Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

NÃO SE FRITE POR DENTRO

PROBLEMAS COM A TIRÓIDE?

Lançamento de "O Regime A...

Arquivo

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Sábado, 28 de Novembro de 2009

MAGNÉSIO - O MINERAL ANTI.INFLAMATÓRIO

Um estudo recente em 3713 mulheres pós-menopausicas mostra que o magnésio é um poderoso nutriente anti-inflamatório. Cada dose fiaria de 100 mg de magnésio estava associada a uma redução significativa em vários marcadores da inflamação.

O magnésio é o mineral da nossa dieta em que mais temos insuficiência. Isto é prioritariamente devido ao empobrecimento dos solos devidos às modernas práticas alimentares.  Isto é agravado pelo processamento da indústria alimentar nos frutos e legumes. Se considerarmos que a inflamação está por trás da maioria dos problemas de saúde, a consequência de fazer uma alimentação deficiente em magnésio torna-se óbvia.

O estudo mostrou que marcadores da inflamação como a proteína C reactiva (PCR), o factor de necrose tumoral alfa (TNFα), e a IL6 (interleucina 6) eram reduzidos quando se adicionava magnésio à alimentação. Estes são marcadores da inflamação que normalmente estão elevados nas doenças do envelhecimento.

Para além disto, outros marcadores da inflamação ligados à placa de ateroma nas artérias também, diminuíam com a ingestão de magnésio.

Não é demais lembrar que a suplementação com o magnésio e com vitamina D têm um impacto enorme na nossa saúde, pelo que será prioritário focalizarmos a nossa atenção nestes dois nutrientes que são muitos baratos. Se eu só pudesse escolher dois suplementos alimentares, certamente escolheria a vitamina D e o magnésio. 

publicado por Anti-Envelhecimento às 12:30
link do post | comentar

GRAVIDEZ E VACINA DA GRIPE A

As autoridades de saúde nos EUA englobaram as mulheres grávidas no grupo de maior prioridade para a vacinação contra o vírus da gripe A – H1N1 – mas será seguro para as mulheres e para os seus bebés?

De facto, a literatura da vacina alerta para o facto de a segurança para as grávidas ainda não ter sido estabelecida. E os relatórios sobre grávidas que tomaram a vacina e abortaram começam a aparecer de todos os cantos da América.

O link abaixo contém histórias de mulheres que nos chocam e enfurecem. Se for uma grávida, pense duas vezes antes de se vacinar e ouça várias opiniões. Se puder, evite locais públicos e lave e desinfecte frequentemente as mãos.

 

Organic Health November 11, 2009 


About.com

publicado por Anti-Envelhecimento às 11:07
link do post | comentar | ver comentários (6)
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

QUER VIVER MAIS? TENTE A VITAMINA D

Publicado no jornal Clinical Endocrinology, cientistas da Holanda, Austria, e EUA relatam que níveis baixos de vitamina D estão associados com um aumento do risco de mortalidade geral, e cardiovascular em particular.

A pesquisa seguiu as pegadas de outras que encontraram achados similares e que foram publicados no jornal Archives of Internal Medicine.
Este novo estudo utilizou os dados de 614 pessoas que participaram no Hoorn Study, um estudo populacional prospectivo com gente de ambos os sexos e uma média de idades de 69.8 anos. Foram avaliados os níveis de 25(OH)D no inicio do estudo, e após seis anos foram documentadas 51 mortes, 20 das quais por causas cardiovasculares.
As pessoas com menores níveis de vitamina D tiveram um risco aumentado de 124 e 378% na mortalidade geral e na mortalidade cardiovascular respectivamente.
Comentando sobre os potenciais mecanismos, os cientistas notaram: “Para além de da saúde muscular e óssea, a vitamina D também protege contra o cancro, infecções, e doença auto-imune, sugerindo que a deficiência nesta vitamina contribui para uma reduzida expectativa de vida. Os adultos com insuficiência em D têm mais probabilidade de morrer de doença cardíaca ou AVC. Cientistas Finlandeses compararam os níveis de vitamina D, e as mortes por doença cardiovascular ou AVC em mais de 6000 pessoas. Os com insuficiência mais pronunciada tinham 25% mais risco de morrer destas doenças.
Adicionalmente, num estudo com 166 mulheres em tratamento para cancro da mama, quase 70% tinham baixos níveis de vitamina D. A análise mostrou que as mulheres nos estádios mais avançados da doença eram as que tinham os níveis mais baixos.
A vitamina D é essencial para a manutenção de ossos e músculos saudáveis e as mulheres com cancro da mama têm uma perda de massa óssea acelerada devido à quimioterapia e à terapia hormonal. É importante para estas mulheres uma reposição dos níveis de vitamina D.
publicado por Anti-Envelhecimento às 11:58
link do post | comentar
Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

PIPOCAS E COCA-COLA

Esqueça o Freddy Krueger ou os vampiros: O monstro de uma noite no cinema pode ser o saco das pipocas ou as colas, de acordo com um estudo recente.

A análise nutricional das pipocas um número de calorias deveras surpreendente, capaz de espantar os consumidores e colocar-lhes um problema de saúde. O Center for Science comparou pipocas e cola e chegou à conclusão que é pior do que comer fast-food. Uma cola e um saco médio de pipocas contêm cerca de 1.610 calorias e 60 gramas de gordura saturada.

Isto é um autêntico murro no pâncreas e proporciona uma deposição de gordura de cerca de 180 gramas. Claro que esta “moda” foi importada e implementada no nosso país com enorme sucesso, com a complacência das agências governamentais de saúde que assobiam para o lado. É necessária uma forte campanha publicitária que consiga alertar a juventude para os malefícios de tal prática que nada têm a ver com os nossos costumes.

publicado por Anti-Envelhecimento às 22:44
link do post | comentar
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

O QUE O SEU MÉDICO PODE NÃO LHE TER DITO SOBRE A TIRÓIDE

A tiróide, localizada a meio do pescoço produz hormona tiróide que regula importantíssimas funções, incluindo o metabolismo e a temperatura. As duas formas da hormona tiróide são a T3 e a T4. Enquanto o hipertiroidismo é raro, o hipotiroidismo (diminuição da função) é muito comum, especialmente o hipotiroidismo subclínico.

Estatisticamente cerca de 10% da população tem uma tiróide hipofuncionante, sendo as mulheres atingidas cerca de cinco vezes mais do que os homens. Dado que as cifras atingem 20% das mulheres maiores que 65 anos isto dá-nos uma pista para verificar que há uma conexão entre os estrogénios, bem como a progesterona e outras hormonas, e a tiróide. Quanto a tiróide está hipofuncionante, o cérebro, os ovários e as glândulas supra-renais são afectados. Há muitos sintomas, mas os mais comuns são a intolerância ao frio, fadiga, aumento de peso, pele e cabelo secos, unhas frágeis, dores de cabeça, dificuldade em pensar e edema da face e dos olhos (papos).
A decisão de suplementar com hormona tiróide envolve um julgamento clínico. Eis um exemplo comum. Uma mulher na premenopausa queixa-se de fadiga, aumento de peso e cabelo fino. As suas T3 e T4 estão normais, mas a TSH está um pouco elevada, indicadora de uma tiróide hipofuncionante. Ela mede a sua temperatura basal durante cinco manhãs e estão abaixo de 37ºC. É-lhe prescrita hormona tiróide. Algum tempo depois os seus períodos começam a ser irregulares e prescrevem-lhe estrogénios. Seis semanas depois retorna a fadiga e o medico acha que o problema é da TSH. Aumenta a dose de T4 e os sintomas só se resolvem parcialmente. A dose é novamente aumentada. Ela ganha peso novamente e tem os seios intumescidos. Ela abandona os estrogénios e em duas semanas está melhor, mas umas semanas depois exibe sinais de hipertiroidismo.O que se passou foi que o suplemento de estrogénios era excessivo e a tiróide ressentiu-se.
Outra causa para haver uma hipofunção da tiróide é o consumo de soja. Se comer quantidades excessivas de crucíferas também pode baixar a produção tiróide.
Muitos fármacos podem diminuir a função tiróide. É o caso da prednisolona, barbitúrico, contraceptivos orais, estatinas, heparina, fenitoina, propanolol e aspirina.
Muitas das mulheres diagnosticadas como hipotiroideas estão numa idade em que ainda menstruam mas são deficientes em progesterona. Deveremos investigar a progesterona nas tiróides hipofuncionantes pois as hormonas são todas interdependentes.
publicado por Anti-Envelhecimento às 17:24
link do post | comentar | ver comentários (2)

Torne-se fan da nossa página:

Dr. Luís Romariz

Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

Medicina Anti-Envelhecimento

Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
- Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
- Nutrição optimizada e suplementada.
- Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

Pesquisar

 

Subscrever feeds

blogs SAPO

Subscrever feeds