Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sab | 29.08.09

PRODUTOS DE BELEZA -Porquê Ingredientes Nocivos?

Dr. Luís Romariz

A pele é o maior órgão do nosso corpo – e também o mais fino. Menos de 0.25 cm separam o nosso corpo de potenciais toxinas. Mais, a nossa pele é altamente permeável. Quase tudo o que pomos em contacto com a pele acaba na corrente sanguínea, e é distribuída pelo corpo. É por isso que eu gosto tanto de dizer “não ponham nada na pele, que não fossem capazes de ingerir…”

Embora tenha sido reiterado varias vezes, a beleza é mais do que a pele. A tentativa de mudança exterior enquanto se neglegencia o que se passa no interior é quando muito um remendo temporário. Este é o grande dilema da medicina antienvelhecimento pois ninguém passa a ter melhor desempenho sexual, físico, cardíaco ou mental porque fez uma intervenção estética ao rosto ou ao abdómen. Mas muito antes de aparecer a medicina antienvelhecimento apareceu a medicina estética que ofereceu o que podia!

No que concerne à indústria da beleza, vale tudo…E o dinheiro fala mais alto. Por isso eu aviso – “consumidoras estejam alerta”. E se pensa que as agências governamentais zelam por si…Elas deixam que a indústria cosmética, incluindo os produtos de cuidados dermatológicos, tenham a sua própria politica de marketing e de ingredientes. E a lista dos que tentam ajudar as consumidoras é surpreendentemente pequena – ou inexistente.

Actualmente, estima-se que haja mais de 10.500 produtos cosméticos e de cuidados dermatológicos à venda no mercado. Destes, o Environmental Working Group calcula que 99% deles contenham um ou mais ingredientes cuja segurança nunca tenha sido avaliada. E porque é que usam estes químicos? Porque são baratos e proporcionam um prazo de validade muito alargado.

Eis alguns dos clichés que esta indústria adora:

·        "Apenas para uso profissional" – Esta frase permite remover químicos prejudiciais dos rótulos.

·        "Hipoalérgico" – Actualmente não são obrigatorios os testes para reclamar o estatuto de “hipoalérgico” ou “próprio para peles sensíveis”.

·        Químicos prejudiciais – A menos que se queira, estes compostos podem não estar explicitados nos rótulos.

·        Dermatológicamente ou cientificamente testado – Não tem qualquer significado, a não ser enganar as consumidoras. Em medicina os estudos são duplamente cegos e com um número grande de participantes. Os estudos são publicados nas revistas médicas e científicas. Recordam-se de algum creme que venha acompanhado de referências concretas a estudos sérios?

A indústria cosmética movimenta anualmente biliões. Baseada nos sonhos das pessoas, essa industria gasta milhões em publicidade. Ainda mais assustador do que isto é a quantidade de químicos que as mulheres põem no rosto cada ano que passa. Calcula-se qualquer coisa como 2.5 quilos! Tal como já aconteceu, as autoridades só podem suspender um produto após comprovadamente haver casos de graves problemas.

Muitas pessoas – inclusive as que escolhem alimentos biológicos ou  gourmet usam produtos dermatológicos que podem constituir uma ameaça séria para a sua saúde. Claro que não estou a sugerir que elas apliquem propositadamente toxinas na sua pele, simplesmente não têm consciência da dimensão dos químicos nos produtos de beleza – alguns irreconhecíveis e outros com nomes impronunciáveis. Um elevado numero destas toxinas têm efeito parecido com o dos estrogénios, o que deita por terra qualquer boa intenção de cuidar da nossa pele. Quais são estes químicos? Eis alguns, pois a lista é vasta:

·        Parabenos – muito utilizados como conservantes (cerca de 13.200 produtos) estão implicados nos distúrbios hormonais quer ao nível da pele quer ao nível endócrino.

·        Óleos minerais, parafina e petrolatum – estes derivados do petróleo deixam uma camada tipo plástico, obstruindo os poros e promovendo a acumulação de toxinas. Podem diminuir a renovação celular promovendo assim o envelhecimento da pele. Capazes de promover cancro deviam ser completamente excluídos…

·        Laurilsulfato ou laureato de sódio (SLS) – encontra-se em 90% dos cosméticos. Rompem a barreira líquida da pele conduzindo à desidratação. Combinado com outros químicos pode levar à formação de nitrosaminas que são carcinogénios potentes!

