Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

HORMONAS BIOIDÊNTICAS

QUER SABER SE A SUA TIRÓI...

ATAQUE CARDÍACO - Factore...

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

Arquivo

Novembro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2012

O MANÉSIO E O CORAÇÃO

A insuficiência em magnésio nos solos, e consequentemente na alimentação humana tem um papel importante no desenvolvimento de doenças do foro cardiovascular, nomeadamente arritmias como a fibrilação auricular. A doença coronária é causa aproximadamente de uma em cada cinco mortes. Cerca de 75% das pessoas são insuficientesem magnésio. Osestudos ao nível celular confirmam que esta deficiência tem consequências directas quer para o coração, quer para os vasos sanguíneos, incluindo:

  • Variações no ritmo cardíaco
  • Aterosclerose (rigidez das artérias)
  • Vasoconstrição (espasmos das artérias)
  • Hipertensão arterial
  • Angina (dor no peito com o esforço)
  • Enfarte do miocárdio (insuficiente fluxo de sangue associado ao aumento do cálcio relativamente ao magnésio)
  • Trombose e AVC
  • Morte súbita

O magnésio está envolvido em cerca de 300 processos metabólicos, e não adianta fazer o seu doseamento no sangue pois apenas circula 1% do seu total. Devemos medi-lo nos glóbulos vermelhos para ter uma ideia mais acurada do seu valor intracelular. Boa parte dele reside nos ossos, e em casos de stress ele é bombeado para fora das células, dando a falsa impressão de estar em níveis aceitáveis. O magnésio causa o relaxamento celular ao contrário do cálcio que causa a sua contrição. A insuficiência em magnésio causa espasmos ou bradicardias (diminuição da frequência dos batimentos cardíacos) que podem ser fatais. O magnésio ajuda a evitar a formação de trombos arteriais, bem como a calcificação das placas de aterosclerose. Este mineral é vital à elastina, a qual mantém as artérias flexíveis. A falta de magnésio pode dar cãibras, fadiga, obstipação, ansiedade, insónia e dor no peito.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 17:32
link do post | comentar
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

O SONO E O PESO

 

É uma condição do moderno estilo de vida, passar horas em frente ao computador e Tv. Trabalhamos até muito tarde e não somos capazes de perceber qual a razão porque não conseguimos perder peso. Mas pode haver uma correlação, pois os últimos estudos apontam para uma relação entre a privação parcial do sono – menos de 6 horas – e a obesidade. Então o que faz o peso subir quando as horas de sono diminuem? Provavelmente a privação provoca uma alteração hormonal nas hormonas que sinalizam se estamos com fome ou saciados. A grelina que nos impulsiona para comer aumenta, e a leptina que nos faz parar de ingerir comida diminui consideravelmente, à medida que dormimos menos. O cortisol – a hormona do stress – entra em cena quando os ritmos normais do sono são alterados. O aumento do cortisol encoraja ao armazenamento de gordura e à perda de massa muscular, mesmo quando comemos menos! As hormonas do stress tendem a aumentar as ânsias por hidratos de carbono, gordura e sal, especialmente quando estamos acordados até muito tarde. Ficamos demasiadamente cansados para fazer exercício, o qual poderia melhorar o peso. Excluir a cafeína, comer refeições ligeiras e proteicas (o triptofano é um aminoácido que promove o relaxamento) à noite, bem como horários de sono e suplementação com melatonina. Desligue a televisão e o computador, e deixe actuar as hormonas rejuvenescedoras.

publicado por Anti-Envelhecimento às 21:08
link do post | comentar
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2012

