Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Domingo, 9 de Março de 2014

LEGUMINOSAS: SIM OU NÃO?

Será que as leguminosas como os feijões devem fazer parte da alimentação humana? Penso que não! Estes vegetais dos quais os amendoins e a soja fazem parte, têm um profundo impacto negativo na nossa saúde. São numerosos os artigos médicos publicados sobre os malefícios destes alimentos, proibidos em países como a África do Sul, por causa da sua potencial toxicidade. Embora muita gente pense que os feijões são ricos em proteínas, a verdade é que as proteínas destes alimentos são de péssima digestibilidade. Apenas nalguns casos em que há uma fermentação exaustiva, alguns dos anti-nutrientes das leguminosas são destruídos. O facto é que as leguminosas (feijões, ervilhas, etc.) contêm menos 63% proteína do que a carne magra, com a agravante de que o nosso organismo não processa correctamente as suas proteínas, ou seja, têm uma má digestibilidade. As leguminosas contêm uma série de anti-nutrientes que diminuem a absorção das proteínas, para além de terem uma baixíssima quantidade de dois importantes aminoácidos – cisteína e metionina. Falemos agora dos níveis de minerais contidos nas leguminosas, nomeadamente do ferro e do zinco. Estes legumes (ervilhas, feijões, lentilhas, soja, etc.) embora tenham um conteúdo em zinco e ferro parecido com os produtos de origem animal, o facto é que o grupo Suíço do Dr. Cook e o Sueco do Dr. Hallberg demonstraram que a sua absorção é apenas de 20 a 25% devido ao conteúdo em fitatos. Isto acarreta que as leguminosas sejam uma má fonte destes minerais. Começamos a perceber que há alguns mal-entendidos acerca do valor nutricional das leguminosas

A lista dos anti-nutrientes destes legumes parece ser infindável, incluindo:

  • Lecitinas. Nomeadamente, a fitohemoaglutinina (PHA) que não desaparece totalmente com a cozedura, passa a barreira intestinal e causa alterações nos glóbulos vermelhos e noutras células. Muitas vezes, este é o início de uma doença auto-imune e aterosclerose.
  • Saponinas. São antinutrientes com algumas propriedades dos sabões, e têm capacidade para abrir buracos no revestimento interno do intestino, bem como nas membranas de outras células, podendo causar hemólise dos eritrócitos.
  • Fitatos. Dificultam a absorção de ferro, cálcio, zinco, magnésio e cobre.
  • Taninos e isoflavonas. Os taninos são amargos e adstringentes tendo um impacto similar aos fitatos. As isoflavonas actuam como hormonas femininas, com todo o mal que daí possa advir, incluindo bócio, tal como foi demonstrado pelo Dr. Ishizuki e colegas bem como pelo Dr. Hooper e colaboradores.
  • Inibidores das proteases. Estas, simplesmente dificultam a absorção das proteínas.

Também há o caso particular das favas, com uma síndrome descrita – o favismo – com hemólise grave que pode ser fatal em crianças. O consumo de amendoins também está frequentemente associado à aterosclerose pois o óleo de amendoim revelou-se tremendamente aterogénico conforme demonstração nos trabalhos do Dr. David Kritchevsky e colaboradores no Wistar Institute em Filadélfia.

Concluindo, as leguminosas são um portento da evolução das plantas no sentido de minimizarem o seu consumo pelos animais. No entanto, provocam um impacto negativo em quem os consome. Basta pensar que durante milhões de anos de evolução não tivemos hipótese de os comer, apenas há pouco tempo aprendemos a cozinha-los. Portanto não são alimentos a que estejemos habituados e que tenham implicado uma resposta adaptativa por parte dos intestinos humanos.

publicado por Anti-Envelhecimento às 18:38
link do post | comentar
1 comentário:
De Wilma Rocha a 12 de Março de 2014 às 13:53
Fiquei perplexa !! ou será que não entendi?? Existe até capsulas de lecitina à venda, então, qual a utilidade? Feijão, Ervilha,Amendoim...gosto de pasta de amendoim feita em casa com óleo de coco e demerara, pouquinho...Existe alguma leguminosa benéfica??
Obrigada, gosto de vir aqui para me informar ou me confundir,hahhaa

Comentar post

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds