Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Segunda-feira, 6 de Janeiro de 2014

ESTOGÉNIOS NOS HOMENS

O estradiol é um subproduto da testosterona o qual é produzido naturalmente no nosso corpo. Em pequenas quantidades, ajuda a regular a produção e alguns efeitos agressivos da testosterona, promovendo ao mesmo tempo a saúde cerebral, óssea e sexual. Mas quando em excesso, o estradiol pode suprimir a testosterona provocando um quadro de hipogonadismo masculino com diminuição do desempenho sexual, aumento de massa gorda, perda de musculatura, aumento da próstata e aumento do risco de doença cardiovascular. Infelizmente, este é o quadro que actualmente enfrentamos. A combinação do nosso estilo de vida e as más escolhas alimentares do dia a dia, aliadas ao uso de medicamentos e de poluentes estrogénicos como o BPA dos plásticos ou da água, são uma das causas de elevação do estradiol. Na realidade, vemos homens com mais estrogénios do que as mulheres, e à medida que estes sobem a testosterona desce, causando aumento das mamas nos homens! E é esta elevação do estradiol que causa o desequilíbrio na relação T/E e comuta o estado anabólico para catabólico. A relação ideal será de 50:1, sendo a testosterona medida a sua fracção livre. Mas podemos intervir positivamente nesta relação:
• Emagrecendo! As células de gordura, especialmente as da barriga, produzem estrogénios por conversão da testosterona. Elimine o álcool, o trigo, os lacticínios comerciais (têm hormonas), a soja e os açúcares especialmente sob a forma de sumos ou refrigerantes.
• Reduza a exposição aos plásticos, e nunca os aqueça com alimentos. Não use garrafas de plástico com água, especialmente no Verão.
• Reduza ou elimine os medicamentos como os inflamatórios, estatinas, anti-hipertensores, e antidepressivos.
• Aumente a ingestão de crucíferas como os brócolos, as couves, e o aipo. Estes vegetais têm compostos que eliminam os estrogénios. Considere suplementar a alimentação com DIM.
• Optimize os níveis de vitamina D, bem como dos ómega-3.
• Optimize os níveis do zinco, pois funciona como inibidor da aromatase (enzima que converte testosterona em estradiol).
• Faça exercício físico.
Concluindo: enquanto a testosterona é a hormona dos masculina, um pouco de estrogénio é necessário para compensar e fazer de nós verdadeiros machos!

publicado por Anti-Envelhecimento às 22:22
link do post | comentar
3 comentários:
De Luciano Caleiro a 7 de Janeiro de 2014 às 18:43
O uso do hormônio DHEA em baixas doses (ex: 25mg), a quem tem deficiência deste hormônio, pode estimular a produção de hormônios femininos no homem ou promover aromatase?
De Anti-Envelhecimento a 12 de Janeiro de 2014 às 20:01
A DHEA, nos homens , ~praticamente não se converte em testosterina, e muito menos em estradiol.
De nUNES a 31 de Janeiro de 2014 às 20:57
e quem tiver que tomar estatinas e beta-bloqueantes?

Comentar post

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds