Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sex | 03.04.09

TRIGLICÉRIDOS E O CORAÇÃO

Dr. Luís Romariz

Gotículas de gordura na circulação sanguínea, conhecidas por triglicéridos, começam a estar muito elevadas em 33% dos Ocidentais. Estas partículas de gordura estão a tornar-se num dos melhores preditores de doença cardíaca, especialmente se medidos numa altura de não-jejum. Num estudo importante o limite foi de 150 mg/dL.  Contudo, tenho vindo a dizer que os triglicéridos não devem ser mais do que o dobro do C-HDL – o “bom” colesterol, sob pena de termos um enorme risco cariovascular. Triglicéridos em demasia também bloqueiam a acção da leptina no cérebro, o qual por sua vez dá ordem para comer mais e mais, aumentando os TG num ciclo vicioso.

E afinal de contas qual é a razão mais plausível para ter os triglicéridos elevados? Segundo a minha opinião a causa reside na ingestão de hidratos de carbono de alto índice glicémico – pão, batata, doces, etc. – e na moda dos lanches entre as refeições. Claro que o sedentarismo em nada ajuda! 

Qui | 02.04.09

MAGNÉSIO E CÁLCIO AJUDAM A COMBATER A DIABETES

Dr. Luís Romariz

 

Um princípio fundamental para ser saudável é ter uma boa reserva de minerais que estão envolvidos em milhões de reacções químicas diárias as quais mantêm a vida. Um novo estudo efectuado em 64 000 mulheres mostra que uma alta ingestão quer de cálcio quer de magnésio reduz o risco de desenvolver diabetes tipo II em cerca de 21% - 33%.  Até a ingestão de leite mostrou ser protectora.

 

Esta informação demonstra que a nutrição básica, tal como nutrientes geradores de energia, antioxidantes, e neste caso, reservas minerais, são cruciais para manter a saúde. Certamente, quando se pensa em diabetes a maior atenção vai para a obesidade, resistência à insulina, leptina, saúde do pâncreas e do fígado. O facto de que simples deficiências de minerais básicos podem abrir caminho para doenças graves é algo de interessante a considerar. Há falta de melhor, o sal marinho não refinado contem os minerais necessários à vida! 

Qui | 02.04.09

DE VOLTA DOS TRÓPICOS?

Dr. Luís Romariz

Muitas das pessoas que viajam para climas tropicais ou que suam desmesuradamente podem vir a padecer de uma infecção fúngica chamada tinea versicolor. Ambientes quentes e húmidos tem condições ideais para que este tipo de fungo prolifere. Esta doença da pele caracteriza-se pelo aparecimento de placas avermelhadas, acastanhadas ou brancas mais frequentemente no peito, no pescoço, dorso e braços, podendo acontecer uma descoloração da pele. Esta condição pode melhorar com a aplicação de um champô anti-caspa, mas como tem tendência à cronicidade deve procurar ajuda médica.

 

Encorago-a/o a colocar questões sobre qualquer dos temas abordados, ou outro que ache de seu interesse!

Qua | 01.04.09

EXERCÍCIO, IMUNIDADE E INTELIGÊNCIA

Dr. Luís Romariz

Muitas pessoas fazem exercício físico para perder peso rapidamente. Frequentemente, o seu objectivo é perder o excesso de gordura de forma rápida. Bem, eis algumas más notícias. Perder gordura corporal (REPAREM QUE NÃO FALO EM PERDER PESO MAS SIM GORDURA) é um processo lento e longo. Francamente, perder mais do que 0.5 kg de gordura semanalmente é uma tarefa árdua e difícil. Felizmente, há muitas e boas razões para fazer exercício independentemente do factor emagrecimento.

Comecemos pelo treino de resistência. O primeiro benefício é o de manter a massa muscular à medida que se vai envelhecendo, e ao mesmo tempo manter a função imune. Entre os vinte e os quarenta anos, perdemos cerca de 40% de massa muscular, e após essa idade perderemos 1% ao ano. É bom saber que o nosso organismo mantém a capacidade de sintetizar novo musculo à medida que envelhecemos. Temos essa capacidade até aos 70 ou 80 anos da mesma forma que tivemos aos trintas. Temos é de combater o aumento na degradação da massa muscular. A razão mais provável por detrás desta perda é o aumento do cortisol à medida que envelhecemos, o qual degrada o musculo em glicose. Isto também acontece se a dieta for de carga glicémica muito baixa, como é o caso da dieta Atkins.

Se não fizermos exercício de resistência vamos ter menos massa muscular e ficar mais propensos a adoecer. Porquê? Porque o nosso organismo armazena as suas reservas de aminoácidos nas células musculares incluindo o ácido glutamico – componente essencial de certas células da imunidade conhecidas como macrófagos e neutrófilos. Durante tempos de stress agudo, como é o caso das infecções, o corpo segrega cortisol em excesso de forma a quebrar o músculo obtendo assim a glutamina para o sistema imune. Se não tivermos quantidade adequada de músculo, não vamos ter a quantidade de glutamina necessária para enfrentar as infecções, e o sistema imune vai padecer. Esta é uma das razões pela qual muitos idosos morrem de infecções logo após uma fractura óssea. Como é necessária glutamina para reparar o osso não sobra para fazer face às infecções.

Tal como o inesperado benefício do treino de musculação é manter o sistema imune, o do treino de aerobica é o de manter o cérebro. O exercício aeróbico pode melhorar a função cerebral por activar uma hormona chamada factor neurotrófico cerebral (BDNF) que repara e despoleta o desenvolvimento das células nervosas cerebrais. Estas células necessitam de um ácido gordo omega-3 – DHA – como fonte energética. Este encontra-se nos peixes azuis de águas frias (cavala, sardinha, carapau, etc.).

Durante anos pensou-se que o cérebro não podia regenerar as células nervosas, mas agora sabemos que sob certas condições isso é perfeitamente possível. O estímulo está no BDNF. O exercício aeróbio estimula a libertação de BDNF, que tendo o DHA à mão faz crescer novos neurónios. Portanto, faça exercício e coma peixe gordo ou suplemente com óleo de peixe. 

Qua | 01.04.09

QUERATOSE ACTÍNICA

Dr. Luís Romariz

 

A queratose actínica apresenta-se sob a forma de lesões cutâneas causadas pela exposição solar. Estas lesões são mais frequentemente observadas no rosto, mãos, antebraços e no V do pescoço, e são mais prevalentes nas pessoas de pele clara do que nas que são mais pigmentadas. Estas lesões são normalmente consideradas como pré cancerosas. Qualquer lesão saliente, rugosa e avermelhada na pele deve ser examinada por um dermatologista. Recorde que a protecção solar é essencial em qualquer idade para prevenir o envelhecimento prematuro da pele e reduzir o risco de cancro cutâneo. Mesmo durante o Inverno é necessário que o seu creme hidratante tenha um FPS – tem de bloquear os raios UVA prioritariamente – de 15, e seja biológico/orgânico.

Pág. 6/6