O POTÁSSIO É A CHAVE DE UMA TENSÃO ARTERIAL SAUDAVEL

A ciência evidencia uma associação inequívoca entre uma diminuição do potássio e uma tensão arterial elevada. No Texas Heart Study os investigadores recolheram amostras de urina de 3.300 pessoas e os resultados mostraram que quanto mais baixo era o potássio na urina, maior era a tensão arterial. Estes dados eram mais fortes do que os dados que suportam a relação entre a hipertensão e o consumo de sal! As pessoas com menor consumo de fruta e vegetais (antioxidantes) apresentavam os maiores valores de tensão arterial. Os alimentos processados têm diminuído o seu conteúdo em potássio em cerca de ⅓ do que deveria ser, abrindo caminho para a doença cardiovascular. Na publicidade contra o sal ciência indica que ⅓ das pessoas normotensas e ½ das que têm tensão alta têm algum grau de sensibilidade ao sal. A nova ciência mostra que uma causa provável desta sensibilidade aumentada ao sal pode ser uma insuficiênciaem potássio. O sódio (sal) é necessário para ajudar nas tarefas que requerem energia – bomba de sódio-potássio – e quanto mais suamos mais precisamos dele. As pessoas com o menor consumo de sódio têm mais 80% de risco de morte prematura quando comparados aos que mais sal ingerem. Parece ser mais lógico aumentar a ingestão de potássio em vez de diminuir drasticamente a ingestão de sal. Outros sintomas de insuficiência em potássio incluem a fadiga, a fraqueza muscular com cãibras nocturnas, retenção de líquidos, arritmias, ansiedade e problemas de pele (acne incluso). A falta de potássio também contribui para o desenvolvimento de pedra nos rins e diabetes tipo 2, bem como osteoporose, doença cardiovascular e declínio cognitivo. As bananas, os vegetais e as laranjas são ricosem potássio. Os suplementos não devem ir além de 90 mg. Não esqueça: o potássio é o melhor companheiro do magnésio, e ambos ios minerais são vitais á nossa saúde cardiovascular, ajudando a manter a tensão arterial dentro dos limites saudáveis.

publicado por Anti-Envelhecimento às 19:08
link do post | comentar
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

VITAMINA D: NÃO PODE PASSAR SEM ELA

A insuficiência em vitamina D está associada a todas as doenças relacionadas com o envelhecimento, incluindo o cancro, a doença cardiovascular e a inflamação crónica. Os estudos em humanos demonstram que elevados níveis desta vitamina protegem contra o cancro, nomeadamente da mama e da próstata, bem como de outras patologias. Não pode haver bons ossos sem níveis óptimos de vitamina D. À medida que envelhecemos, perdemos capacidade de sintetizar esta vitamina, na pele, a partir do colesterol e sob o estímulo dos UVB. Identificou-se baixos níveis de vitamina D nos meses de Inverno, o que está associado a doenças sazonais cromo a gripe. Todos precisamos de suplementar a nossa alimentação com esta vitamina, especialmente os idosos, que o devem fazer com 5000 UI diárias. Os níveis séricos de vitamina D devem ser medidos regularmente no fim do Verão e corrigir qualquer valor inferior a 50 ng. A vitamina D é uma vitamina liposolúvel (que se dissolve apenas em gordura), pelo que deve ser ingerida com a maior refeição do dia. Quem sofrer da rara condição chamada sarcoidose, não deve suplementar a alimentação com a vitamina D.

publicado por Anti-Envelhecimento às 14:39
link do post | comentar
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012

IMUNOSENESCÊNCIA

Desde o nascimento, o nosso sistema imune desenvolve competência para neutralizar micróbios, corpos estranhos e células potencialmente cancerosas. Há medida que envelhecemos, instala-se um declínio na capacidade imune com repercussões no débil equilíbrio e no apertado controlo dos mecanismos de defesa.

  • A imunosenescência acelera o envelhecimento.
  • Há uma perda gradual na capacidade de luta contra infeções e células cancerosas.
  • Os cogumelos Reishi contêm três famílias diferentes de compostos bioactivos capazes de reverter a senescência imune, devolvendo o equilíbrio da juventude.
  • Podemos esperar acréscimos de longevidade, com o consumo destes cogumelos, entre 7 e 16 anos.

Os constituintes destes cogumelos têm como alvo o sistema FOXO3 o qual regula a resposta ao stress oxidativo, facilitando a neutralização dos radicais livres.

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:30
link do post | comentar

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds