Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

16.09.09

A DEFICIÊNCIA EM VITAMINA B12 AFECTA MILHÕES DE PESSOAS


Dr. Luís Romariz

O quadro normal de um paciente com deficiência em vitamina B12 é o de uma pessoa idosa com anemia perniciosa. Mas a deficiência nesta vitamina é causada por uma má absorção intestinal. Esta má absorção é a causa da incapacidade para libertar a vitamina B12 dos nutrientes que ingerimos ou das proteínas que a transportam.

A deficiência em vitamina B12 é muito comum nos idosos. Um estudo revelou uma prevalência de 12% desta doença nos idosos. Outros, sublinham que quem está institucionalizado ou está doente e mal nutrido, tem uma prevalência ainda maior – cerca de 30% a 40%. Infelizmente, a deficiência em vitamina B12 é muitas vezes sub-diagnosticada pois as manifestações clínicas podem ser muito subtis. De facto, uma das suas manifestações – perda de memória moderada – pode simular os estágios precoces das demências.

A má absorção alimentar desta vitamina é causada primariamente por gastrite atrófica. Mais de 40% dos pacientes maiores do que 80 anos têm gastrite atrófica pois estão a ser tratados para erradicação do h. pylori. Também é comum nas pessoas mais idosas a ingestão de inibidores da bomba de protões – lansoprazol. omeprazol, Nexium, etc. – para combater alguma acidez pontual. Isto inibe a produção de ácido gástrico inibindo a absorção posterior no intestino. Mais vale usar pontualmente uma colher de café de bicarbonato. É barato e inócuo. A suplementação oral com vitamina B12 faz sentido se for numa formulação de absorção sublingual.