Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Quarta-feira, 31 de Março de 2010

MEDICAÇÃO PARA A HIPERTENSÃO ARTERIAL POSTA EM CAUSA

O pesadelo para quem tem de prescrever medicamentos para a hipertensão arterial e para quem as toma continua. O debate sobre estas terapias realça uma falência parcial por parte da medicina convencional para melhorar esta doença adversa e reverter os danos dos que estão na direcção errada.

Um grande número de estudos recentes sobre medicação para combater a HTA revela a falência desta bem como a preocupação em alcançar números em vez de tratar doentes. A falha é baseada na ideia errada de que alterando os números através de medicamentos se produz saúde. O ramo da HTA do estudo ACCORD demonstrou outra falha, tal como o ramo dos lípidos e dos açúcares. O ACCORD foi baseado na ideia, talvez ridícula, de que usando agressivamente medicações para baixar a tensão arterial, colesterol, e glicose nos diabéticos tipo 2, isso melhoraria a sua saúde cardiovascular, salvando vidas. Embora baixando a TA sistólica para menos de 140 mmHg tenha demonstrado beneficio, diminuindo-a abaixo de 120 mmHg não demonstrou qualquer benefício adicional. Pelo contrário, muitos parâmetros de saúde declinaram aparecendo complicações médicas à medida que a tensão baixava. Mais, uma boa parte dos medicamentos do nosso arsenal terapêutico para a HTA contêm diuréticos, nomeadamente do tipo tiazídico, os quais têm graves efeitos secundários e retiram água do sistema. Ora, não se pode estar ao mesmo tempo hidratado e desidratado…!

Claro que não há explicações plausíveis para estes factos. A tensão arterial tem valores óptimos para uma saúde óptima, e isto varia de pessoa para pessoa. A ditadura dos números e da chamada medicina baseada na evidência esquece-se de um facto irrefutável. Cada doente é um doente, e a politica do tamanho único não funciona em saúde.

Devemos pensar seriamente na razão pela qual temos tensão alta, e no caso do nosso médico nos dizer que ela é do tipo essencial – isto é, não se sabe a causa – revermos o nosso estilo de vida. Uma vida sã livre de açúcares, nomeadamente frutose, e com algum exercício físico, e com uma boa suplementação em magnésio é mais de meio caminho andado para uma tensão arterial normal.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 11:34
link do post | comentar
Terça-feira, 30 de Março de 2010

PSYLLIUM E A FIBRA REDUZEM AS ANSIAS ALIMENTARES

Um estudo recente demonstra que o psyllium (tipo de fibra alimentar ingerido antes de uma refeição tem um impacto significativo nos múltiplos sinalizadores do apetite ao nível digestivo horas após a última refeição – ajudando a manter a saciedade.   Adicionalmente, uma refeição com muita fibra ajuda a baixar o açúcar no sangue (glicemia) durante várias horas após a refeição, o que ajuda ao normal metabolismo, à manutenção do peso corporal, e à normalização da insulina.

A combinação desta fibra com uma refeição proteica providencia um impulso significativo à produção de glucagon-like péptido 1 (GLP-1).   Este por sua vez melhora o desempenho das células beta pancreáticas responsáveis pela produção de insulina, aumentando a sensibilidade dos tecidos a esta hormona.

Os sinais oriundos do sistema digestivo têm não só uma influência decisiva nas ansias de alimentos, como um enorme efeito no metabolismo. Ao aumentarmos a quantidade de fibra ingerida reduzimos a necessidade de mais alimento. Na verdade, sempre nos confrontamos com grande quantidade de fibra na nossa alimentação o que dava sinais de saciedade. Actualmente, nesta sociedade de refinados, ingerimos quase o dobro dos alimentos antes de termos sinais de que estamos satisfeitos. Esta também é uma das causas da epidemia de obesidade. Eu aconselho uma mistura de fibras alimentares constituída por 1/3 de fibra solúvel, 1/3 de glucomanano e 1/3 de psyllium. Esta composição permite melhor saciedade e trânsito intestinal, bem como enor excesso de peso e risco de cancro do cólon.

 

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:46
link do post | comentar
Sábado, 27 de Março de 2010

DEVEMOS TODOS TOMAR UMA ASPIRINA POR DIA?

Se estiver a ter um ataque cardíaca, mastigar uma aspirina pode salvar-lhe a vida. Se sofrer de doença cardiovascular, tiver um ataque cardíaco ou uma trombose (AVC), ou se tiver um elevado risco destas patologias, tomar diariamente uma aspirina de 100 mg faz parte de uma estratégia comprovada para a prevenção destas doenças que ameaçam a vida. A aspirina diminui a agregação das plaquetas tornando o sangue menos “pegajoso”. Isto limita a formação de coágulos sanguíneos, os quais podem despoletar ataques coronários ou AVC. Mas e se for relativamente saudável? Será que tomar aspirina ajuda a manter o seu coração livre do problema, bem como proteger de AVC, e de outras formas de doença cardiovascular?

