Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Seg | 08.02.10

A HORMONA PERDIDA

Dr. Luís Romariz

A maioria das pessoas pensa que a grande perda hormonal na menopausa se faz à custa dos estrogénios. Nada de mais errado! A grande perda – que começa por volta dos 35 anos – é na progesterona.

Esta hormona, essencialmente produzida nos ovários pelo corpo amarelo, tem efeitos de equilíbrio sobre as acções do estradiol nomeadamente de contenção sobre o crescimento das células mamárias e do endométrio (útero). É a hormona que dá a calma e tranquilidade à mulher e que exerce um potente efeito diurético.
Mas tem uma acção que tende a ser ignorada. A progesterona promove o crescimento ósseo ao contrário dos estrogénios que diminuem a perda da massa óssea (reabsorção). Esta é a principal razão para a osteoporose menopausica.
De facto, após a menopausa a mulher ainda produz cerca de 1/3 dos estrogénios enquanto a produção de progesterona é praticamente inexistente. Isto cria um desequilíbrio a favor dos estrogénios – dominância estrogénica – que põe a mulher em risco de cancro da mama e do útero, para além de favorecer o aparecimento de osteoporose.
É pois imperioso que haja uma substituição hormonal bioidêntica com progesterona. Mas cuidado com as imitações, pois as progestinas –progesteronas laboriatorialmente quimicalizadas têm efeitos contrários favorecendo nomeadamente a doença cardiovascular e os cancros do útero e da mama.