Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qui | 31.07.08

VITAMINA D E NEUROPATIA

Dr. Luís Romariz

A Vitamina D reverte a neuropatia diabética

A suplementação com vitamina D é uma terapêutica efectiva na dor da neuropatia diabética, Segundo uma pesquisa de cientistas australianos.
Os estudos anteriores revelaram que a deficiência em vitamina D é comum em doentes com diabetes tipo II, mas o seu efeito na neuropatiadiabética ainda não tinha sido testado. O estudo publicado nos Archives of Internal Medicine (168:771-772)  contou com  51 pacientes com  diabetes tipo II e neuropatia. Todos os pacientes eram deficientes em vitamina D, com concentrações séricas médias 18 ng/mL.
Após 3 meses de suplementação com colecalciferol (vitamina D3) houve uma diminuição acentuada da dor em  40% da severidade.
O mecanismo pelo qual a vitamina D reduz a severidade da neuropatia ainda é incerto, mas os resultados estão aí á vista.  
A vitamina D tem um importante papel na osteoporose. Também se sabe que tem a capacidade de melhorar o controlo da glicemia (açúcar no sangue). Adicionalmente, a suplementação é isenta de efeitos secundários.  “Não só não tem efeitos secundários, como se obtem um alívio da dor neuropática e repercussões positivas no controlo da diabetes, dizem os pesquisadores.”
Sex | 11.07.08

CANCRO E BRÓCOLOS

Dr. Luís Romariz

 

Os brócolos ou o seu extracto podem minimizar o desenvolvimento do cancro da bexiga em 50%.  
Os estudos, particularmente os estudos epidemiológicos, demonstram o efeito protector das crucíferas ― brócolos e couves-de-bruxelas ― em relação ao cancro da bexiga (por exemplo, International Journal of Cancer, Vol. 120, pp. 2208-2213).
"Demonstra crescente evidência que ingerir estes vegetais protege do cancro da bexiga," diz o co-autor Yuesheng Zhang do Roswell Park Cancer Institute em Nova Yorke. Esta acção fica a dever-se aos altos teores em glucosinolatos os quais são metabolizados em isotiocianatos, sendo que estes são conhecidos por terem poderosos efeitos anti-cancerosos. O maior issotiocianato dos brócolos é o sulforane. Este composto é conduzido selectivamente aos tecidos da bexiga, através da excreção urinária.
Os brócolos já tinham sido referenciados previamente por serem capazes de baixar a tensão arterial e protegerem do cancro da próstata.
Cerca de 50 gramas de brócolos por refeição, em média, são suficientes para obter protecção.

O cancro da bexiga é diagnosticado anualmente em cerca de 336 000 pessoas, e afecta mais os homens do que as mulheres (Segundo a Escola Europeia de Oncologia).

Qua | 09.07.08

O SONO E OS SEXOS

Dr. Luís Romariz

 

O sono segundo os sexos

 

As mulheres sofrem mais com a falta de sono do que os homens, e os cientistas pensam que sabem o porquê.
Eles descobriram que  a falta de sono está associada a maior angústia e stress psicológico e a níveis aumentados dos biomarcadoresassociados ao aumento de risco de diabetes tipo II e doença cardíaca. Também descobriram que estas associações eram mais fortes nas mulheres do que nos homens.
O estudo sugere que a má qualidade do sono — medido pelo número de horas de sono, o grau de profundidade do sono, e mais importante quanto tempo demora a adormecer — pode ter consequências mais nefastas para a mulher do que para o homem.
O estudo foi publicado na revista médica Brain, Behavior and Immunity, e incluiu 210 homens e mulheres saudáveis de meia-idade.

 

Seg | 07.07.08

GLICAÇÃO

Dr. Luís Romariz

 

Glicação
Glicação é o fenómeno em que o açúcar carameliza com as proteínas celulares, tornando as nossas células rígidas e diafuncionais.
Todos os doces e muitos dos amidos, incluindo o pão não integral, arroz branco, batatas, massa não integral, cereais (excepto aveia), batatas fritas, crackers, e outros “snacks”, devem ser evitados. Apenas alguns vegetais devem ser evitados — milho, cenouras (crua é aceitável), e beterraba. Muitos frutos devem ser consumidos em pequenas quantidades e sempre com alimentos proteicos (por ex:yogurte) — bananas, kiwi, ananás, papaia, manga, melão e melancia, frutos secos (excepto damascos) e todos os sumos de fruta (mesmo os caseiros e feitos na hora). E por fim, mas muito importante deve-se evitar a todo o custo beber cerveja — pode beber-se vinho tinto em pequenas quantidades.
Se consumir pequenas quantidades destes alimentos durante a semana está a aumentar a sua glicação (e como tal a aumentar a sua velocidade de envelhecimento) muito mais do que se comer muito uma vez por semana.
A alimentação rica em proteínas ajuda a controlar o metabolismo da glicose.
Certifique-se que divide a sua ingestão alimentar por 3 refeições diárias, devendo o pequeno-almoço ser substancial.
E nunca se esqueça, a comida é o medicamento mais poderoso que o ser humano ingere na sua vida, por isso trate-a com todo o respeito!
Seg | 07.07.08

RIGIDEZ

Dr. Luís Romariz

 

A maioria das pessoas já experimentou uma rigidez no pescoço ou ombro, a qual restringe dolorosamente os nossos movimentos. A maioria das pessoas sofre desnecessariamente de dores e limitações articulares dependentes de maior ou menor grau de rigidez, encurtamento e adesão do tecido muscular, ligamentar e conectivo.
Muitos se apercebem que padecem de rigidez, mas nada fazem para a contrariar, pensando que a flexibilidade é coisa de jovens e não pode ser melhorada. Muitos falham porque são ensinados de forma errada.
O comprimento e a elasticidade dos nossos músculos e ligamentos e das nossas articulações está dependente do tipo de uso e movimentos que lhes damos. Ou seja, um correcto programa de alongamentos, suave e progressivo, leva a uma flexibilidade aumentada que invariavelmente espanta os próprios doentes. Estudos com idosos revelam que um programa deste tipo, bem desenhado e personalizado, aumenta extraordinariamente a flexibilidade, prevenindo quedas e aumentando a qualidade de vida. E cerca de 10 minutos diários são o suficiente.

Mas, e há sempre um mas, não basta efectuar os clássicos alongamentos de forma estática. É necessário fazer alongamentos em movimento, pois essa é que é a realidade do dia-a-dia. E não adianta forçar os músculos até ao ponto de dor. Pode ser meio caminho andado para uma lesão. Um bom programa de alongamentos utiliza no inicio das sessões a posição de deitado, pois permite um relaxamento imediato dos músculos tónicos da coluna e dos membros inferiores.