Se tomar aspirina fosse completamente isento de riscos não haveria dúvidas em que toda a gente tomasse. Mas a aspirina conte riscos. A redução do potencial de coagulação pode levar a AVC hemorrágico (sangramento dentro do cérebro). Pode ocorrer hemorragia gástrica. Claro que a resposta está no apuro do saldo risco/benefício.

Mas há uma outra face da aspirina. Este tipo de doenças supracitadas tem um fortíssimo componente inflamatório. Ora é aqui que a aspirina e o ómega-3 têm um casamento feliz. Sabemos que a aspirina em baixas doses – menores do que as citadas – tem a capacidade de despoletar a libertação das membranas celulares prostanoides oriundos dos ómega-3. A estes compostos chamamos resolvinas e protectinas. E o que acham que elas fazem? Adivinharam, protegem e resolvem a inflamação. O melhor dos dois mundos? Provavelmente!

publicado por Anti-Envelhecimento às 11:45
link do post | comentar | ver comentários (1)
Sexta-feira, 26 de Março de 2010

Olá Cristiana

Bom dia Dr.

Gostaria de saber se o oleo de coco virgem é uma boa alternativa aos outros oleos de cozinha.

Li numa reportagem que tem muitos benefícios para a saúde(reforça sistema imunitário, bom colesterol, ossos,anti-envelhecimento,etc), inclusive,

medicos americanos encontraram a resposta neste oleo para muitos problemas de seus pacientes.Até que ponto é verdade?

Obrigada,

Cps

Cristiana Matos


O óleo de coco tem essas vantagens, e é o melhor para fritar. Eu aconselho a uma fritura em 1/3 azeite+1/3 óleo coco+1/3 óleo de sésamo.
Infelizmente quem ainda manda é a teoria lipídica que emergiu do estudo seven countries. Este estudo é um flop.

Talvez um dia se volte a por a cabeça para pensar. Este é mais um mal de seguir à risca os estudos da dita medicina baseada na evidência...!

publicado por Anti-Envelhecimento às 15:18
link do post | comentar | ver comentários (2)

COLESTEROL: ANJO OU DEMÓNIO?

É frequente ver doentes assustados com os valores do seu colesterol, especialmente quando estão a tomar estatinas (sinvastatina, crestor, zarator, etc.) e o malandro teima em não baixar. Segundo a "voz corrente" estamos em perigo  iminente de um ataque cardíaco, e há que fazer baixar o colesterol a bem ou a mal.

Como já referi várias vezes, o colesterol é um precioso constituinte do nosso corpo, faz parte das membranas celulares, da vitamina D, e da maioria das hormonas. Sem ele não podíamos existir. Então e o ataque cardíaco? E a trombose cerebral?

Todo o nosso entendimento acerca deste assunto assenta na teoria lipídica em que o colesterol foi associado à doença cardiovascular e à obesidade. Mas o grande estudo que teima em comandar toda a nossa nutrição moderna está profundamente falseado, e portanto errado.

Mas voltemos ao colesterol!

O colesterol total reflecte a soma de todos os tipos de colesterol; bons, maus e assim-assim. Desta forma nada nos diz. Pode estar muito alto e as fracções más estarem baixas, o que é bom. Pode estar muito baixo e as fracções más estarem altas, o que é muito mau. Basicamente há dois tipos de colesterol: o HDL ou bom colesterol - que retira o colesterol dos tecidos, nomeadamente das artérias, e o devolve ao figado impedindo assim a possivel formação de placa aterosclerótica - e o LDL que é levado do fígado aos tecidos, nomeadamente às arterias.

Mas neste tipo de colesterol apenas é perigoso o padrão B em que as partículas são pequenas e densas. Estas é que são aterogénicas. Ora é precisamente sobre estas que as estatinas não actuam. Irónico, não é? Nestas actuam os derivados da niacina ou vitamina B3.

Então o que fazer? Em primeiro lugar, é preciso sabermos como se formam estas partículas maléficas. Elas são derivadas do metabolismo do açúcar (pão, massa, batata, etc.) mais propriamente do açúcar de mesa ou sacarose, e particularmente da frutose (refrigerantes, sumos de fruta natural, etc.). Então agora já ficamos a saber o que fazer. A escolha é de cada um de nós, bem como a respectiva saúde. E então o colesterol HDL, o tal que é bom? Este pode aparecer sob a forma de duas fracções, uma boa e outra mais ou menos. É assim como se numa esquadra de polícia tivéssemos muitos agentes, mas uma parte fosse corrupta. Quantidade não é qualidade.

Em suma, e para deixarem de ficar assustados, calcule o quociente entre os triglicéridos e o HDL. Se for cerca de 1, agradeça aos Deuses. Se estiver compreendido entre 1 e 2, agradeça aos Anjos. Se for maior do que 3, não culpe o Diabo, culpe-se a si mesma...

publicado por Anti-Envelhecimento às 14:02
link do post | comentar | ver comentários (5)

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds