Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sex | 30.04.10

MORTE ATRAVÉS DA FAST-FOOD

Dr. Luís Romariz

Um estudo recente mostra que a exposição a uma alimentação rica em fosfatos – como é o caso da fast-food – causa a norte prematura. Uma alimentação alta em fosfatos promove a calcificação em todos os tecidos que queremos manter jovens, nomeadamente nas artérias e nos rins. A exposição extra aos fosfatos contidos nos refrigerantes e nos aditivos alimentares dos alimentos altamente processados levam a um envelhecimento prematuro. Este envelhecimento prematuro reflecte-se no hipogonadismo, infertilidade, diminuição na coordenação, grave perda de massa óssea e massa muscular, enfisema, atrofia da pele e intestinal.

O fósforo é um nutriente essencial e tende a ser mais elevado nos alimentos proteicos. Ele está presente em todas as células envolvidas no metabolismo energético, síntese de AND e tamponamento (normalização) do pH (equilíbrio ácido-base). Contudo, fósforo a mais constitui um problema, pois os humanos necessitam de uma dieta saudável e de manter o equilíbrio de fosfatos, o qual é importante para a saúde e para a longevidade. Devemos evitar a todo o custo a toxicidade pelos fosfatos.

Os refrigerantes, nomeadamente as colas, estão carregadas de fosfato, tornando-as assim um dos principais produtos a evitar em nome da saúde e do anti-envelhecimento.

Qui | 29.04.10

REDUZIR A INGESTÃO DE CALORIAS NÃO CHEGA

Dr. Luís Romariz

Novos estudos demonstram que a redução pura e simples da ingestão calórica não é o suficiente para causar uma perda de peso saudavelmente significativa. Isto pode ser devido ao mecanismo de compensação natural que reduz o metabolismo após uma drástica redução na ingestão calórica. Devemos combinar a dieta com o exercício físico para conseguir alcançar os objectivos de perda de gordura, de acordo com um estudo recentemente publicado.

A pesquisa foi conduzida em 18 fêmeas rhesus, alimentadas hipercaloricamente durante vários anos, após os quais se fazia uma redução de 30% na ingestão calórica.

Elas não só não perderam peso, como os seus níveis metabólicos e actividade física foram reduzidos ao mínimo. Noutra comparação, um grupo foi treinado para fazer marcha durante uma hora por dia. Neste grupo observou-se uma perda significativa de peso.

Conforme tenho vindo a dizer “uma caloria nem sempre é uma caloria”. Temos de ter em conta a eficácia da absorção – dependente da ingestão de fibra, da acidez da refeição, do índice glicémico, etc. – a resposta hormonal à ingestão calórica e o nível da taxa metabólica. Devemos ter especial atenção quanto ao álcool e à frutose os quais são grandes promotores de formação de massa gorda. Logo a seguir vêm os açúcares e o pão.

Para termos uma dieta hipocalórica eficaz não devemos diminuir mais do que 10% nas calorias, desviando calorias dos HC e das gorduras para as oriundas das proteínas. Uma pequena mas vigorosa caminhada de 20 minutos faz o resto. Mensalmente, e sob supervisão médica poderemos baixar mais 10% na ingestão calórica. NUNCA esquecer que a ingestão de fruta e legumes é essencial, bem como a de azeite e de ómega-3.

Qua | 28.04.10

ALIMENTOS QUE COMBATEM AS RUGAS

Dr. Luís Romariz

Combater as rugas é tudo menos combater o inevitável. E para começar, há que evitar o foto-envelhecimento provocado pela luz solar (pode ver o artigo sobre os protectores solares). E que mais se pode fazer? Que tal reorganizar as refeições?

Insista nos vegetais, nos feijões, no azeite, e nos frutos secos. Corte na carne vermelha não biológica, nas margarinas, nos alimentos processados e especialmente nos açúcares. Claro que cada um dos peritos diz para comer desta forma, mas os investigadores da dermatologia descobriram é que as pessoas que assim comem não só têm corpos fisicamente mais jovens, saudáveis, e magros como também têm muito menos rugas. Fixe!

A razão prende-se com a capacidade antioxidante dos alimentos, nomeadamente através das vitaminas A, C e E, do selénio e do zinco e da respectiva produção de potentes antioxidantes endógenos. Qual poderá ser hoje o seu jantar? Brócolos, feijão branco e bacalhau. Poderá fazer maravilhas á sua pele!

Qua | 28.04.10

UMA PERDA DE PESO CAUSA UMA MELHORIA NO SISTEMA IMUNITÁRIO

Dr. Luís Romariz

Torna-se particularmente óbvio que uns quilos extra produzem uma carga inflamatória para o nosso corpo, a qual acelera o processo do envelhecimento sob várias formas. Não só as células imunes dentro do tecido adiposo branco ficam hipofuncionantes, mas também há uma disseminação deste problema por todo o organismo. Um estudo recente mostra que as pessoas obesas em más condições metabólicas que percam 7 quilos podem obter uma melhoria dramática na sua função imune simplesmente mantendo a tendência para o emagrecimento.

Isto significa que não é imperioso perder a totalidade do peso para obter benefícios palpáveis, os quais abrandam o início da deterioração da saúde e a promoção do envelhecimento. É importante para as pessoas obesas que não sejam desencorajadas nos esforços de emagrecimento. Quando o nosso corpo entra em modo de emagrecimento cria-se um ambiente interno no qual o sistema imune passa a funcionar melhor. Sabemos que se conseguirmos manter essa tendência em relação ao peso, os problemas devidos à obesidade serão minimizados. Por outro lado, se atingirmos um patamar em que não haja progressos, ou pior, se voltarmos a ganhar peso, então os problemas com o sistema imune recomeçarão.

Foi muito óbvio que no último surto de gripe A, as pessoas obesas tiveram a forma mais severa da doença – num claro exemplo que a obesidade interfere com a imunidade. As boas notícias são que podemos obter grandes progressos mal iniciamos o processo de emagrecimento.

Ter | 27.04.10

ALIMENTOS PARA MANTER A PELE RADIOSA

Dr. Luís Romariz

Os cremes de beleza “topo de gama” custam em média 300 Euros, e infelizmente nem cumprem metade do que prometem. Quer poupar dinheiro e melhorar a qualidade e aparência da sua pele? Carregue a sua lista de compras com nutrientes que já provaram o seu valor na hidratação, protecção solar, e até na prevenção das rugas. Adopte a seguinte lista de compras:

  • Para melhorar a firmeza e definição das sobrancelhas coma mais frutos e vegetais. Saiba que para além de protegerem o seu coração, também previnem o aparecimento de rugas. Prefira batata-doce, tomate e melão. Reabastecem o seu corpo com antioxidantes que combatem os radicais livres, nomeadamente a SOD do melão combate o foto-envelhecimento.
  • Invista nos citrinos, pois o seu corpo não consegue armazenar a vitamina c, essencial na luta contra as rugas. Deve ingerir citrinos pelo menos duas vezes ao dia. Laranjas, limões, limas, Kiwi e morangos são boas escolhas. NÂO faça sumo de frutos pois aumenta o índice glicémico e o teor em frutose, a qual lhe poderá arruinar a silhueta. Alternativamente, poderá fazer um sumo de vegetais verdes ao qual poderá adicionar a polpa e sumo de um fruto. (poderá pedir algumas sugestões por e-mail). A vitamina C ajuda a manter e a regenerar o colagénio e a elastina da pele. Dado que o colagénio declina a partir dos trintas, ingira mais citrinos.
  • Há um potente antioxidante conhecido como EGCG que faz maravilhas pela sua pele. Encontra-o no chá verde (SEM açúcar). Beba vários copos por dia. A EGCG põe água na fervura na inflamação da pele e o seu teor em cafeína melhora a circulação sanguínea na pele.
  • Vegetais verde escuros são ricos em vitamina A que tem a capacidade de regenerar a pele, diminuindo o limite de Hayflick. Aposte nos espinafres nos brócolos.
  • Peixe de águas frias dá dois benefícios à sua pele: capacidade de combate ao envelhecimento via ómega-3, e as propriedades de restauração da proteína. Escolha salmão selvagem, sardinha, atum, carapau e moluscos marinhos. As gorduras ómega-3 combatem a inflamação celular sendo consideradas uma das terapias cutâneas de topo, protegendo das queimaduras solares, e aumentam a protecção dos filtros solares. A proteína é necessária para reparar as células e fabricar as enzimas e as hormonas que mantêm a pele radiosa.

Acumule estes alimentos na sua lista de supermercado e parecerá mais nova. Coma peixe pelo menos 3 vezes por semana e suplemente a sua alimentação com antioxidantes.

 

Ter | 27.04.10

ESTARÁ O BISFENOL “A” ALTERANDO OS COMPORTAMENTOS SEXUAIS?

