Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir

Mais informações:
Tel.: 222002145
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

OSTEOPOROSE

...

...

AEROBICA OU PESOS?

MAGNESIO, ESTATINAS, COLE...

HORMONAS BIOIDÊNTICAS

QUER SABER SE A SUA TIRÓI...

ATAQUE CARDÍACO - Factore...

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

Arquivo

Maio 2018

Abril 2018

Novembro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 505991


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Domingo, 12 de Dezembro de 2010

Caro Lino

Os produtos desintoxicantes de que aparentemente fala funcionam criando mais e maiores movimentos peristálticos intestinais, e alguns deles provavelmente melhorarão a função hepática, mas também se obtém o mesmo efeito ingerindo boas quantidades de fibra solúvel, de água e fazendo exercício. A pele é o maior órgão da desintoxicação, pelo que fazer um treino que faça suar bastante ou fazer uma sauna. O ingrediente-mor dos produtos de desintoxicação é a fibra, normalmente o psyllium ou carragenina (derivado de algas). Alguns produtos têm pectina de maçã, mas neste caso é melhor comer o fruto. Os ingredientes seguintes na lista dos desintoxicantes são as ervas que encorajam o aparelho digestivo a evacuar, ou seja, laxantes. Também há as ervas que apoiam a função hepática – cardo mariano/silimarina/Legalon. Estes fitoterápicos podem ser úteis nos casos de sintomas do stress, incluindo fadiga, irritabilidade e hipersensibilidades. Uma boa maneira de ajudarmos o fígado a efectuar a desintoxicação consiste em evitar os medicamentos e o álcool, e ingerir quantidades generosas de vegetais, fazer exercício e apanhar ar fresco e sol. Como suplementos alimentares advogo a silimarina, a acetilcisteína, o limoneno (extracto oleoso de laranja) e a glucoronamida.
publicado por Anti-Envelhecimento às 10:58
link do post | comentar
Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010

A SEGURANÇA DA POLÍTICA DE SAÚDE

O que é que a medicina convencional pode oferecer aos nossos doentes? Muito ou muito pouco! Infelizmente, oferece o pior de todos os mitos médicos – SEGURANÇA! Vejamos: os sistemas de saúde estão montados para a doença e isto é particularmente verdadeiro ao nível hospitalar. Recorre-se a um hospital – S.U. ou especialidades apenas quando temos um problema – e ao nível dos cuidados de saúde primários – medicina familiar – pouco se faz na realidade em termos de verdadeira medicina integrativa e prevenção de doenças. Os grandes marcos são os grupos de risco – hipertensos e diabéticos – mas o que fica por prevenir é a maior parte do problema. Todos nós temos a ideia que tendo umas análises, uma radiografia ao tórax e um electrocardiograma normais estamos finos e não precisamos de nos preocupar pelo menos durante um ano. Se tivermos HTA ou diabetes e tomarmos a medicação prescrita, mantendo os valores dentro do que o médico acha normal, não teremos nada com que nos preocupe. ERRADO!

De facto, o sistema pouco pode fazer por nós enquanto pessoas aparentemente saudáveis ou com patologias “controladas”. Continuamos a comer refeições com menos gordura, e cada vez temos mais doença cardiovascular e obesidade. Tomamos os medicamentos para a diabetes tipo II e controlamos a glicemia com picadas matinais mas o resultado final é infelizmente o mesmo conforme se demonstrou no estudo UKPDS. Fazemos a nossa medicação para a hipertensão arterial e reduzimos no consumo de sal, mas continuamos com elevadas taxas de AVC (trombose cerebral) e doença cardiovascular. Até continuamos a tomar as terríveis estatinas para baixar o maldito colesterol, mas continuamos a cair como tordos de doença cardiovascular. E que dizer da osteoporose, que após anos a tomar bifosfonatos, teima em progredir transformando os nossos ossos em papel. Então e as TAC’s, as mamografias e os exames de próstata? NADA. Uns emitem radiações capazes de por si só iniciarem uma malignização, enquanto outros têm imensos falsos negativos. Mas então não adianta ir ao médico e fazer um check-up anual? Abrangente como na medicina do trabalho? Na realidade adianta de muito pouco. Falsa segurança! O que deve ser mudado? A política de saúde, a começar pelo Ministério da saúde que de facto é um Ministério da doença. O grosso dos recursos é canalizado para a medicina curativa. Quanto se gasta em operações de cirurgia bariartrica (anti-obesidade)? Será esse o caminho, ou será a educação para a saúde e a proibição de venda de lixo alimentar? E a promoção da alimentação mediterrânica, ou do exercício físico (até aumenta o IVA para os ginásios)? Mas então em vez de se gastar dinheiro em publicidade governamental – sabe-se lá para quê – não era preferível gastá-lo para educar as pessoas? Quanto se gasta mensalmente com um doente diabético? Mais de 100 Euros! E adianta? Nada, pois o fundamental que é a dieta e o exercício fica de fora ou lembra-se de passagem. Entendamo-nos, as doenças são fruto de desequilíbrios e estes podem ser previstos e corrigidos – ómega-3 vs ómega-6; sódio vs potássio; cálcio vs magnésio; etc. – desde que encaremos os doentes como um todo apostando quase tudo na prevenção. Mas teremos que reaprender a procurar o que nos causa doença, planificando as acções e corrigindo os desequilíbrios, remetendo para o doente o fardo se responsabilizar pela sua saúde pois nós médicos nunca o conseguiremos fazer. Devemos ter o máximo de cuidado com as promessas e certezas da indústria farmacêutica. Esta é um negócio, e um negócio compadece-se com muito pouco infelizmente. Será? Basta lembrarmo-nos dos “médicos-fantasma” que fizeram imensos estudos a mostrar falsas virtudes de fármacos, e dos Vioxx, Avandia e outros recentemente proibidos e que eram êxitos de vendas! Infelizmente, os interesses são enormes, e os doentes são o que menos interessa. Tenho tentado nestes últimos anos fazer alguma pedagogia em relação ao que é mais saudável e em relação à maneira como nos poderemos manter jovens durante mais tempo. Mas estes conhecimentos têm de ser passados no seio da família, nas empresas e nas verdadeiras amizades. Já que os governantes não fazem educação para a saúde, façamo-lo nós. E aqui fica um sério aviso: as orientações para os cuidados de saúde primários visam a contenção dos gastos e a beleza das estatísticas. Perguntem aos MF que ingressaram nas USF´s! Não tenham receio de expor as vossas dúvidas pois enquanto puder irei responder a todas, tornando este espaço num palco de conhecimento bidireccional.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 16:24
link do post | comentar | ver comentários (3)

