Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014

LEPTINA, TIROIDE E OBESIDADE!

É frequente que os indivíduos com sobre peso terem sintomas associados ao hipotiroidismo. Isto é particularmente verdadeiro para as pessoas associadas a dieta io-io que têm dificuldade em perder peso mesmo cortando nas calorias e exercitando-se mais. Há muita confusão sobre o papel da tiróide na obesidade, em parte causado pelo facto das análises hormonais nem sempre se correlacionarem com os sintomas. As alterações da leptina – hormona produzida pelas células de gordura – são frequentemente a causa primária de muitos dos sintomas nas pessoas com sobre peso. A insuficiência em triiodotironina (T3) é frequentemente a causa para a maioria dos problemas da tiróide, sendo outra das causas a falta de nutrientes que permitem a conversão celular da hormona T4 em T3 – vitaminas do complexo B, selénio, zinco, magnésio e iodo. Para compensar os problemas relacionados com a resistência à leptina recomendo:

  • Nunca comer após o jantar
  • Ingerir apenas 3 refeições por dia
  • Não ingerir demasiada comida de cada vez
  • Comer um pequeno-almoço com bastante proteína
  • Reduzir bastante os hidratos de carbono, nomeadamente os de elevado índice glicémico

Os problemas com a leptina criam inflamação, pelo que abrem portas à obesidade e às doenças degenerativas, envelhecimento incluso. A suplementação com óleo de peixe (ómega-3) ajuda a melhorar a sensibilidade dos receptores à insulina e à leptina, assim como o crómio e o vanádio, Finalmente, cuidado com os tóxicos que afectam a tiróide nomeadamente o flúor, o cloro, o perclorato e a soja não fermentada.

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:55
link do post | comentar
Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2014

MODULAÇÃO HORMONAL FEMININA

Tem cerca de setenta anos a polémica sobre se as mulheres devem ou não modular as suas hormonas sexuais. O impacto positivo anti-envelhecimento da modulação hormonal é notório, pelo que as mulheres aspiram a poder fazer as hormonas durante o resto da sua vida. Quando o estudo WHI mostrou que as hormonas não humanas aumentavam o risco de cancro da mama e doença cardiovascular, gerou-se o pânico e a descrença sobre as hormonas. Posteriormente, e face aos benefícios inequívocos, limitou-se a reposição hormonal a cinco anos. Se é um facto que os xeno estrogénios (químicos ou de origem animal) são maus para a saúde, não é menos verdade que os responsáveis pelos efeitos deletérios observados são as progestinas. No entanto, as mulheres que não fazem reposição hormonal vêm a sua longevidade encurtada, e a sua qualidade de vida diminuída. Segundo estudos da Yale School of Medicine, terão morrido na última década, só nos EUA, cerca de 70.000 mulheres, e apenas pelo facto de não fazerem reposição hormonal estrogénica. O hiato entre a baixa de estrogénios, e a diminuição brutal e tendencialmente zero da progesterona, cria as condições para a dominância estrogénica e o consequente aumento do risco de doença cardiovascular e cancro. Os principais erros na prescrição hormonal foram:

  • Prescrição de hormonas sintéticas ou animais em vez de bioidênticas
  • Administração oral em vez de transdérmica
  • Dosagem única em vez de ser personalizada
  • Estrogénios isolados em vez de acompanhados com progesterona
  • Ausência de prescrição de moduladores dos metabolitos dos estrogénios (2OH em Vez de 16OH) como o I3C, vitamina D, Iodo
  • Alimentação ruinosa

Os estrogénios fazem bem mais do que aliviar os sintomas da menopausa. Eles são cruciais para a pele, para o sistema cardiovascular, para os ossos, para os olhos e para os músculos. Modulação hormonal significa elevar as hormonas que estão baixas e diminuir as que estão altas. As hormonas estão todas interligadas. Afinal, somos um só corpo!

publicado por Anti-Envelhecimento às 18:22
link do post | comentar | ver comentários (7)
Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

INFLAMAGING

Após uma impressionante série de descobertas cientificas, foi revelado qual o principal interruptor que acciona a maioria das doenças crónicas associadas ao envelhecimento. Apelidado de HMGB1, esta molécula proteica despoleta a libertação de citocinas – sinais químicos – as quais promovem a inflamação no nosso corpo.

