Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Sex | 11.07.08

CANCRO E BRÓCOLOS

Dr. Luís Romariz

 

Os brócolos ou o seu extracto podem minimizar o desenvolvimento do cancro da bexiga em 50%.  
Os estudos, particularmente os estudos epidemiológicos, demonstram o efeito protector das crucíferas ― brócolos e couves-de-bruxelas ― em relação ao cancro da bexiga (por exemplo, International Journal of Cancer, Vol. 120, pp. 2208-2213).
"Demonstra crescente evidência que ingerir estes vegetais protege do cancro da bexiga," diz o co-autor Yuesheng Zhang do Roswell Park Cancer Institute em Nova Yorke. Esta acção fica a dever-se aos altos teores em glucosinolatos os quais são metabolizados em isotiocianatos, sendo que estes são conhecidos por terem poderosos efeitos anti-cancerosos. O maior issotiocianato dos brócolos é o sulforane. Este composto é conduzido selectivamente aos tecidos da bexiga, através da excreção urinária.
Os brócolos já tinham sido referenciados previamente por serem capazes de baixar a tensão arterial e protegerem do cancro da próstata.
Cerca de 50 gramas de brócolos por refeição, em média, são suficientes para obter protecção.

O cancro da bexiga é diagnosticado anualmente em cerca de 336 000 pessoas, e afecta mais os homens do que as mulheres (Segundo a Escola Europeia de Oncologia).