Lactobacillus Plantarum AUMENTA A ABSORÇÃO PROTEICA

Um determinado tipo de flora intestinal amigável Lactobacillus plantarum demonstrou ser capaz de aumentar a absorção proteica, mesmo em situações inflamatórias como o caso do síndroma do cólon irritável, e a disbiose em geral. A absorção da proteína que ingerimos é um processo complexo o qual deve funcionar na perfeição para que o nosso organismo possa aproveitar os nutrientes que dão “força” ao nosso cérebro e rejuvenescem a estrutura física. Sob condições de inflamação intestinal este processo pode ficar comprometido resultando em má nutrição, mesmo quando se ingere a quantidade proteica necessária. Assim, a presença do Lactobacillus plantarum torna-se fundamental não só para as crianças e para os idosos, mas também para as pessoas que fazem musculação não esquecendo que por cada quilo de proteína muscular adquirida se gasta por ano pelo menos o dobro de gordura.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:11
link do post | comentar
Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

DIABETES E ENVELHECIMENTO

As pessoas com diabetes são as que mais rapidamente envelhecem. Estas, deveriam efectuar cerca de 150 minutos semanais de exercício aeróbico, de acordo com as recomendações dos investigadores da Universidade Old Dominion. Provavelmente não haverá melhor remédio do que o exercício, excepto a dieta adequada, segundo o Prof. Sheri Colberg-Ochs. As recomendações internacionais apontam para 150 minutos semanais de exercício moderado ou 75 minutos de exercício vigoroso. Isto tem como efeito “limpar” o excesso de nutrientes – ácidos gordos livres – dentro da célula, abrindo caminho para uma menor resistência à insulina com a consequente melhoria na glicemia, e portanto na diabetes. Cerca de 58% da população está em risco de desenvolver diabetes tipo II, razão pela qual estas recomendações são tão importantes. O difícil é convencer os pacientes para a necessidade de dieta e exercício, sendo este o mais difícil de alcançar. Mas há que lembrar diariamente que a medicação para a diabetes, só por si, tem tido um rotundo fracasso. Mesmo que pouca, toda a actividade física conta na melhoria do perfil desta patologia, e como tal passear o cão, lavar o carro, etc. são actividades a não menosprezar. Quando não fazemos exercício os hidratos de carbono transformam-se em gordura perpetuando o ciclo de resistência à insulina. Os estudos apontam para o triplo das pessoas com diabetes no ano de 2050. Se bem que previsível, esta onda de diabetes não é inevitável!

publicado por Anti-Envelhecimento às 10:46
link do post | comentar
Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2010

MODULAR A DOENÇA DE ALZHEIMER

Uma proteína (enzima) cerebral cuja existência é conhecida há mais de 30 anos, chamada 5-lipoxigenase, tem um papel regulador na formação e consequente deposição da substancia beta amilóide - característica da doença de Alzheimer. Os investigadores também descobriram recentemente que os inibidores desta enzima usados para controlar a asma, poderiam também ser usados para prevenir ou tratar ao Alzheimer. No cérebro, quanto mais 5-lipoxigenase houver mais substancia amilóide será depositada. Os medicamentos para controlar esta enzima já estão actualmente à venda, embora com indicações para a asma.

Face a esta fantástica notícia, e uma vez que não há nada para curar o Alzheimer, deve-se proceder rapidamente a ensaios para averiguar a taxa de sucesso terapêutico destes fármacos. Na realidade, são fármacos bastante mais baratos do que os tratamentos convencionais, havendo já genéricos à disposição. Nunca será demais lembrar que se considera o Alzheimer como a 3ª forma de diabetes e como tal devemos adoptar os estilos de vida anti-diabetes, nomeadamente evitando as cargas glicémicas e fazendo caminhadas. Medicamentos como a metformina, e os inibidores da 5-lipoxigenase poderão fazer a diferença. Falem com o vosso médico de família.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:35
link do post | comentar | ver comentários (1)

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

subscrever feeds

blogs SAPO