Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Qua | 16.06.10

DIETA PARA A DOENÇA DE ALZHEIMER

Dr. Luís Romariz

Um artigo publicado na edição de Junho de 2010 do FASEB Journal revela uma descoberta de investigadores da Universidade de Temple na qual uma dieta pobre em metionina atrasa ou retrocede a doença de Alzheimer nos seus estádios iniciais. A metionina é um aminoácido essencial que está contido na carne vermelha, ovos e em menor quantidade noutros alimentos. A homocisteína – um subproduto da transformação da metionina – tem sido associada a um aumento do risco de Alzheimer bem como de doença cardiovascular. A grande questão à qual os investigadores têm de responder é se há uma hipótese de reverter ou abrandar a doença, ou se pelo contrário não há nada a fazer.

Neste estudo, os indivíduos sujeitos s uma dieta elevada em metionina, e consequentemente em homocisteína, tiveram uma melhoria significativa quando foram normalizados os seus níveis de ingestão em metionina. No fim do estudo ficaram surpresos com a melhoria cognitiva e reversão sintomatológica até no que toca à acumulação de placas amilóides cerebrais – característica patognomónica da doença de Alzheimer. O que isto demonstra é que o cérebro tem uma plasticidade fantástica para reverter uma data de coisas más que lesaram as células cerebrais, pelo menos enquanto estas ainda são viáveis.

Claro que sabemos que uma suplementação de vitaminas do complexo B, nomeadamente a B6, B12 e o ácido fólico tem a capacidade de diminuir a homocisteína. Dado que a doença de Alzheimer se comporta como a 3ª forma de diabetes, o controlo da glicemia e especialmente da glicação poderá alterar o curso desta patologia.