Dr. Luís Romariz

O Bisfenol A é um destabilizador hormonal estrogénico que está disseminado mundialmente na nossa sociedade como um poluente e que é facilmente encontrado na urina humana, indiciando exposição pública a este tóxico. Existe nos plásticos duros muitas vezes utilizado nos biberões e outros contentores para alimentação infantil. Novos estudos provam que as crianças expostas a níveis considerados “normais” – que raio de normalidade é esta em relação a um poluente inventado pelo homem – apresentam alterações de comportamentos e funções sexuais. Estes comportamentos sexuais anormais ou desviantes, podem ter interesse científico dado o facto do BPA (bisfenol A) ser aparentemente mais tóxico em doses pequenas, tornando este relatório verdadeiramente alarmante. As agencias governamentais estão a lavar as mãos deste assunto, pese embora a evidencia nefasta, numa atitude de pretensa protecção da indústria dos plásticos.

O BPA torna os machos mais femininos e as raparigas mais indiferentes ao sexo oposto e por vezes mais masculinas. Altera a função reprodutora, é um risco para a fertilidade, e aumenta o risco de cancro dependente de hormonas sexuais.

Infelizmente, quase não há, à superfície da Terra, gota de água livre este tóxico.E reparando melhor quantas pessoas bebem água, directa ou indiretamente, através de garrafas plásticas!


Seg | 26.04.10

HÁBITOS PARA UMA PELE SAUDÁVEL

Dr. Luís Romariz

Como poderemos nutrir a pele para se apresentar saudável, radiosa e jovem? Ponha em prática os conselhos seguintes:

  • Faça períodos de respiração profunda e lenta, inspirando pelo nariz e expirando pela boca de forma a aumentar a oxigenação e a diminuir a taxa de dióxido de carbono. Faça-o duas vezes ao dia, concentrando-se na respiração, pois assim também aliviará o stress.
  • Seja activa e relaxe do stress fazendo 30 minutos diários de aeróbica. Activará a circulação, nomeadamente a micro circulação da pele, aumentando a oxigenação e libertando hormonas e mediadores bioquímicos rejuvenescedores.
  • Combata os alimentos que a combatem, reduzindo ou abolindo o consumo de açucares e hidratos de carbono de alto índice glicémico e invista em proteína magra como peixe, ovos e frutos secos. Uma boa quantidade de proteína ao pequeno-almoço ajuda a controlar o apetite durante o dia, aumenta a energia e faz produzir hormonas rejuvenescedoras.
  • Concentre-se em coisas boas e agradáveis, pelo menos duas vezes ao dia pois alivia os níveis de stress e melhora o optimismo.
  • Durma muito, mas especialmente durma bem. Deite-se o mais cedo possível – 22 horas é o ideal – e relaxe de forma a adormecer suavemente. Poderá obter uma ajuda preciosa ingerindo 1 mg de melatonina. Tome nota de quanto sono necessita para se sentir bem e com energia. A pele do seu rosto dar-lhe-á informação preciosa.
  • Arranje algum tempo para não fazer nada. É como se fossem umas micro-férias diárias. Arranje um lugar confortável e durante 15 minutos relaxe totalmente.
  • Pratique sexo frequentemente, e aprecie um pouco de intimidade, pelo menos duas vezes por semana. Durante e após a relação sexual são libertadas hormonas rejuvenescedoras e combate-se o excesso de cortisol derivado do stress.

Se quer manter uma pele jovem, NÂO fume! Os radicais livres do fumo provocam rugas particularmente na região do buço.

Seg | 26.04.10

Cara Branca

Dr. Luís Romariz

Olá Sr. Dr. luis Romariz.

Descobri recentemente que tenho a síndrome do cólon irritável. E, há cerca de 2 anos extraíram-me a vesícula porque fiz uma pancreatite aguda fui operada de urgência. Agora estou a tentar saber o que comer, porque neste momento Dr. estou numa confusão total. Se por um lado devo ingerir certos alimentos para a síndrome, o certo é que me apercebo pelas pesquisas feitas na net é que não as devo comer de todo por causa da pancreatite que fiz. Tenho seguido o seu blog ultimamente e fala com uma clareza a qual agradeço, porque é uma linguagem que todos entendem. MUITO OBRIGADA. Tenho 40 anos acho que os médicos com quem tenho consulta (no hospital), não me elucidam sobre este assunto, nem sequer me falam sobre a alimentação. A minha ginecologista também não percebe (ou não quer) nada sobre as hormonas bio-idênticas. Tenho alguns dos sintomas que refere; que analises deverei fazer para saber como estou ao nível hormonal? Sinto-me despojada de energia constantemente. Grata pela atenção Branca P.

