Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Segunda-feira, 22 de Abril de 2013

LEITE: MITO OU REALIDADE?

O mito do leite espalhou-se pelo mundo inteiro baseado numa falsidade científica, que faz crer que pelo facto do leite ser rico em proteína e em cálcio – uma chávena contém 300 mg -  deva ser tomado para prevenir ou corrigir a osteoporose.

Mas muitos estudos científicos têm demonstrado uma espécie de “mau-olhado” em que o facto de se ingerir leite se associa a uma má saúde. E a associação mais surpreendente é o facto de ser difícil absorver o cálcio contido no leite (especialmente quando pasteurizado) levando até à perda de cálcio nos ossos. Mas que ironia!

Enquanto a indústria do leite convence o publico em geral sobre a “melhor fonte de cálcio” e “o alimento perfeito”, desenvolve cada vez mais produtos baseados nas maravilhas do “ouro branco”. Claro que a maioria dos nutricionistas e dos médicos afirma que o leite é extremamente saudável e adequado para a osteoporose, quanto mais não seja, por ser politicamente correcto! Uma excepção é Amy Lanou Ph.D. director do departamento de nutrição do comité de medicina responsável de Washington. Ele declara que os países com maior consumo de leite são os que têm maior taxa de osteoporose. Entretanto, as intolerâncias e alergias ao leite aumentaram imenso, nomeadamente à custa da caseína e da lactose. De facto, nós perdemos a capacidade para produzir lactase por volta dos 7 anos de vida. Na falta desta enzima responsável pela digestão da lactose (glicose+galactose) do leite, altera-se o ambiente intestinal, podendo abrir portas a alterações estruturais das vilosidades intestinais (a superfície de absorção dos alimentos). Isto conduz a uma possível absorção de proteínas lácteas que geram um processo de rejeição. Quando as nossas células de defesa contactam com estruturas do nosso corpo que tenham sequências parecidas às proteínas do leite, atacam essas estruturas iniciando um processo de doença auto-imune (tiroidite, artrite, etc.). É mais sensato ingerir produtos lácteos fermentados. E covem não esquecer:

  • Os dados não suportam a hipótese de que o elevado consumo de leite ou outras fontes de cálcio pelos adultos os protejam contra as fracturas da anca ou do punho. Fonte: Feskanich D, Willett WC, Stampfer MJ, Colditz GA. Milk, dietary calcium, and bone fractures in women: a 12-year prospective study. American Journal of Public Health. 1997.
  • O consumo de lacticínios, particularmente por volta dos 20 anos, está associado a um aumento do risco de fracturas da anca na idade adulta. (“Case-Control Study of Risk Factors for Hip Fractures in the Elderly”. American Journal of Epidemiology. Vol. 139, No. 5, 199.

Porque nos enganam? Cabe aos leitores pensarem nisso!

publicado por Anti-Envelhecimento às 12:16
link do post | comentar
1 comentário:
De jon a 23 de Abril de 2013 às 19:36

Comentar post

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds