Não ponha na pele algo que não seja capaz de ingerir
Mais informações:
Tel.: 22 4220111
Aumento da longevidade e rejuvenescimento funcional biológico, isto é, dar mais anos à vida e mais vida aos anos.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: anti-envelhecimento@sapo.pt

Posts recentes

HORMONAS BIOIDÊNTICAS

QUER SABER SE A SUA TIRÓI...

ATAQUE CARDÍACO - Factore...

ELECTRÕES, TOXINAS, E DOE...

EXERCICIO DE CADA DIA … N...

DIETA H.C.G.: EFICAZ? DIS...

A VITAMINA C REJUVENESCE ...

ATAQUE À TIRÓIDE

FAÇA CRESCER TECIDO CEREB...

ESCORBUTO SUBCLÍNICO

Arquivo

Novembro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Consultas em Lisboa

Consultas de Saúde da Mulher (hormonas bioidênticas) e Saúde do Homem:


Marcações pelo Tel. 911 506 033


Para aceder aos cosméticos biológicos clique na imagem à esquerda

Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

GORDURA ABDOMINAL E APETITE

 

A Gordura Abdominal Produz Hormona do Apetite
Sabíamos que era difícil perder a gordura abdominal, e que esta era um factor de doença, mas a pesquisa mais recente sugere que o quadro pode ser ainda pior pois esta gordura é capaz de produzir o neuropeptido Y  NPYo qual é um potente estimulador do apetite 
Num estudo, os pesquisadores descobriram que as células de gordura intra-abdominal produziam uma hormona chamada NPY, estimuladora do apetite e que se pensava que só era produzida pelo cérebro.  
Assim, este excesso de NPY estimula a produção de percursores das células gordas criando um ciclo vicioso.

NPY é a hormona do apetite com maior potência; no entanto ela é inibida pela insulina. Mas se houver insulinoresistência ¾ característica da diabetes tipo II ¾ esta inibição é reduzida, expressando-se a acção do NPY. A chave para quebrar a insulinoresistência está na dieta NewAge.

publicado por Anti-Envelhecimento às 11:25
link do post | comentar
Sábado, 28 de Junho de 2008

"Alergia ao Sol"

Cara leitora

O caso que me descreveu, em relação ao seu marido, não é incomum. Há pessoas com sensibilidade aumentada em relação à exposição solar

Talvez possa utilizar uma suplementação de óleo de salmão a 1 grama, duas vezes ao dia,  mais 100 mg de aspirina, e tentar alguns minutos de exposição solar até às 11 horas, após 5 dias de iniciar a medicação. O gel de aloé vera também poderá ajudar um pouco.

publicado por Anti-Envelhecimento às 22:45
link do post | comentar

ÓLEO de PEIXE e DIABETES

 

Um estudo piloto investigou os efeitos dos suplementos de óleo de peixe, e descobriu que pode haver efeitos benéficos na resistência à insulina, característica dos diabéticos tipo II.  
Os derivados do oleo de peixe — GHA e EPA— têm sido alvo de pesquisa devido ao seu papel na saúde cardiovascular.
Contudo, cientistas da Universidade de Surrey notaram que os efeitos destes óleos na sensibilidade à insulina são muito menos conhecidos A insulinoresistência, aumenta o risco de diabetes levando à superprodução de insulina e ao esgotamento do pâncreas. Um dos maiores contributos é dado pela obesidade, a qual está fortemente relacionada com a doença cardíaca.
O estudo piloto incluiu pessoas com indice de massa corporal de 25 ou maior, um perímetro abdominal de 94 cm para os homens e 78.7 cm para as mulheres, que relataram uma ingestão de 2 doses de oleo de peixe semanalmente, mas sem a toma de suplementos.
Posteriormente foram introduzidos os suplementos na forma de 440mg de DHA e 660mg de EPA.
Foram medidas as concentrações de insulina e glucose usando um teste de tolerância à glicose. Encontraram uma diminuição da sensibilidade à insulina através de uma redução da resposta glicémica, e uma diminuição nos triglicéridos e colesterol total. Houve também uma redução significativa na tensão arterial (diastólica).

A ingestão de óleo de peixe torna as membranas celulares mais flexíveis, permitindo uma melhoria no desempenho dos receptores da glicose, com a consequente melhoria da diabetes.

publicado por Anti-Envelhecimento às 22:37
link do post | comentar | ver comentários (1)

CAFÉ vs LONGEVIDADE

 

Beba café, Viva mais
Vá em frente e tome uma chávena de café. Um novo estudo mostra que beber quantidades apreciáveis de café durante um longo período ajuda a viver mais tempo.
Beber até 6 chávenas diárias não só não conduz a morte prematura, como aumenta a longevidade, Segundo um estudo publicado pela Universidade de Madrid.
"O nosso estudo indica que o consumo de café não tem um efeito maléfico," diz o cientista chefe Esther Lopez-Garcia.
Ela seguiu 84 214 homens desde 1986 a 2004 afim de observar quais os efeitos da ingestão farta de café. Ela descobriu que havia "alguns efeitos benéficos" tais como um menor risco de doença cardíaca, cancro e outras doenças. O estudo sugere que os antioxidantes contidos no café possam ter um papel importante neste desfecho.
publicado por Anti-Envelhecimento às 22:10
link do post | comentar
Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

HOMOCISTEÍNA

 

HOMOCISTEÍNA: PIOR DO QUE O COLESTEROL
A doença coronária obstrutiva (enfarto do miocárdio) é um grande pesadelo para a humanidade. Nos países desenvolvidos, assim como em Portugal, é a principal causa de mortalidade.
Estima-se que, somente neste ano, 900.000 americanos e 6.000 portuguesess terão suas vidas ceifadas por esta doença.
Muito mais importantes do que a herança genética, os verdadeiros inimigos do coração estão ligados aos nossos estilos de vida: fumo, sedentarismo, obesidade, stress, hipertensão, os erros alimentares e a deficiência hormonal que, em última análise, levam à hipercolesterolemia (aumento do colesterol no sangue).
O aumento do colesterol, principalmente a fracção LDL (o mau colesterol), abre caminho para a arteriosclerose, que, por sua vez, obstrui as artérias do coração e causa o enfarto, numa verdadeira reacção em cascata.
Colesterol elevado, passou então, a ser o inimigo público número um. Paradoxalmente, ninguém se questiona que sem colesterol morremos, e portanto o colesterol não pode ser o culpado.
Um facto muito importante intrigava, porém, os pesquisadores mais curiosos: se é realmente o grande vilão, como explicar a ocorrência de enfartos em pessoas com colesterol absolutamente normal?
Como explicar o enfarto em adultos cada vez mais jovens, que, igualmente, não apresentam qualquer anormalidade no seu colesterol, e adoptam estilos de vida aparentemente saudáveis?

Um dos elos desta cadeia de eventos, parece ter sido encontrado.
Surgindo no nosso organismo como um produto do metabolismo da metionina, a homocisteína é um aminoácido natural, de existência efémera, que se converte em outro aminoácido chamado cistationa. Se esta rota for correctamente seguida, não há qualquer prejuízo para a nossa saúde. O grande segredo, porém, é que para este processo ocorrer, são necessários co-factores naturais que regulam essas reacções: vitaminas B6 e B12, betaína e ácido fólico. Aí é que começam nossos problemas.
Devido a uma má nutrição — especialmente nos idosos—, ao esgotamento do solo, industrialização excessiva dos alimentos e baixa concentração desses elementos na dieta, um número incontável de pessoas apresenta deficiência dessas substâncias.
Diante dessas deficiências, nosso organismo passa a acumular homocisteína, e essa substância é hoje considerada um dos indutores da oxidação do colesterol.
É a homocisteína um dos factores que induzem e modulam as lesões vasculares que levam ao enfarto.
Ainda pior: a homocisteína acelera a oxidação do LDL colesterol ( o “mau colesterol”), aumentando ainda mais a lesão vascular.

Explicando mais claramente: se o colesterol é normal, porém as concentrações de homocisteína no seu sangue estão elevadas, a lesão cardíaca ocorre mais rapidamente do que se seu colesterol estiver elevado e sua homocisteína normal!
Na verdade, a homocisteína elevada no sangue, é considerada, actualmente, nos países que praticam uma medicina de ponta, um factor de risco para doenças cardíacas, muitas vezes pior e mais preciso do que o colesterol.
Pessoas com doenças coronárias, já confirmadas por angiografia, têm um risco, 10 a 15 vezes maior de enfarto se sua homocisteína estiver elevada!
Para finalizar, dois factos relevantes:
  • a suplementação vitamínica correctamente conduzida, provoca a total normalização dos níveis de homocisteína
  • os níveis de homocisteína no sangue podem ser medidos, sendo um exame obrigatório nos países desenvolvidos.
Lembre-se: na sua próxima consulta, peça ao seu médico para dosear os seus níveis de homocisteína, que, está provado, é muito pior que o colesterol.
 

"O seu corpo é um bem precioso. Ele é o único veículo que o leva a acordar todas as manhãs. Trate-o com cuidado."

  • Não adoeça
  • Não envelheça
  • Não morra
  • publicado por Anti-Envelhecimento às 12:18
    link do post | comentar | ver comentários (2)

    Torne-se fan da nossa página:

    Dr. Luís Romariz

    Dr. Luís Romariz licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Porto em 1979, e especializou-se em Medicina Familiar em 1988, tendo actualmente o grau de Assistente Graduado. Tem desenvolvido a medicina preventiva nos últimos 27 anos e alcançou o International Certificate of Age Management Medicine no Cenegenics Medical Institute de Las Vegas, em 2005. Tem ainda pós-graduação pela Harvard Medical School, e pela Medical School of Yale University. Tem o curso de Internacional de Mesoterapia e de Medicina Estética. membro diplomado da AMME da França. É membro da Americana A4M, da Life Extension Foundation e da Andropause Society, do Reino Unido. Speaker internacional. É o pioneiro da medicina Anti-Aging em Portugal É o fundador do Instituto Médico NewAge, no Porto.

    Medicina Anti-Envelhecimento

    Especialidade médica (Age Management Medicine) nascida há cerca de 8 anos nos EUA e que encara o envelhecimento como uma doença da qual conhecemos as principais causas e os sintomas, mas que ainda não é curável.
    Não sendo curável é no entanto possível retardar o seu aparecimento e praticamente suprimir os sintomas. Isto consegue-se à custa de:
    - Medicina preventiva proactiva, curativa de tecnologia de ponta, e harmonização hormonal.
    - Nutrição optimizada e suplementada.
    - Exercício físico sustendato e hormonalmente optimizado.

    Pesquisar

     

    Subscrever feeds

    blogs SAPO

    Subscrever feeds