À medida que a inflamação se acumula, o envelhecimento acelera até ao ponto de se ter cunhado a palavra inflamaging para descrever este quadro patológico, como entidade subadjacente à morte prematura, diabetes, aterosclerose, e cancro.

Logicamente, o passo seguinte consiste na procura de um fármaco que “desligue” o HMGB1, bem como o massivo fluxo de citocinas que ele faz gerar. Após milhares de experiencias, duas substancias emergiram de todas as outras:

  • Chá verde
  • Feijão da China ou feijão mungo

A ideia é interromper a “tempestade perfeita” de libertação das citocinas e o respectivo ciclo vicioso: as citocinas chamam glóbulos brancos, que por sua vez libertam mais citocinas, que chamam …

Esta abordagem ao envelhecimento patológico é uma entre várias, pois sabemos que há outras vias para a inflamação persistente. Para muitas dessas vias também já temos resposta, óleo de peixe (ómega-3), exercício, modulação hormonal, etc.

Degrau a degrau, estou convicto, chegaremos ao nosso objectivo de poder proporcionar mais e melhores anos de vida!

publicado por Anti-Envelhecimento às 20:22
link do post | comentar
Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014

EXCITOTOXINAS

O que é doce nunca amarga, ou o sabor que mata!
Excitotoxina é toda a substância capaz de fazer as células cerebrais dispararem impulsos nervosos contínuos, o que condiciona na maioria das vezes na morte dessas células.
Para quem já ouviu dizer que o açúcar faz mal, mesmo não sabendo o porquê, a tendência será usar os adoçantes. Estes, podem ser naturais ou artificiais. Ambos têm uma característica em comum: são nocivos! Os mais utilizados são a sucralose, o aspartame, e a sacarina. Normalmente os adoçantes contêm uma mistura de todos ou de alguns deles. O agave e o xarope de frutose são essencialmente compostos por frutose a qual é um veneno para nós.
A investigação científica mostra que a sucralose (Splenda) é um tóxico ambiental, altamente nocivo para a saúde humana, o qual pode desequilibrar a tiróide, que destrói a nossa flora intestinal em cerca de 50%, contribuindo para um eventual aumento de peso e diminuição da imunidade. Interage desfavoravelmente com medicações como a quimioterapia e medicamentos para o coração. É absorvida pelas células de gordura (adipócitos) ao contrário do que é publicitado. Este adoçante recebeu uma aprovação rápida e “esquisita” por parte da FDA. Vá lá saber-se...$$$... o porquê! As crianças, as idosas e os doentes crónicos são os mais susceptíveis aos malefícios deste adoçante:
• Anemia
• Infertilidade masculina
• Lesão cerebral e tonturas
• Calcificação renal
• Aborto espontâneo
• Alterações gastrointestinais
• Alterações da visão, com enevoamento 
• Reacções alérgicas e aumento de peso
• Etc.
Pose ser feito a partir do açúcar, mas não é açúcar. Aliás, este composto está mais perto do DDT e do agente laranja do que do açúcar. Este tipo de molécula não ocorre na natureza, e embora a publicidade diga que é zero calorias, o facto é que não o conseguimos digerir e muito menos metabolizar. Portanto, a questão de fundo permanece: qual será o impacto de uma molécula afim do DDT ou do agente laranja no nosso corpo?
E o aspartame? Comercializado sob a marca Canderel, e largamente disseminado pelos supermercados sob a forma genérica de aspartame, é o adoçante de eleição na Coca-Cola e outros refrigerantes – ligth – sem açúcar. É um poderoso excitante do sistema nervoso central que se decompõe em ácido aspártico, metanol e fenilalanina. O metanol que por sua vez se decompõe em formaldeído – cancerígeno – e ácido fórmico – insecticida de formigas – provoca cegueira e outras doenças graves. A fenilalanina – normal em concentrações até 4% – quando em excesso torna-se tóxica para as sinapses nervosas.
Mas há um super veneno à espreita na sua comida e na dos seus filhos! Chama-se Mono Glutamato Sódio (MGS) e é usado como intensificador de sabor. É dos tais compostos que a indústria não larga nem por nada, e que tudo fará para o perpetuar. Porquê? Pela simples razão que aumenta o sabor de toda a comida, é barato e torna fabuloso qualquer alimento imprestável. Está em tudo, desde sopas, aos caldos e eventualmente nos alimentos para bebés. Tem a certeza que o seu fiambre não tem MGS? Ou o molho de que tanto gosta? Ou, etc.?
Concluindo, estes compostos causam lesão cerebral permanente e uma miríade de sintomas negativos que urge chamar a sua atenção. Os industriais da alimentação deitam mão a todo o tipo de subterfúgios para esconderem o que colocam nos alimentos. Cabe a cada um de nós zelar pelo que comemos e damos a comer. Cada vez mais é verdade que somos o que comemos. Mas podemos evitar isto ao excluirmos os alimentos processados. Por exemplo, é natural que um hambúrguer tenha MGS, mas um bife que compramos no talho ou o hambúrguer feito em casa certamente não o contêm. Não adianta fazermos programas anti-envelhecimento, mesmo com a medicina de topo à nossa disposição, se não tivermos consciência do que comemos. Será sem,pré um pouco como alguém a tirar água de dentro de um barco, enquanto outro vai fazendo furos abaixo da linha de água.

publicado por Anti-Envelhecimento às 20:54
link do post | comentar
Domingo, 12 de Janeiro de 2014

SOJA: POLITICAMENTE INCORRECTO!

Desde há vários anos que escrevo que a soja conforme a conhecemos, é um veneno para a saúde humana. Para além de ser difícil acreditar que haja soja não transgénica à venda, os seus malefícios são vastos, pelo que apenas enumerarei os mais nefastos. Dirão que os Orientais comem muita soja e são saudáveis! Pois, mas é soja fermentada. Nada de leite de soja, iogurtes, etc. Duas curiosidades nos asiáticos: as mulheres têm tradicionalmente mamas pequenas, e os monges têm interesse em consumir soja … pois tira-lhes a libido!
O ácido fítico da soja provoca a inactivação (quelação) do cálcio, ferro, cobre, magnésio e zinco. Ora sendo o magnésio interveniente em mais de 300 reacções no nosso organismo, e imprescindível para a saúde cardiovascular … o cálcio é vital para a polarização celular e para os ossos … sem ferro há anemia … sem zinco não há antioxidantes internos, cicatrização e saúde cerebral … bem como o cobre, etc! 
Mais, os anti-nutrientes contidos na soja inibem a tripsina, enzima que ajuda a digerir as proteínas, portanto não há boa digestão e absorção proteica. 
As vitaminas B12 e D são negativamente afectadas pela soja. Só a vitamina D controla mais de 2000 genes, e a B12 é fulcral para a produção de energia celular… A soja tem altos níveis de alumínio e manganês pelo que pode criar toxicidade no nosso organismo.
A soja inibe a conversão da hormona da tiróide T4 em T3 (a sua forma activa), pelo que compromete o metabolismo e propicia ao aumento de peso por excesso de acumulação de gordura.
A soja provoca disfunção do sistema endócrino, pois os fitoestrogénios nela contidos causam estrogenicidade, com a consequente prematuridade da menarca, e efeminização nos rapazes. Esta verdade está escarrapachada da food database dos EUA, na fundação Weston-Price, e no fantástico livro “The soy ploy”. O maior cego é aquele que não quer ver!

publicado por Anti-Envelhecimento às 16:36
link do post | comentar

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds