dr. Luís Romariz
Minha Cara, até há quem acredite no Pai Natal!
Isto do CLA é como a sopa de pedra ... se fizer dieta + exercicio fisico, etc, até lá vai ... !?
O simples é sempre o melhor. Algum exercicio (20/30 minutos diarios) + 3 refeições proteicas (carne, peixe, ovos, marisco + legumes e fruta) e de suplementos apenas o ómega-3 e magnésio.
Não deite o seu dinheiro fora.
Cumprimentos
Luis Romariz
Boa tarde,
Há alguns dias atrás,vi um artigo (http://www.ionline.pt/mobile/109684-emagrecer-estudo-portugues-prova-que-tomar-cla-faz-mesmo-perder-peso) a falar das vantagens da toma de CLA, nomeadamente de um tipo: Tonalin.
Contudo, ao fazer algumas pesquisas na internet deparei-me logo com outro site um se escreve sobre os perigos do cla Tonalin.
Gostava de saber qual o melhor tipo de CLA e se efetivamente existem provas científicas da eficácia do mesmo.
 Obrigada pela atenção!
Cumprimentos,
 L. Silva
Seg | 11.04.11

BAIXOS NÍVEIS DE VITAMINA D ASSOCIADOS A RIGIDEZ ARTERIAL

Dr. Luís Romariz

Foi revelado em Abril deste ano que a vitamina D tem um efeito protector contra a rigidez arterial e contra a perda da capacidade de relaxamento dos vasos sanguíneos. O Dr Al Mheid conjuntamente com o director do Emory Cardiovascular Research Institute, Dr. Arshed Quyyumi, avaliou a função endotelial de 554 pacientes bem como a circulação microvascular e a rigidez arterial. As amostras foram testadas para dosear os níveis de vitamina D – 25-hidroxivitamina D – a forma que reflecte a ingestão nutricional e a produção cutânea.  A média desta vitamina foi de 32 nanogramas por mililitro. 33% dos pacientes tinha insuficiênciaem vitamina D – níveis inferiores a 20 ng/ml. Estes níveis correlacionavam-se com rigidez arterial e disfunção endotelial. Estes pacientes normalizaram estes problemas seis meses após a suplementação com vitamina D. Este estudo aponta para a importância da vitamina D na prevenção da doença cardiovascular. E afinal de contas é fácil e barato obter a vitamina D … basta expormo-nos ao sol!