A síndroma do cólon irritável tem fundamento em intolerâncias alimentares, na maior parte das vezes ao glúten ou à lactose, poderá fazer um teste de intolerância alimentar A200 e ficar a saber o que deve evitar, Na maioria das vezes é uma autêntica caixinha de surpresas! O Biogaia na dose de 5 gotas em jejum melhora muito o quadro. Também deverá ingerir fibra solúvel, e chá hortelã.

Penso que, caso não tenha intolerâncias aos constituintes do leite de vaca, lhe seria muito útil a proteína de soro de leite vulgarmente conhecida como Whey, ingerida como batido com fruta. Carne e peixe, fruta, frutos secos, e azeite deverão ser a base da sua alimentação. Quanto aos vegetais, terá de ver quais os que suporta para neles poder insistir – normalmente os brócolos e a couve-flor não causam intolerâncias nem dispepsias. Poderá experimentar fazer sopa com legumes verdes muito cozidos e triturados com a varinha mágica, e ver se não há alterações intestinais. Tome suplementos de superómega-3 e de magnésio (metabol mg).

Quanto às hormonas teste: progesterona, estradiol, testosterona livre, cortisol e DHEA; T4 e T3 livres e TSH; LH e FSH. Faça a colheita de sangue no 15º dia do ciclo mesntrual.

 

Seg | 26.04.10

HAMLET E BAMLET

Dr. Luís Romariz

Há dois novos actores na luta contra o cancro da mama, HAMLET e BAMLET. HAMLET foi uma descoberta acidental na pesquisa sobre a capacidade do leite humano para matar bactérias. Sem querer, encontraram um potente agente destruidor das células cancerosas, o qual não incomoda as células normais.

BAMLET foi a descoberta seguinte com capacidades similares, mas produzida pelo leite de vaca. E um novo estudo com o HAMLET publicado esta semana demonstra que este composto é efectivamente um potente agente anti-cancerígeno. Ambos, HAMLET e BAMLET prometem imenso na luta contra as células tumorais extremamente resistentes. 

HAMLET significa alfa lactalbumina humana letal para células tumorais, e BAMLET tem o mesmo significado para bovinos. Ambas são uma combinação de alfa lactoalbumina e ácido oleico (presente no azeite) um ácido gordo monoinsaturado ómega-9 comum no leite humano. Os investigadores acreditam que o HAMLET é sintetizado no estômago das crianças, quando o ácido hipoclorídrico inicia o processo de decomposição da alfa lactoalbumina, dando azo a que o ácido oleico a ela se ligue formando o HAMLET.

As experiencias laboratoriais demonstram que o HAMLET é capaz de destruir cerca de 40 tipos diferentes de células cancerosas. Isto é o início de algo muito prometedor, uma vez que quer o HAMLET quer o BAMLET não têm efeitos secundários.

Aposto no que já está a pensar … é canja, tomo Whey – que tem 23% de alfa-lactoalbumina – misturo uma ou duas colheres de azeite extra virgem, e está feito! Desde que não ingira antiácidos, então o mais natural é que o seu sistema digestivo produza BAMLET.

Dom | 25.04.10

A SUPLEMENTAÇÃO COM VITAMINAS E CÁLCIO VS. CANCRO DA MAMA

Dr. Luís Romariz

A Associação Americana para a pesquisa sobre Cancro apresentou na sua última reunião anual, em 18 de Abril, o resultado de estudos sobre o efeito protector das vitaminas e do cálcio em relação ao cancro da mama.

O Dr. Jaime Matta, PhD of the Ponce School of Medicine em Porto Rico e seus colegas, compararam 268 mulheres portadoras de cancro da mama com 457 mulheres saudáveis. Foi medida a capacidade de reparação do ADN, um processo biológico que envolve cerca de 200 proteínas, as quais quando lesadas aumentam o risco de cancro, em glóbulos brancos de todas as participantes.

As mulheres com cancro da mama eram as mais velhas, normalmente com história familiar da doença, eram as que não amamentaram os seus filhos e que tinham uma menor capacidade de reparação do ADN. As participantes que consumiam suplementos polivitamínicos tinham um risco 30% menor de contrair cancro da mama em relação às que não tomavam vitaminas, e as que ingeriam cálcio tinham um riso 40% menor. Este não é um efeito imediato, contudo nota-se este efeito a longo prazo na redução do cancro da mama.

A utilização de cálcio e vitaminas está fortemente associada à capacidade de reparação do ADN, e não estamos a falar de megadoses destes nutrientes pelo que este é um dos meios para a redução do risco de cancro da mama.

 

 

Pág. 1/4