Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

Dr. Luís Romariz

Aumento da longevidade e rejuvenescimento

11.09.19

HORMONAS E CANCRO

Dr. Luís Romariz
A maioria das mulheres está confusa e receosa acerca do envelhecimento e das hormonas. Muito do meu trabalho consiste em desmistificar este assunto, tranquilizando-as e assegurando-lhes que as (suas) hormonas não as vão matar. Não admira que estejam receosas e confusas, pois frequentemente são bombardeadas por excertos de estudos que os média reproduzem de forma distorcida. O principal erro consiste em meter no mesmo saco as hormonas químicas e as hormonas bio idênticas. De facto, (...)
20.04.18

AEROBICA OU PESOS?

Dr. Luís Romariz
Uma nova investigação pela Universidade de Sydney, acrescenta mais motivação para se acrescentar exercício com carga ao plano geral de fitness, pois este representa uma diminuição de risco de morte prematura, nomeadamente por causa de cancro em que este tipo de exercício é melhor do que aeróbica. Os dados de 80.306 adultos adquiridos durante 14 anos foram analisados para se investigar as associações entre o exercício com pesos e causas de morte por doença cardiovascular e (...)
15.04.18

MAGNESIO, ESTATINAS, COLESTEROL E DOENÇA CARDÍACA

Dr. Luís Romariz
A insuficiência em magnésio é muito comum, especialmente nas pessoas com doença do foro cardiovascular. Tal como qualquer outro músculo, o coração necessita de magnésio. A actual epidemia de doença cardíaca nas mulheres pode ter a ver com o excesso de cálcio prescrito para a osteoporose. Vários estudos publicados na prestigiada revista médica BMJ provaram este facto. Quem toma cálcio de forma isolada (sem vitamina D, K2, e magnésio) vive em média menos 7 anos. O fármaco (...)
03.12.16

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOENÇA

Dr. Luís Romariz
Muitos fenómenos científicos, talvez a sua maioria, obedecem ou seguem leis da natureza. Quando um perito não consegue explicar os factos aos leigos, é porque tem uma completa falta de compreensão desses factos. A pesquisa dos efeitos dos antioxidantes sobre toxinas e doenças infecciosas mostra um padrão nos seus mecanismos de actuação. Um ser vivo saudável é aquele em que há um permanente fluxo de electrões. Quando doente, esse fluxo está parcialmente comprometido, e quando (...)