·        Acrilamida – encontrado em muitos cremes faciais, está ligada a tumores da mama…

·        Propilenoglicol – comummente usado como hidratante e transportador de fragrâncias, pode causar dermatite e irritação cutânea. Pode impedir a renovação celular da pele. Ligado a problemas renais e hepáticos.

·        Ácido fenolcarbólico – encontra-se em muitas loções e cremes, podendo causar colapso circulatório, paralisia, convulsões, coma e até falência respiratória.

·        Dioxano – frequentemente escondido em ingredientes como polisorbatos, álcoois, e laureato são muito comuns nos produtos de beleza. É carcinogéico, e as vias aéreas são altamente vulneráveis.

·        Tolueno – pode ser muito venenoso. Feito a partir do petrolatum e do alcatrão encontra-se em muitas fragrâncias sintéticas. A exposição crónica conduz a anemia e alterações renais e hepáticas. Ligado a alterações fetais.

Ora, tendo lido isto não será melhor pesquisar os rótulos dos seus produtos e evitar estes químicos? Para alem de evitar estes tóxicos, há outros passos que podem criar a tal aparência que idealiza! Obviamente estou a falar de não fumar, de fazer uma alimentação hormonalmente correcta e anti-inflamatória rica em produtos biológicos e sem processamento, ingerindo ómega-3 em quantidades generosas. Estou a falar de efectuar exercício físico regular e hormonalmente capaz de induzir o rejuvenescimento. Estou a falar de um sono reparador e a horas! Estou a falar de procurar um ambiente livre de toxinas e em fazer teste e terapias de desintoxicação de forma consistente…

Mas para alem disto há um assunto que tenho de debater consigo e acerca do qual deve estar consciente…Diariamente, a poluição, a sujidade, e o pó ligam-se à superfície da sua pele e se não perder uns minutos a limpar convenientemente a sua pele e a desobstruir os poros, a pele pode ficar com aspecto mortiço – em vez de brilhante e radiosa. No entanto há um mas…Poderá parecer um cliché, mas há coisas que pode fazer para prevenir o envelhecimento da sua pele:

·        Evite ou minimize a agressão pela água quente e pelo cloro. Embora o duche possa parecer promotor de saúde e do relaxamento, a sua pele pode discordar – especialmente se a água tiver muito cloro, a menos que venha de um poço. O cloro causa stress oxidativo na pele. Quanto mais quente estiver a água, maior é o seu potencial para causar lesão pois a taxa das reacções químicas aumenta com a temperatura. A água quente pode envelhecer a sua pele. Limite os banhos a um diariamente, rápido, sem grandes detergentes e muito tépido.

·        Use produtos de beleza biológicos.

·        Limpe cuidadosamente a pela, antes de se deitar.

·        Durma com a barriga para cima – a gravidade causa alterações na plasticidade da pele.

·        Não fume. O fumo produz imensos radicais livres que envelhecem a pele rapidamente.

·        Proteja-se do sol. O sol promove o foto-envelhecimento. Use um creme com FPS (15) incorporado.

·        Use um esfoliante natural. A esfoliação refresca a pele removendo as células mortas. Mas se o fizer de forma agressiva vai lesar as células vivas…

·        Aplique os produtos de beleza quando tiver a sua pele morna, pois aumenta a absorção. Se a pele estiver fria aplique-lhe uma toalha aquecida.

·        Nunca puxe ou esfregue a pele. Aplique os produtos com suavidade e com leves movimentos de batimento para que a pele tenha a melhor absorção. Esfregar os produtos de beleza promove as rugas e o descaimento da face.

·        NÃO espere melhorias do dia para a noite. Dê o tempo suficiente para os produtos actuarem – entre 3 a 6 meses. Prometer o contrário não é sério. Lembre-se que demorou anos para ficar com a pele envelhecida…

Finalmente tenha em conta que são poucas as substâncias com comprovada capacidade para melhorar a pele e rejuvenescê-la – vitamina C, derivados da vitamina A, ácidos de frutos como o glicólico, ácido alfa-lipoico, vitamina E, talvez o Q10 e pouco mais. E muito importante: têm de estar em concentrações eficazes – o que é raro acontecer. Opte por uma mentalidade de consumidora informada e decida pela melhor relação custo/benefício. Normalmente o mais caro não é o melhor!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.