Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dom | 20.12.09

PORQUE É QUE O STRESS ENGORDA?

Dr. Luís Romariz

Um estudo recentemente publicado no American Journal of Epidemiology analisou os dados de 1.355 homens e mulheres aos quais tinha sido medido o peso e os níveis de stress em 1995 e posteriormente em 2004.

Os dados revelaram que os que tinham excesso de peso ou obesidade acumulavam mais gordura quanto mais elevados os seus níveis de stress fossem. Os que eram magros, magros continuaram segundo o autor do estudo o Dr. Jason Block da faculdade de Harvard, “O efeito do stress parece não atingir os magros, apenas os que têm excesso de peso.”

O stress é uma causa major do nosso descontentamento diário e tem impacto no peso corporal.

O stress apresenta-se sob duas formas:

Agudo que acontece quando vamos apanhar um avião, estamos cheios de trabalho, ou os filhos pedem ajuda e nós sentimos o peso do mundo nos nossos ombros.

Crónico que aparece quando vivemos o dia-a-dia sem esperança ou se perdemos a auto-estima.

A melhor maneira de lidar com os problemas, Segundo a minha perspectiva de 30 anos de profissão, é tentar compreender as causas do stress.

Uma vista sobre o que o stress nos faz

1. Metabolismo  – O stress estimula a produção da hormona cortisol a qual abranda o metabolismo.  

2. Glicémia e Insulina  – O stress causa a flutuação dos níveis de insulina e açúcar. Quando a insulina está alta e o açúcar baixo nós procuramos comida – particularmente as salgadas e doces.

3. Ânsias de quebrar as regras – O nosso desejo de comer alimentos-lixo está directamente ligado aos níveis hormonais e ao stress. Quando o stress aperta as pessoas não correm à procura de legumes e frutos, elas comem batatas fritas ou análogas.

4. Deposição de gordura na barriga e coxas  – Quando estamos stressados, comemos alimentos-lixo que se acumulam na cintura e coxas abrindo caminho para doença cardíaca, AVC e diabetes.

5. Alimentação emocional  – O stress e os níveis crescentes de cortisol impelem-nos para um ciclo de má alimentação, ingestão aumentada de cafeína e álcool, sedentarismo e insónia.

Como evitar que o stress nos engorde:

1. Não se isole. Aproxime-se dos amigos, familiares, ou outras pessoas que lhe possam dar recomendações positivas ou que sejam exemplos positivos.

2. Afaste-se de pessoas críticas ou de atitude negativa. O sarcasmo é sempre negativo.

3. Exercício. A menos que se sinta pior após o exercício, o que é normalmente sinal de doença, inicie um programa de treino. Sentir-se-á melhor e com menos ânsias alimentares.

4. Relaxe. A melhor maneira de relaxar é concentrar-se em boas recordações ou imaginar lugares fantásticos.

5. Um sono profundo é chave para  se sentir melhor e perder peso. Durante o sono, são produzidas hormonas que nos renovam e fortalecem.

6. Equilibre as suas hormonas. Se tem mais do que 40 anos, as suas hormonas precisam de ser optimizadas. A menopausa e o hipotiroidismo são os maiores contribuintes para o desequilíbrio hormonal. Substitua por hormonas bioidênticas se necessitar de reposição hormonal e tome os suplementos alimentares indicados.

7. Não se concentre apenas na dieta. Enquanto tenta perder peso tente incorporar todos os passos expostos com uma dieta saudável, exercício e controlo do stress.

 

2 comentários

Comentar post